Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Buscas no Site
Buscar
Em     
sexta-feira,
9 de dezembro de 2016
Atualizado em: 19/11/2016
     
Fraudes em Operações Imobiliárias
A locação com fiador falso ou "profissional"




É um outro caso muito comum e muito fácil de acontecer. Nos pequenos anúncios de muitos jornais é comum encontrar ofertas de "fiadores de aluguel".
No centro de São Paulo se encontram com freqüência anúncios, colados nos postes, oferecendo "serviços de fiadores". Isso é comum, também, em outras capitais e cidades. Obviamente se trata muitas vezes de pessoas que usam documentos falsos, roubados ou clonados para comprovar sua suposta idoneidade como fiador.
Em alguns casos eles possuem mesmo um ou dois imóveis, adquiridos justamente para poder usa-los quantas mais vezes for possível para sua "profissão" de fiador, antes que sejam re-vendidos.
Em outros casos eles conseguiram convencer ou enganar pessoas humildes ou ingênuas, possivelmente em troca de uma espécie de "aluguel", a lhe passar a titularidade de imóveis, ou uma procuração, que utilizam depois para emitir as fianças.

São normalmente chamados de "fiadores profissionais" e cobram por seus "serviços" algo variável entre 50% e 100% do valor mensal do aluguel. É importante ressaltar que, quando não são utilizados documentos falsos, não é um crime conduzir a atividade de "fiador profissional".

Já registramos até casos nos quais fomos informados que o tal "fiador profissional" tinha sido indicado pela própria agência imobiliária (evidentemente pouco séria) encarregada de alugar o imóvel.

O risco para quem alugar um imóvel aceitando fiadores deste tipo, é de receber o pagamento de um ou dois meses de aluguel e depois passar a ter um problema muito sério, durante meses, para cobrar dívidas e despejar os inquilinos morosos. Os inquilinos que utilizam deste tipo de "fiador falso", normalmente, são os que mais tem predisposição para não pagar, tem restrições de crédito, nome sujo etc... ou seja aqueles com o perfil de risco mais alto. Freqüentemente, na hora da locação, apresentarão documentos (falsos) aparentemente tranqüilizadores.
O sistema da garantia de alugueis através de fiadores, muito comum no Brasil, é hoje, na minha opinião, bastante arriscado pra não dizer obsoleto.
Existem sistemas mais modernos e confiáveis para se garantir. O sistema que eu recomendo e considero hoje ideal para operações de locação de imóveis, é o "Seguro Fiança", sobretudo quando emitido por seguradora de bom nome.

Como alternativa, mas na minha opinião bem menos segura, podem se utilizar os serviços de uma boa corretora de imóveis na hora da locação, verificando antes se esta corretora tem acesso aos cadastros de "fiadores profissionais", que são disponíveis no mercado, e se realiza pelo menos as investigações básicas sobre os fiadores apresentados. Estas verificações só reduzem mas não eliminam os riscos, pois sempre aparecem novos "fiadores" deste tipo e normalmente demoram algum tempo para serem incluídos nos tais cadastros.

Infelizmente, segundo o Secovi (sindicato das imobiliárias e construtoras), no estado de São Paulo, 70% das pessoas ainda preferem o fiador, contra 25% que optam por cauções e somente 5% pelo seguro fiança.

Algumas entidades, como o CRECI de São Paulo, mantém páginas na internet com elencos de nomes usados por falsos fiadores, normalmente aproveitando documentos roubados ou clonados para aplicar o "golpe do fiador".
CAPÍTULO  Anterior -  Próximo
Próxima  Última 


Login
Usuário:
Senha:
     
Patrocínios





NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados.   Design by D.Al. Eventos | "O Monitor" | Humor | Mapa do Site | Estatísticas | Contatos | Aviso Legal | Principal