Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Buscas no Site
Buscar
Em     
quarta-feira,
7 de dezembro de 2016
Atualizado em: 19/11/2016
     
Fraudes no Comércio, C.D.C. e B2B
Perfis de Golpistas usando Cheques




Perfil dos mais comuns tipos de golpistas com cheques, com indicação, por cada tipo, do código no sistema de compensação com o qual o cheque "furado" costuma voltar para o comerciante.

1 - Conta Fechada (Cod. 25)

Perfil: Maduro(a), aparenta boa posição social.

O golpista (geralmente novo na "profissão" e em desespero) fecha uma conta que ele vinha mantendo há um bom tempo, porém quando o gerente do banco solicita os talões que ele tinha em casa, ele alega tê-los jogados fora. Espera o prazo de encerramento oficial de conta e começa a passar os cheques que tem em casa.

Este tipo de golpista é difícil de ser detectado preventivamente, a consulta do CPF resulta como "nada-consta", e geralmente a pessoa inspira confiança. Porém este tipo de golpista sempre dá um telefone ou endereço errado e tem um volume grande de cheques na praça. Se o sistema de informação do comerciante utilizar cadastro telefônico e passagens, é possível que seja pego. Este caso é passível de representação criminal e é fácil provar o estelionato, é só ir ao banco e solicitar declaração da data de encerramento de conta.

2 - Conta Nova (Cod. 12 ou 13)

Perfil: Bem-apresentado, geralmente usa muito ouro e roupas de grife, sem idade definida.

O golpista abre conta em vários bancos e pede talões em todos. Levando em conta que cada banco pode fornecer 20 folhas por talão, abrindo conta em 4 bancos, no final de um mês ele no mínimo terá 80 folhas, e em 4 meses 320 folhas (vale lembrar que há bancos que liberam talões quinzenalmente e outros que liberam mais de um talão por vez).

Quando os bancos param de fornecer talões por falta de compensação dos já fornecidos, ele começa a 2ª parte do golpe: Conseguir alugar um imóvel na praça onde será dado o golpe, para conseguir comprovante de residência e lugar para por as compras (ele também compra materiais de construção e acabamento e este tipo de comerciante acha que está livre de golpes quando faz a entrega na casa do cliente), telefone fixo para que, na hora da consulta, o endereço e assinante confiram com os dados da consulta, etc...

Usa artifícios como fingir que está tendo uma discussão com alguém no celular, ou pressiona o caixa dizendo que está com pressa e, se a consulta for demorada, ele irá embora. Isso, mesmo que não pareça, é muito eficaz para fazer com que o caixa não repare na data de abertura de conta. Tudo é obviamente mais fácil se o funcionário não tiver nenhum treinamento específico para receber cheques.

Este golpe é mais fácil de ser percebido. Treine seu funcionário para sempre conferir a data de abertura da conta, e não aceitar cheques de contas com menos de 6 meses. Sistemas que informam passagens e cheques-pré, eliminam 95% das chances deste golpista ter sucesso. Isso porque este tipo de golpe nunca é aplicado em uma só vítima. Juizados de pequenas causas podem resolver o problema. Em até 48hs ele poderá ser intimado e terá mais 72hs para cumprir com a dívida, do contrário, seus bens serão dados como pagamento. Se preferir dar Notícia de Crime na delegacia local não se esqueça que qualquer ação só pode ser tomada após a reapresentação do título (cod. 12).

3 - Do Cliente da Casa (Cod. 12, 13 ou 21)

Perfil: Cliente acima de qualquer suspeita, você já o chama pelo nome.

O indivíduo é um bom pagador, porém a situação financeira muda e ele se vê num terrível dilema: ou dá o golpe na praça ou deixa a família sem comida (e também sem roupas novas, gasolina no tanque, jóias, etc...).

Como não tem experiência ele age onde é mais fácil, ou seja, onde já tem ficha cadastral e todo mundo o conhece.

Há também o que susta o cheque após o cheque já ter compensado pela primeira vez sem fundos, para evitar que sua conta seja bloqueada depois da reapresentação (cod. 12).

Tal golpe merece representação criminal. Reclame seus direitos como no "golpe da conta nova".

4 - Cheque Sustado (Cod. 21 ou 28)

Perfil: Quer impressionar. Anda muito bem vestido(a), usa muito ouro, roupas e bolsas de grifes caras.

Ele faz tudo o que se faz no golpe da "Conta Nova", com a diferença que tem uma conta antiga, e dá sempre telefone celular ou tipo "Embratel/Vesper".
A tática deste golpista é de sustar todos os cheques alegando geralmente furto ou assalto e registrando ocorrência. Desta maneira consegue manter o CPF sempre limpo.

Este tipo de cheque, contrariando o que parece, geralmente é mais simples de receber do que os devolvidos com os códigos 12 e 13.

5 - Do Esquecido (Cod. 29)

Perfil: Bom "papo", não tem pressa para nada, nunca tem cheque do Bradesco e outros bancos que desbloqueiam automaticamente.

Este tipo de golpista solicita o talão via AR (correio), simplesmente não desbloqueia e vai para dar o "golpe do esquecido".

NOTA: Segundo a lei uniforme 7357/85, o cheque devolvido com código 29 não deve ser cobrado e sim reapresentado como se fosse código 11. O banco tem a obrigação de desbloqueá-lo automaticamente e caso este não tenha fundos, devolvê-lo pela alínea 12. Infelizmente boa parte dos bancos não obedece a legislação mantendo os cheques bloqueados e devolvendo-os aos comerciantes.

6 - Cheque Roubado (Cod. 28)

Perfil: Inquieto, está sempre com pressa, procura pressionar o comerciante para que este não consulte o cheque ou o telefone informado.

Geralmente este tipo de golpe ocorre nos fins de semana, pois a informação de sustação dos cheques só chega nos bancos na Segunda - Feira às 10 horas.

O golpista roubou (ou recebeu roubados) os cheques, as vezes junto com o RG. Como primeira providência verifica se o CPF está limpo consultando-o previamente. Depois, se ele tiver também o RG roubado, com um estilete ele retira a foto da vítima ou cola a sua por cima e plastifica a carteira novamente. Como alternativa utiliza um RG completamente falso, eventualmente clonando os dados da vítima. Por fim, combina com um comparsa o número de telefone a ser usado para confirmar os dados e o que será dito (geralmente o telefone é de orelhão).

Fonte: site http://multidividas.tripod.com.br (revisado, alterado e atualizado por Lorenzo Parodi)
Inicial  Anterior  Próxima  Última 


Login
Usuário:
Senha:
     
Patrocínios





NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados.   Design by D.Al. Eventos | "O Monitor" | Humor | Mapa do Site | Estatísticas | Contatos | Aviso Legal | Principal