Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Buscas no Site
Buscar
Em     
sábado,
3 de dezembro de 2016
Atualizado em: 19/11/2016
     
Fraudes Financeiras e Comerciais
Fundos e Contas Bancárias Bloqueadas (blocked funds)

Alavancas: Irracionalidade, Gostinho do "Misterioso/Exclusivo", Ganância, Gostinho do "Proibido"



Trata-se de um tipo de fraude interessante e com muitas variantes. Alguns fortes indícios deixam pensar que seja uma invenção dos mesmos senhores que desenvolveram o esquema da "Carta da Nigéria".

Na prática um intermediário se aproxima da vítima contando que, em virtude de uma operação que deu um problema, existe um dinheiro bloqueado num banco internacional no exterior (muito usados nomes de bancos de primeira linha na Alemanha, Inglaterra, Holanda, Canadá e HongKong) do qual ele ficou sabendo graças a contatos privilegiados no próprio banco. Em alguns casos este dinheiro estaria (não se sabe porque, talvez homonímia) no próprio nome da vítima mas sujeito, para liberação, a apresentação de vários documentos e a várias outras exigências.
Em outros casos o dinheiro bloqueado estaria no nome de uma empresa fantasma e precisaria ser transferido para a vítima de maneira que o problema de liberação possa ser resolvido. Apareceram até casos em que o dinheiro seria uma herança ou doação em nome da vítima, mas bloqueada por várias razões.

O intermediário se oferece para fornecer mais informações e ajudar a vítima a tomar posse deste dinheiro, graças a contatos privilegiados e caminhos exclusivos. Em alternativa pede a ajuda da vítima para viabilizar a retirada destes valores. Isso obviamente em troca de uma substancial percentual do suposto dinheiro a ser liberado (algo em torno de 50%).

Se cair nesta conversa a vítima receberá uma montanha de falsos documentos do próprio banco e de outras entidades confirmando a existência dos fundos bloqueados (facilmente mais de 10 milhões de USD) no nome dele. Depois de muitos outros "papéis", provavelmente, alguém começará a pedir algum dinheiro para liberar alguma coisa (procurações, ou para comprar alguém no banco, ou para conseguir um documento de alguém, ou para pagar algum imposto, ou para pagar um advogado etc...).
Se tratará inicialmente de pouca coisa, provavelmente algo em torno de 5.000 USD, mas isso é só o começo porque, daí em diante, chegarão outras exigências todas com um "custinho" junto e, depois do primeiro "investimento", ninguém estará a fim de perder o negócio e o dinheiro já gasto e por isso a vítima continuará pagando até perceber que perdeu tudo.
CAPÍTULO  Anterior -  Próximo


Login
Usuário:
Senha:
     
Patrocínios





NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados.   Design by D.Al. Eventos | "O Monitor" | Humor | Mapa do Site | Estatísticas | Contatos | Aviso Legal | Principal