Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Buscas no Site
Buscar
Em     
sexta-feira,
2 de dezembro de 2016
Atualizado em: 19/11/2016
     
Fraudes Diversas e "Tecnológicas"
O resgate de antigos fundos de pensão ou seguros

Alavancas: Ganância, Ingenuidade e Escassa Atenção, Ignorância Técnica



Promoção BLACK WEEK. Até o dia 02/12 valor promocional para o Treinamento sobre Fraudes Crédito e Comércio ! CLIQUE AQUI.



Este golpe, já um clássico brasileiro do tipo “advance fee”, iniciou a aparecer no meio da década de 1990, mas ganhou intensidade por volta de 2004 e desde então continuo recebendo denúncias vindo do Brasil inteiro.

Em síntese o esquema funciona assim. A vítima recebe uma correspondência supostamente vindo de um tribunal ou de uma empresa de advocacia, ou às vezes um telefonema, informando que a pessoa tem direito a receber, de um antigo fundo de pensão ou de uma seguradora, uma determinada quantia (normalmente algo entre 20 e 50 mil R$). Quando a informação chegar por correspondência, sempre é solicitado um contato por telefone com uma suposta advocacia, associação ou empresa.

Os fundos, entidades, seguradoras e associações envolvidos com maior freqüência são o Montepio Militar, Mongeral, Capemi, Gboex, Capelbras, Soaex, IPC e Anapp. Em alguns casos se trata de entidades em liquidação ou falidas, em outros ainda de empresas ou associações perfeitamente ativas e regulares. Em todos os casos as entidades/empresas nada tem a ver com este golpe.

As justificações fornecidas para o suposto direito a receber tal quantia são variadas, em alguns casos se trataria de ações coletivas ganhas na justiça, em outros do resultado de uma liquidação de falência ou em outros ainda da transferência dos créditos previdenciários para outra entidade que os liquidaria etc...

Em todos os casos, depois do contato, é informado que para receber o valor do saldo ou do resgate é necessário antes depositar um determinado valor a título de custas de justiça, honorários de advocacia, integração de contribuições previdenciárias (para atingir determinados períodos mínimos de depósitos), quotas de participação em associações de categoria que cuidaram da suposta ação coletiva etc... este valor adiantado varia, normalmente, entre 1.500 e 4.000 R$. Em alguns casos os golpistas, para convencer a vítima, oferecem a possibilidade de fazer o pagamento em duas etapas, com o saldo somente depois do depósito do resgate. Neste caso o que será depositado na conta da vítima é um cheque falso ou roubado, ou ainda uma série de envelopes vazios em caixa automático. Tudo com o objetivo de deixar a vítima acreditar que recebeu o valor do resgate prometido e assim fazer ele pagar a segunda metade.

Existem numerosas variantes deste golpe, em certos casos a ligação vem de um suposto funcionário corrupto de uma das entidades acima mencionadas que se oferece para agilizar o pagamento de um determinado saldo disponível em troca do pagamento adiantado de 10% do valor ...
Em todos os casos se trata de golpe.
CAPÍTULO  Anterior -  Próximo


Login
Usuário:
Senha:
     
Patrocínios





NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados.   Design by D.Al. Eventos | "O Monitor" | Humor | Mapa do Site | Estatísticas | Contatos | Aviso Legal | Principal