Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Buscas no Site
Buscar
Em     
sexta-feira,
9 de dezembro de 2016
Atualizado em: 19/11/2016
 
Pequenos Golpes Populares
Alertas sobre Novos Pequenos Golpes




  • Sefaz alerta para e-mails falsos em nome da Receita Estadual - 08/10/2013
    A Secretaria da Fazenda do Rio Grande do Sul alerta para a distribuição de e-mails intitulados Notificação Auto de Infração Fiscal e Cobrança e Fiscalização de Documentos, em nome da Receita Estadual. A pasta informa que não é a autora de tais e-mails e solicita aos seus contribuintes que fiquem atentos para não abrir as falsas mensagens.

  • Via Verde alerta clientes para "site" fraudulento - 18/08/2011
    A empresa Via Verde alertou os seus clientes para a existência de um site fraudulento que oferece dinheiro pela subscrição de serviços falsos da empresa, com o objectivo de obter dados pessoais dos condutores. A Via Verde refere que o site fraudulento não é reconhecido pela empresa e está a usar o seu nome para lesar os seus clientes e obter dados de forma ilegal.

  • Grand Palladium Imbassaí (BA) atenta para site oficial - 06/07/2011
    Primeiro empreendimento all inclusive no Brasil da rede espanhola Fiesta Hotel Group, o Grand Palladium Imbassaí Resort & SPA informa que não possui nenhuma ligação institucional e/ou comercial com os sites www.grandpalladium.com.br e www.resortgrandpalladium.com.br e não se responsabiliza pelos serviços oferecidos nesses canais. As fontes oficiais do resort podem ser adquiridas por meio dos portais www.palladiumresorts.com e www.fiestahotelgroup.com. Além disso, os interessados em informações comerciais, orçamentos, valores de tarifas, e quais são nossas operadoras e agências parceiras podem entrar em contato pelos seguintes emails: Região de São Paulo e Centro Oeste: Thiago Pacos - ventas.brasil@fiestahotelgroup.com Região de Rio de Janeiro; Minas Gerais e Espírito Santo: Joyce Knopp - vendasse.brasil@fiestahotelgroup.com Região do Sul: Rogério Xavier - vendassul.brasil@fiestahotelgroup.com Região do Nordeste: Alexandre Fernandez - vendasne.brasil@fiestahotelgroup.com A Palladium Hotels & Resorts - marca all inclusive de luxo do Fiesta Hotel Group - possui hotéis e resorts espalhados por destinos como Brasil, República Dominicana, Jamaica, México e Espanha. Com mais de 40 anos de experiência, o Fiesta Hotel Group está presente na Espanha e Sicília (Itália) com outras marcas como Ayre Hoteles, Fiesta Hoteles & Resorts e Mallorca Rocks Hotel. O Fiesta Hotel Group pertence ao espanhol Grupo Empresas Matutes (GEM).

  • A Anatel não envia emails sem solicitação - 22/09/2010
    Um email falso está circulando na Internet, com o assunto "Anatel - aviso: contas pendentes de pagamento", contendo links que induzem o usuário a executar códigos mal-intencionados caso os mesmos sejam clicados. A Agência não envia mensagens eletrônicas não solicitadas. Notificações da Agência também não são feitas por email, somente por via postal. A Anatel está tomando as providências necessárias para sanar o problema.

  • BC alerta para tentativa de fraude - 24/07/2009
    Brasília - O Banco Central do Brasil vem recebendo frequentes solicitações de informações a respeito de pretensos títulos denominados “Certidão Conjunta de Valor Atualizado”, “Certificado de Repactuação” e “Declaração de Autenticidade”, apresentados com o logotipo desta Autarquia e com assinaturas que pretendem ser de seus diretores e de outras autoridades brasileiras. Tais documentos estariam sendo oferecidos, inclusive no exterior, como garantia de operações financeiras.
    Conforme a Lei Complementar nº 101, de 4 de maio de 2000, é vedado ao Banco Central emitir qualquer espécie de títulos.
    Ademais, todos os títulos emitidos pelo Tesouro Nacional e mantidos em custódia no Sistema Especial de Liquidação e de Custódia, gerido pelo Banco Central, revestem-se de características escriturais, sendo negociados e custodiados eletronicamente.
    Assim sendo, documentos da espécie daqueles mencionados anteriormente são fraudulentos e não representam débito do Banco Central ou do governo brasileiro, conforme, inclusive, solicitação de investigações encaminhada à Polícia Federal.

    Brasília, 24 de julho de 2009

    Banco Central do Brasil
    Assessoria de Imprensa
    (61) 3414-3462
    imprensa@bcb.gov.br

  • Links patrocinados fraudulentos no Google - 22/10/2008
    Fomos informados, e verificamos na prática, que digitando no motor de buscas Google as palavras "Bradesco" ou "Itau" aparece na seção de links patrocinados a indicação de falsos sites destes Bancos. Já foram avisados o Google e os bancos interessados.
    Os links para os sites falsos que aparecem são:
    www1-bradesco.com/br/
    www-itau.web.br.com
    Veja imagens e outros detalhes em nossa página: http://www.fraudes.org/showpage3.asp?pg=298

  • Fiat Alerta Internauta sobre "SPAM" com vírus - 07/07/2008
    A Fiat Automóveis alerta os usuários de computadores sobre a ação de "hackers" que estão enviando falsos e-mails, em nome da empresa, convidando-os para as mais diversas promoções. Estes e-mails contêm vírus que podem se instalar no computador do usuário e transferir suas informações privativas para uso indevido. Portanto, não abra este e-mail e delete-o imediatamente.
    A Fiat esclarece que adota políticas conscientes na Internet e, por isso, só envia e-mails a usuários cadastrados em seu site, utiliza certificado digital para garantir a idoneidade do conteúdo e em nenhuma hipótese envia arquivos anexados ou links em seus e-mails, nem solicita atualização de dados cadastrais do internauta, medidas que visam aumentar ainda mais a segurança dos seus clientes.

  • SaferNet Alerta: Perfil falso ameaça usuários - 01/07/2008
    A SaferNet Brasil não participa de redes de relacionamento como Orkut, Myspace, Facebook ou qualquer outra na Internet. Consequentemente, não envia mensagens a perfis e comunidades denunciadas ou potencialmente criminosas. Se você recebeu algum tipo de mensagem contendo ameaças em nome da SaferNet, por favor, ignore-a pois trata-se de um perfil falso.

  • Alerta: falso e-mail da Anvisa deve ser eliminado - 14/04/2008
    Um falso endereço eletrônico, supostamente hospedado no servidor de mensagens da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), identificado como “advogado@anvisa.gov.br”, vem disseminando mensagens não encaminhadas pela instituição. O golpe oferece, entre outros, materiais de estudo às vítimas.
    A Anvisa alerta, a quem receber estes avisos, que destrua a mensagem para se proteger de ataques de vírus ou fraudes de outra natureza, realizadas no ambiente virtual.

  • Anvisa alerta sobre golpe de falso funcionário - 18/03/2008
    A Agência Nacional de Vigilância Sanitária está alertando em seu site as farmácias e dorgrarias contra a ação de falsos funcionários. Segundo o comunicado da assessoria de imprensa a Anvisa e o Conselho Regional de Farmácia de São Paulo receberam denúncias de que proprietários de farmácias e drogarias estariam sendo vítimas de um novo golpe. "Pessoas não identificadas estariam solicitando dinheiro aos empresários para apoiar uma publicação da Anvisa", diz o comunicado.
    O alerta esclarece que a Anvisa não solicita contribuição financeira a nenhuma empresa. As únicas taxas que devem ser pagas pelos entes regulados são aquelas previstas pela legislação sanitária.

  • TSE alerta sobre e-mails falsos - 17/03/2008
    O Tribunal Superior Eleitoral está divulgando em seu site um alerta sobre a circulação de e-mails falsos que comunicam o cancelamento de títulos eleitorais e solicitam a atualização de dados cadastrais para a Justiça Eleitoral.
    O TSE informa que não envia e-mails a eleitores, nem autoriza nenhuma outra instituição a fazê-lo em seu nome. Ainda alerta que as mensagens devem ser apagadas, pois podem conter vírus.

  • Gol alerta para phishing - 13/03/2008
    A Gol Transportes Aéreos divulgou hoje nota alertando para a circulação de e-mails falsos em nome da companhia.
    A empresa disponibilizou em seu site um comunicado de alerta aos clientes com o seguinte teor:
    "Não faz parte da política da Gol o envio de e-mails promocionais contendo links ou arquivos para download. Caso você receba um destes e-mails, delete-o imediatamente. Trata-se de vírus ou programas espiões que podem danificar seu computador"

  • PF alerta para e-mails falsos - 11/02/2008
    BRASÍLIA/DF – A Polícia Federal alerta os internautas, que nas últimas semanas, estão sendo enviadas mensagens eletrônicas em nome do órgão. As falsas mensagens informam que o usuário haveria navegado em sites clandestinos e que isso resultaria em abertura de inquérito policial. Depois pedem para "clicar" em um link anexado a mensagem.
    É importante advertir que a PF não envia mensagens eletrônicas para apuração de denúncias e nem para abertura de investigação. O único meio de contato com a Polícia Federal por e-mail é através do endereço da Divisão de Comunicação Social (dcs@dpf.gov.br), que pode ser usado para o encaminhamento de dúvidas, reclamações e sugestões.
    A orientação é que ao receber a mensagem suspeita, essa deve ser encaminhada para o endereço dcs@dpf.gov.br e apagada para evitar que sejam instalados programas "maliciosos" no computador receptor da mensagem.
    Por: Divisão de Comunicação Social
    Tel.: (61) 3311-8142

  • Amway alerta sobre o golpe da instituição beneficente falsa na Internet - 07/02/2008
    A Amway Corporation (Quixtar no EUA e Canadá) descobriu um golpe através da internet que usa uma fictícia instituição beneficente da Amway como chamariz. A Amway alerta as pessoas a serem cautelosas com os e-mails provindos de um grupo que se auto-intitula "Fundação Beneficente para Crianças Amway" (Amway Children Charity Foundation).
    Por favor, estejam cientes que este programa não possui autorização da Amway e que os nomes, programa e pessoas indicadas nos e-mails não estão relacionadas, de forma alguma, com a Amway e não possuem autorização ou apoio da Amway.
    O objetivo do golpe é induzir as pessoas a enviarem dinheiro à falsa instituição beneficente. O fraudulento grupo envia um e-mail informando o destinatário que ele(a) foi selecionado(a) a ser um beneficiário de uma doação para ajudar a instituir um centro de ajuda às crianças que dará assistência às crianças pobres na região. Pode ser fornecido um número código ao destinatário assim como suas informações bancárias podem ser solicitadas. Se o destinatário responde, lhe é solicitado que pague o valor de várias centenas de euros como título de adiantamento indenizatório (indemnity bond). Os e-mails podem estar assinados por "Dr. Kevin Brown", ou por qualquer outro se auto-alegando responsável pelo processo de concessão.
    As atividades fraudulentas envolvem pagamento ou liberação de informações bancárias pessoais que podem ser acessadas eletronicamente de um local distante, incluindo do exterior. Por realizarem estas atividades em espaços virtuais, os golpistas conseguem agir rapidamente e cobrir seus rastros antes de a vítima se dar conta do roubo.
    Este tipo de fraude é identificada pelo FBI como um esquema de Pagamento Adiantado que ocorre quando a vítima paga dinheiro a alguém antecipadamente para receber algo de valor muito maior, como uma doação, empréstimo ou presente, e depois recebe um pouco ou nada de volta.
    Este golpe da "Fundação Beneficente para Crianças Amway" (Amway Children Charity Foundation) vem circulando por e-mail na Europa, América do Norte, Austrália e Ásia. Aconselhamos aos que receberem a não responder ou contestar de forma alguma. A Amway, no momento, está investigando a origem do golpe e as autoridades foram notificadas. Se você tiver informações ou perguntas sobre este golpe, por favor, contate a Amway através de seu Departamento de Comunicação Corporativa por (616) 787-7565.

  • Câmara de Dirigentes Lojistas de Caxias do Sul alerta - 25/01/2008
    A CDL alerta aos seus associados que empresas estão enviando indevidamente boleto bancário referente à publicação em guias telefônicos. A empresa entra em contato por telefone, pedindo nome do proprietário e dados da empresa além dos dados pessoais. Posteriormente envia por fax uma autorização da publicação e pedindo para o proprietário assinar e reenviar para eles.

  • Orkut alerta usuários sobre golpes no site de relacionamento - 22/01/2008
    Depois de diversos membros do Orkut terem clicado em links maliciosos disponibilizados no site de relacionamento, a página passou a alertar sobre o perigo dos endereços virtuais que aparecem entre os recados.
    "Tenha cuidado ao clicar em links desconhecidos, em recados ou em outras páginas desse site que o direcionem para sites diferentes do orkut.com", diz o texto que aparece logo no início da página de recados, após a palavra "aviso" (escrita em vermelho).
    Além disso, o Google - responsável pelo Orkut - passou a invalidar diversos links que seguem a mensagem "Dá uma olhada nas fotos da nossa festa, ficaram ótimas". No lugar do endereço virtual, o internauta encontra um aviso dizendo que aquele link suspeito foi invalidado (suspicious link suppressed).
    Estas medidas de segurança vieram em resposta à popularização de golpes no site - em especial a fraude das "fotos da nossa festa", que esconde um software espião e fizeram diversas vítimas.
    Quando clicam no link sugerido, os usuários instalam involuntariamente em suas máquinas um programa que rouba informações pessoais --número de conta corrente, agência bancária, cartão de crédito e senhas, por exemplo. A tática é conhecida como phishing scam.

  • PGFN faz alerta de fraude a empresas - 15/10/2007
    A Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN) informou na semana passada que estelionatários têm entrado em contato com empresas em nome do órgão oferecendo serviços de regularização de débitos mediante depósitos em contas bancárias. O procurador-chefe da Fazenda Nacional no Rio de Janeiro, Eduardo Boquimpani, afirma que foram registradas seis denúncias até agora, desde o primeiro caso constatado, em maio - todos no Rio de Janeiro.
    As ocorrências relatadas à PGFN são semelhantes: os criminosos entram em contato com as empresas por telefone, identificando-se como procuradores da Fazenda Nacional e utilizam até mesmo o nome dos verdadeiros titulares dos cargos. O contribuinte é convidado a comprar a assinatura de um informativo periódico da PGFN, recebendo em troca auxílio dos procuradores na regularização automática de débitos ou avisos sobre possíveis fiscalizações. Caso o contribuinte aceite a proposta, recebe por fax as orientações para o depósito bancário de valores que variam de R$ 9,9 mil a R$ 39 mil.
    O procurador Eduardo Boquimpani explica que o contribuinte deve estar atento, pois a PGFN não oferece qualquer serviço de assinatura de periódico ou de assessoria a empresas com débitos tributários. "Se a proposta fosse feita por um servidor público, o contribuinte poderia ser incriminado por corrupção ativa, caso a aceitasse", afirma. Os casos apurados foram encaminhados pela procuradoria da Fazenda ao Ministério Público Federal (MPF) e à Polícia Federal para serem investigados.

  • Ligações falsas em nome da TAM - 31/08/2007
    A TAM informa que, atualmente, não está realizando nenhuma campanha de atualização de cadastros de clientes. Desta forma, em caso de recebimento de alguma ligação para este fim, não repasse nenhum dado.
    Caso alguma campanha de atualização seja realizada, informaremos previamente os clientes.

  • Secretaria da Fazenda alerta para golpe em Baln. Camboriu - 13/06/2007
    O Departamento de Fiscalização da Secretaria da Fazenda de Balneário Camboriú alerta a comunidade sobre ação de um indivíduo que está se identificando como fiscal e extorquindo dinheiro das vítimas. De acordo com o relato registrado nesta terça, 12, por uma das vítimas em Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia Civil, esse indivíduo - ainda não identificado- se apresenta como fiscal da Fazenda do município e exige dinheiro. A Secretaria da Fazenda ressalta que nenhum fiscal do município tem autorização para receber qualquer tipo de pagamento, já que a arrecadação de tributos e multas é feita unicamente através da rede bancária. Além disso, todos os fiscais portam documentos de identificação. Casos como esse devem ser denunciados imediatamente às polícias Civil e Militar e à Prefeitura, através do telefone de plantão (47) 9963.0505.

  • Juiz Odilon de Oliveira faz alerta sobre golpe usando seu nome - 12/06/2007
    O juiz federal Odilon de Oliveira, da 3ª Vara da Justiça Federal, publicou hoje um alerta no jornal Correio do Estado, sobre pessoas que classificou de "safados", que estariam usando o nome dele e de familiares para pedir dinheiro, em troca de favores que envolveriam favores que ele não sabe quais seriam.
    No alerta, o juiz orienta às pessoas que tenham sido procuradas com uma "proposta" do tipo para denunciarem o caso à Polícia Federal. Odilon disse ao Campo Grande News que foi informado do assunto há dois dias. Segundo ele, pelo menos duas pessoas foram procuradas por outras, que seriam suas conhecidas.
    Depois de classificar essas pessoas como "inescrupolosas", o juiz disse que fez questão de publicar o alerta tanto para que eventuais lesados procurem a Polícia como para deixar claro que não compactua com esse tipo de atitude. "Nunca autorizei vagabundo a usar meu nome", afirmou.

  • Cohab alerta sobre golpe - 29/05/2007
    A Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) alerta a população sobre a tentativa de golpe para inscrição em um programa habitacional da companhia. Os golpistas estão se passando por funcionários da Cohab, indo às casas das pessoas e cobrando para fazer a inscrição no Programa de Arrendamento Residencial (PAR), cuja inscrição é gratuita. Além de não haver a cobrança, os funcionários da Cohab nunca vão às residências para fazer a inscrição, que deve ser feita nos postos da Cohab nas Ruas da Cidadania.
    "É preciso que a população fique atenta a este tipo de golpe, pois o serviço de inscrição nos programas habitacionais é oferecido gratuitamente", diz o presidente da Cohab, Mounir Chaowiche.
    A Cohab informa que, a única situação que os funcionários da Cohab vão até as residências é quando existe atraso no pagamento de algum financiamento de programa habitacional. Mesmo assim, ninguém está autorizado a receber dinheiro. Todos os pagamentos da Cohab são feitos em bancos ou em lotéricas."
    Os golpistas estão usando para a tentativa de estelionato a confecção falsa de uma cópia de uma carta que a Cohab envia às pessoas que já têm inscrição e são convocadas para o Programa de Arrendamento Residencial (PAR). Esta carta é enviada pela Cohab, pelo correio, aos inscritos que estão classificados para os novos empreendimentos. A pessoa é convidada a participar de uma reunião informativa sobre o programa, que financia apartamentos construídos com recursos da Caixa Econômica Federal.
    Os golpistas apresentam-se nas residências, com boné, camiseta e crachá falsos da Cohab, e se prontificam a fazer a inscrição das pessoas no PAR. Alguns dias depois, eles retornam para entregar a carta falsa de convocação para a reunião. No momento da entrega da carta, na residência do cidadão, os golpistas cobram de R$ 100 a R$ 200 pelo serviço, que na Cohab é feito gratuitamente.
    Os golpistas chegam a fazer a inscrição das vítimas pela internet, para que não sejam flagrados caso o cidadão resolva fazer a consulta do seu cadastro no site da Cohab.
    A Cohab recomenda à população que não receba em suas casas, pessoas oferecendo inscrição em programas habitacionais. Qualquer tentativa de golpe deve ser denunciada pelos telefones 156 e 0800-413233 (Alô Cohab) ou nos postos da Cohab, nas Ruas da Cidadania, da Matriz, Boqueirão, Pinheirinho, Boa Vista, Bairro Novo, Portão/Fazendinha, CIC e ainda, Moradias Santa Rita, no Tatuquara.

  • Golpe dos falsos serviços para conseguir CND em favor de empresas com problemas - 13/04/2007
    Este golpe está sendo denunciado há muito tempo mas, nos últimos meses, percebemos um sensível incremento dos casos o que nos leva a publicar este alerta.
    No desespero por CND's (certidão negativa de débitos), muitos empresários ficam fragilizados pela necessidade e caem em golpes.
    Existem muitos estelionatários que se oferecem para "resolver o problema", supostamente por meio de contatos (geralmente nos órgãos da Receita Federal e INSS), os quais resolveriam assuntos no "jeitinho".
    As versões apresentadas pelos golpistas variam bastante, mas concentram-se finalmente nas justificativas de ter o contato firme e supostamente contar com ajuda de servidores públicos.
    O golpe consiste, normalmente, na alteração do documento que pode ser emitido por qualquer um no endereço eletrônico dos órgãos, pelo simples preenchimento de um CNPJ qualquer.
    Primeiro obtem-se uma certidão qualquer positiva ou positiva com efeito negativo. Depois, alteram-se os dados desta certidão com os dados da empresa vítima do golpe.
    Através de softwares para gráfica, os fraudadores conseguem alterar os documentos obtidos e entregar à empresa um documento praticamente idêntico ao original.
    Uma falha é que o código para conferir a autenticidade pode ruir o trabalho, porém, por uma inobservância deste detalhe, o empresário normalmente se vê satisfeito com o trabalho. Então, realiza o pagamento no tão ludibriado "ad exitum" ou "no êxito", como muitos adoram falar, que é o verdadeiro objetivo do golpe.
    Por tratar-se de um golpe fácil de se aplicar em empresários leigos, as falhas geralmente passam despercebidas.
    Para evitá-lo, basta acessar o endereço eletrônico do órgão que expediu e conferir com atenção o código que consta na certidão.

  • Fiat alerta internautas sobre SPAM com virus - 13/04/2007
    A Fiat Automóveis alerta os usuários de computadores sobre a ação de "hackers" que estão enviando falsos e-mails, em nome da empresa, convidando-os para as mais diversas promoções. Estes e-mails contêm vírus que podem se instalar no computador do usuário e transferir suas informações privativas para uso indevido. Portanto, não abra este e-mail e delete-o imediatamente.
    A Fiat esclarece que adota políticas conscientes na Internet e, por isso, não envia arquivos anexados ou links em seus e-mails, nem solicita atualização de dados cadastrais do internauta, medidas que visam aumentar ainda mais a segurança dos seus clientes.

  • FEBRABAN alerta para e-mail espião - 10/04/2007
    A FEBRABAN - Federação Brasileira de Bancos adverte que falsas mensagens eletrônicas estão circulando na Internet em nome da entidade e esclarece que não desenvolve e jamais desenvolveu softwares de segurança, individualmente ou em associação com terceiros.
    Uma destas mensagens, contendo o logotipo dos 40 anos da Febraban, menciona também a Microsoft Brasil e a Symantec, e diz que desenvolveram um software para bloquear trojans maliciosos e indica um site - que é falso. Evite clicar nesse endereço falso e qualquer outro que termine em .exe.
    Mensagens desse tipo devem ser imediatamente apagadas para evitar a infecção por programa espião, que só ocorre depois do acesso ao link, download e instalação do programa espião.
    Recomendamos que além dos cuidados acima mencionados sejam seguidos os 20 mandamentos das transações eletrônicas seguras, indicados nas Dicas de Segurança do site da FEBRABAN (www.febraban.org.br) e listados abaixo:
    1. Atenção com os e-mails de origem desconhecida, que aguçam a sua curiosidade ou que contenham mensagens como "Você está sendo traído"; "Seu nome está na lista de devedores do Serasa (ou do SPC)"; "Confira: fotos picantes". Esses e-mails costumam ser a porta de entrada para programas espiões que roubam as senhas do usuário e dão origem às fraudes. Na dúvida, delete o e-mail antes mesmo de abri-lo;
    2. Mantenha seu sistema operacional e programas antivírus atualizados;
    3. Evitar acessar sua conta por meio de sites de bancos (Internet-banking) se estiver utilizando computadores instalados em locais de grande circulação de pessoas, como cyber cafés, lan-houses e outros computadores, mesmo que pessoais, de seu local de trabalho ou estudo que são compartilhados com outras pessoas;
    4. Troque periodicamente a senha utilizada para acessar seu banco na Internet;
    5. Mantenha em local seguro e fora da vista de terceiros os dispositivos de segurança de seu banco, como cartões de senhas e tokens;
    6. Se estiver em dúvida em relação à segurança de algum procedimento no Internet-banking, entre em contato com o banco. Prevenção é a melhor forma de segurança;
    7. Acompanhe os lançamentos em sua conta corrente. Caso constate qualquer crédito ou débito irregular, entre imediatamente em contato com o banco;
    8. Na desconfiança do acesso à página de seu Internet Banking, clique na barra superior de seu browser e movimente a janela, caso algum conteúdo existente na página não acompanhe sua movimentação pode ser o indício de um programa espião em seu computador (Agite seu Internet Banking antes de usar).
    9. Nunca empreste seu cartão para ninguém nem permita que estranhos o examinem sob qualquer pretexto. Pode haver troca do cartão, sem que você perceba;
    10. Não deixe seu cartão sem assinatura;
    11. Muita atenção na hora de digitar sua senha nos pagamentos com cartão de crédito e débito. Confira se o campo no qual você está digitando sua senha é, mesmo, o destinado à senha. Ao efetuar pagamentos com seu cartão, não deixe que ele fique longe do seu controle e tome cuidado para que ninguém observe a digitação da sua senha. Se estiver efetuando o pagamento com cartão de crédito em locais com máquinas manuais e alegarem que o comprovante não ficou bem decalcado, exija que a mesma e a cópia carbono sejam rasgadas e inutilizadas. Ao receber de volta o cartão verifique se é efetivamente o seu ;
    12. Se não conseguir memorizar a senha e precisar anotá-la, guarde a anotação em lugar diferente do cartão, reduzindo seus riscos em caso de roubo ou perda;
    13. Caso seu cartão seja roubado, perdido ou extraviado, comunique o fato imediatamente à Central de Atendimento do banco emissor, pedindo o cancelamento. Em caso de assalto, também registre a ocorrência na delegacia mais próxima;
    14. Em caso de retenção do cartão no caixa automático, aperte as teclas "ANULA" ou "CANCELA" e comunique-se imediatamente com o banco. Tente utilizar o telefone da cabine para comunicar o fato. Se ele não estiver funcionando, pode tratar-se de tentativa de golpe. Nesses casos nunca aceite ajuda de desconhecidos, mesmo que digam trabalhar no banco, nem aceite usar celular emprestado, nem digite senha alguma na máquina ou qualquer aparelho mesmo que seja celular;
    15. Tome especial cuidado com esbarrões ou encontros acidentais, que possam levá-lo a perder de vista, temporariamente, o seu cartão magnético. Se isso ocorrer, verifique se o cartão que está em seu poder é realmente o seu. Em caso negativo, comunique o fato imediatamente ao banco;
    16. Solicite sempre a via do comprovante da operação e, antes de assiná-lo, confira o valor declarado da compra;
    17. Ao sair, leve cartões e talões de cheques de forma segura, sem deixá-los a mostra. Assim, você evita riscos desnecessários;
    18. Em viagem não deixe bolsa ou carteira em locais de trânsito de pessoas;
    19. Se for efetuar compras com seu cartão pela Internet, procure, antes, saber se o site é confiável e se tem sistema de segurança para garantia das transações;
    20. Evite expor seu cartão a campo magnético (rádio, alarme de veículo, vídeo, celular, etc.) ou ao calor. Ambos podem prejudicar os registros da tarja magnética do cartão, impedindo sua leitura pelas máquinas.

    FEBRABAN - Federação Brasileira de Bancos
    Superintendência de Comunicação Social
    11 3244-9832/9831/9833 - William Salasar - Solange Valentim - Danilo Vivan
    imprensa@febraban.org.br

  • Sanepar alerta para golpe de vendedores de filtro - 10/04/2007
    A Sanepar alerta seus usuários que pessoas de má-fé estão usando o nome da empresa e colocando em dúvida a qualidade da água distribuída para a população para tentar vender filtros. Os vendedores – que estariam agindo no município de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba - dizem que a empresa estaria aumentando a quantidade de produtos químicos para combater uma suposta disseminação de rotavírus.
    Segundo a Agência Estadual de Notícias, a Sanepar obedece rigorosamente o que preconizam a legislação e as autoridades brasileiras para o tratamento da água. Antes de ser entregue à população, a água passa por processos controlados de tratamento, armazenamento e de distribuição, justamente para garantir mais saúde aos consumidores.
    As características da água que chega à torneira de cada usuário são informadas mensalmente junto com a conta de prestação de serviços entregue pela empresa aos seus usuários. As autoridades sanitárias do município fiscalizam a qualidade da água distribuída.
    A Sanepar recomenda que, ao ser visitado por vendedores de filtros ou de quaisquer outros equipamentos que interfiram na qualidade dos serviços oferecidos pela empresa, antes de efetuar a compra, o usuário busque orientação pelo telefone 115.

  • Jornal Folha do Progresso Comunica: Cuidado, Financred pode ser uma fraude - 09/04/2007
    A propaganda que divulga uma empresa de empréstimos pessoais, FINANCRED FINANCIAMENTOS S/A , publicada na Edição 109 do Jornal Folha do Progresso (http://www.folhadoprogresso.com.br), pode não passar de uma fraude para extorquir dinheiro dos que necessitam de um empréstimo.
    Um sujeito por nome “Marcelo Feitosa” com uma voz segura e convincente que se diz de uma empresa bem conceituada no Estado da Bahia atende ao telefone e passa os planos de empréstimos com agilidade e ótimas condições de pagamento, diz que a conversa está sendo gravada e após a pessoa fechar o negócio o contrato será enviado pelo correio.
    A pessoa deve depositar uma quantia em dinheiro que varia com o empréstimo desejado pela pessoa, após depositado o dinheiro, o mesmo comunica que no dia seguinte o dinheiro do empréstimo estará na conta, mas foi comunicado a redação que pessoas já fizeram o empréstimo depositaram o dinheiro mas não receberam em suas contas o dinheiro do empréstimo.
    A pessoa de nome “Marcelo Feitosa” se apresentou por telefone à redação do Jornal Folha do Progresso, falou o nome da empresa diz haver cnpj e incr. Estadual e fechou um contrato de seis meses de anuncio, já na primeira publicação houve a denuncia da possibilidade do golpe ao Jornal o qual tentou entrar em contado novamente com o sujeito que não atende ao telefone.
    O Jornal comunica a população para tomarem cuidado até se obter os esclarecimentos necessários, será publicada a matéria e uma nota de esclarecimento na próxima edição.

  • TSE: cuidado com mais um golpe na internet - 09/04/2007
    O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) alerta que estão circulando na internet e-mails em nome do Tribunal comunicando o cancelamento de títulos eleitorais e solicitando a atualização de dados cadastrais.
    O TSE destaca, no entanto, que não envia e-mails a eleitores e nem autoriza nenhuma instituição a encaminhar e, por isso, as mensagens devem ser apagadas, pois podem conter vírus.
    O Tribunal informou ainda que quem está em situação irregular com a Justiça Eleitoral não será convocado por telefone, carta ou e-mail. A lista dos nomes dos eleitores que podem ter o título cancelado está sendo divulgada nos cartórios eleitorais. O prazo para regularizar a situação junto à Justiça Eleitoral termina no dia 26 de abril.

  • Copel alerta para golpes de e-mail em nome da empresa - 22/03/2007
    Falsas mensagens eletrônicas utilizando o nome da Copel estão circulando pela internet, notificando pessoas quanto à existência de débitos em atraso com a companhia.
    O caráter criminoso e fraudulento da iniciativa é evidente, já que muitos dos destinatários da mensagem que entraram em contato com a Copel questionando a razão da cobrança sequer têm domicílio no Paraná. Além dos diversos erros gramaticais e de digitação, outro detalhe que chama a atenção no falso comunicado é o elevado valor da “dívida” escolhido pelo autor: cerca de R$ 380 mil.
    No intuito de resguardar o interesse da população e prevenir prejuízos decorrentes desse golpe, a Copel informa que não realiza nenhum tipo de cobrança por meio eletrônico nem envia arquivos anexados ou atalhos (links) para os seus consumidores. “Recomendamos a quem receber pelo correio eletrônico qualquer mensagem suspeita, como essa que usa indevidamente o nome da Copel, que não abra nem execute qualquer arquivo anexado e não acesse nenhum atalho”, alerta Édison Fávaro, gerente da área de Arrecadação e Cobrança da estatal.
    Vírus – Além de utilizar criminosamente o nome da Copel para cobrar uma dívida que não existe, a mensagem, segundo Fávaro, pode ser portadora de arquivos ou atalhos que, quando abertos, executados ou acessados, contaminam o computador da pessoa. “Existem vírus que, sem o usuário notar ou desconfiar, se instalam no equipamento e passam a permitir que estranhos tenham acesso a informações pessoais como dados de contas bancárias, cartões de crédito e senhas eletrônicas.”
    A Copel orienta aos consumidores que, para consultar a existência de eventuais débitos em pendência ou obter mais informações a respeito da empresa, liguem para sua Central de Atendimento Telefônico: 0800 51 00 116. O serviço está disponível 24 horas por dia e as chamadas são gratuitas.

  • E-mail enviado em nome da FIEB é uma fraude - 08/03/2007
    Algumas pessoas estão relatando o recebimento de uma mensagem de e-mail, com o assunto "Negociação", enviada pela conta atendimento@diversosltda.com.br e assinada por "Douglas de Castro Fanavige", da Diretoria de Sindicatos da Federação das Indústrias do Estado da Bahia.
    A assessoria da FIEB afirmou que não é política da Federação enviar qualquer mensagem do tipo para quem quer que seja. O e-mail é uma fraude.
    Na mensagem, o destinatário é ameaçado de um processo de R$ 125 mil reais e levado a clicar em um link que, aparentemente, é de uma matéria do Diário do Nordeste. O link na verdade leva a um outro servidor, que vai instalar no computador do destinatária um código malicioso. A técnica é conhecida como phishing.
    Recomendamos que quem receber a mensagem não clique no link citado e descarte-a imediatamente.

  • Vigilância Sanitária estadual alerta para golpes por telefone - 02/03/2007
    Agência FAPESP - A Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) divulgou comunicado em que alerta pesquisadores a respeito de financiamento. A empresa vinculada ao Ministério de Ciência e Tecnologia esclarece que não trabalha com intermediários remunerados para conceder financiamentos. O comunicado foi motivado pela prisão, no dia 22 de fevereiro, em Santa Catarina, dos integrantes de uma quadrilha de estelionatários que atuava usando o nome da Finep. A Finep destaca que tomou conhecimento de algumas tentativas de fraude dessa natureza e, por isso, divulgou nota em seu site em diversas ocasiões desde 2002, além de ter contactado as federações das indústrias estaduais alertando sobre o fato. Há dois anos, o representante da empresa no Rio Grande do Sul prestou esclarecimentos à Polícia Federal sobre os procedimentos operacionais da instituição, como colaboração ao combate a esse tipo de golpe. A Finep destaca que o caminho adequado para obter informações e submeter demandas é o seu site (www.finep.gov.br), no qual são encontradas orientações sobre os programas e chamadas públicas, assim como formulários e roteiros necessários para apresentação de propostas. Informações adicionais podem ser obtidas no Serviço de Atendimento ao Cliente: seac@finep.gov.br ou (21) 2555-0555.

  • Finep alerta sobre golpe - 01/03/2007
    Agência FAPESP - A Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) divulgou comunicado em que alerta pesquisadores a respeito de financiamento. A empresa vinculada ao Ministério de Ciência e Tecnologia esclarece que não trabalha com intermediários remunerados para conceder financiamentos. O comunicado foi motivado pela prisão, no dia 22 de fevereiro, em Santa Catarina, dos integrantes de uma quadrilha de estelionatários que atuava usando o nome da Finep. A Finep destaca que tomou conhecimento de algumas tentativas de fraude dessa natureza e, por isso, divulgou nota em seu site em diversas ocasiões desde 2002, além de ter contactado as federações das indústrias estaduais alertando sobre o fato. Há dois anos, o representante da empresa no Rio Grande do Sul prestou esclarecimentos à Polícia Federal sobre os procedimentos operacionais da instituição, como colaboração ao combate a esse tipo de golpe. A Finep destaca que o caminho adequado para obter informações e submeter demandas é o seu site (www.finep.gov.br), no qual são encontradas orientações sobre os programas e chamadas públicas, assim como formulários e roteiros necessários para apresentação de propostas. Informações adicionais podem ser obtidas no Serviço de Atendimento ao Cliente: seac@finep.gov.br ou (21) 2555-0555.

  • Receita alerta para tentativa de fraude - 24/01/2007
    Mensagens de e-mail estão sendo enviadas a contribuintes pedindo que cliquem em um determinado link para fazer a verificação de “Declaração do Imposto de Renda danificada”. A Receita Federal esclarece que não envia mensagens de e-mail aos contribuintes solicitando qualquer confirmação de dados. Toda consulta referente à situação do CPF, Declaração do Imposto de Renda, entre outras, deve ser feita diretamente pelo site da Secretaria da Receita Federal – www.receita.fazenda.gov.br. Orientamos para que quem receber este tipo de e-mail não clique em nenhum link solicitado e apague a mensagem imediatamente. Para sua segurança, jamais forneça os dados que se pede.

  • INSS alerta beneficiários contra fraudes com cartões magnéticos - 07/01/2007
    O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) alerta os aposentados e pensionistas que recebem benefício em terminais de auto-atendimento para que tenham cuidado com fraudes. Segundo o INSS, na maioria dos casos, as fraudes são praticadas porque o fraudador consegue obter a senha do segurado, ao observar a digitação no caixa eletrônico. Em caso de dúvida na operação do caixa eletrônico, a orientação é que o segurado se dirija a um funcionário do estabelecimento bancário e nunca aceite ajuda de estranhos ou de pessoas não autorizadas. O INSS também alrta para o segurado jamais fornecer sua senha a terceiros; não permitir que estranhos examinem o cartão sob qualquer pretexto, pois pode haver troca sem que se perceba; não anotar a senha em papéis ou rascunhos. Ao escolher a senha, não utilizar números previsíveis (data de nascimento, número de telefone residencial, placa de automóvel etc) e nunca guardar cartão e senha no mesmo lugar. Em caso de assalto, furto, roubo ou perda do cartão magnético, o segurado deve comunicar imediatamente à central de atendimento do banco onde recebe, solicitando o seu cancelamento. O INSS recomenda ainda o registro da ocorrência na delegacia policial mais próxima de onde o fato ocorreu e a comunicação à agência do INSS onde o benefício é mantido. Outro cuidado é dar preferência a terminais instalados em locais de grande movimentação e, se possível, em ambientes internos como shoppings, lojas de conveniência e postos de gasolina, por exemplo. Sempre que possível, o segurado deve evitar o horário noturno. É mais seguro efetuar os saques no horário comercial, quando o movimento de pessoas é maior. Em caso de retenção do cartão no interior do terminal de auto-atendimento, o beneficiário deve apertar a tecla anula e comunicar o fato imediatamente ao banco, utilizando o telefone instalado na própria cabine. Jamais utilizar celular de terceiros para comunicar-se com o banco, pois a senha fica registrada na memória do aparelho, possibilitando a ocorrência de fraude.

  • Polícia alerta população sobre golpe da seguradora - 19/12/2006
    A Delegacia de Combate ao Estelionato de Pernambuco está investigando várias denúncias recebidas sobre o chamado "golpe da seguradora". Os criminosos entram em contato com a possível vítima, dizendo que ela vai receber R$ 20 mil ou R$ 30 mil por ter ganho um processo judicial. Desse total, a pessoa tem que depositar antecipadamente 10% do valor. Para o delegado Roberto Bruto, é importante que a população esteja alerta às ligações estranhas. “As pessoas sempre devem desconfiar dessas ofertas muito mirabolantes”, disse. Foi isso que aconteceu com o enfermeiro Fernando Inácio: ele recebeu um telegrama dizendo que ele havia ganho um processo contra a seguradora Sauex e receberia indenização de R$ 30 mil. Porém, para receber o dinheiro, ele teria que depositar R$ 3 mil, referentes às obrigações fiscais, taxas de cartórios e outras despesas. Achando estranho, Fernando decidiu procurar a polícia. Foi aí que descobriu que, como muitas pessoas, estava quase sendo vítima de um golpe de extorsão, praticado por bandidos de São Paulo. Todas as ligações registradas na conta dele foram da capital paulista. Além disso, ele também recebeu um fax com as informações do processo em papel timbrado do Tribunal de Justiça do estado de São Paulo. Esse tipo de crime é considerado como estelionato e a pena, em caso de condenação, varia de um a cinco anos de cadeia, além de pagamento de multa.

  • Governo (IPSEMG) alerta funcionários públicos para golpes de seguros - 15/12/2006
    O Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg) alerta funcionários públicos estaduais, da ativa e aposentados, para a ação inescrupulosa de falsos agentes de seguros que estariam utilizando indevidamente o nome do instituto para dar golpes na capital e no interior. Eles exigem o pagamento de taxas a título de elevação do valor do Pecúlio e do Seguro Coletivo do Ipsemg. A Diretoria de Previdência do Instituto esclarece que ninguém está autorizado a efetuar qualquer cobrança de taxa ou parcela a título de elevação da indenização de sua carteira de seguros (Pecúlio e Seguro Coletivo), uma vez que a mesma é feita automaticamente, de acordo com o reajuste salarial dos servidores públicos do Estado e os novos valores são descontados diretamente nos contracheques. Por outro lado, o instituto informa que as novas inscrições estão suspensas temporariamente, de acordo com o Decreto 43.336/2003. Caso seja procurado por um agente de seguros que esteja utilizando indevidamente o nome do Ipsemg, acione a Polícia, pois se trata de um golpe. Informações complementares pelo fone 31 3237-2806.

  • SET alerta para golpe na venda de vale-transporte - 04/12/2006
    O Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo de São Luís (SET) alerta as empresas que pessoas estão comercializando indevidamente vales-transporte. As mesmas visitam os estabelecimentos e ludibriam os empresários, emitindo recibo de venda de vale-transporte falsificado. O caso já foi denunciado à Polícia, que está investigando e à caça dos fraudadores. De acordo com o superintendente do SET, Luís Cláudio Siqueira, esta medida vem sendo adotada pelos falsificadores após o reforço na segurança dos vales-transporte, o que dificultou ainda mais a falsificação dos mesmos. Ele informa ainda que os recibos emitidos pelo SET também têm itens contra falsificação e que as cópias podem ser identificadas pelo sindicato. Ele alerta que o SET não envia funcionários às empresas para vender vales-transporte. A comercialização acontece somente nos postos da entidade – Apicum, Fama, Uema, UFMA e Terminais de Integração – ou por meio do call center (2106-1833). O número para denúncia é 2106-1800. Ele explica que os vales vendidos por estes infratores podem ser falsos. A falsificação de recibo configura-se em fraude. As empresas que adquirem o recibo falso ficam prejudicadas, pois não poderão prestar contas ao Ministério do Trabalho quanto à concessão de vale aos seus funcionários.

  • O Semae - Serviço Municipal de Águas e Esgotos - alerta para golpe do hidrômetro em Mogi - 02/12/2006
    O Semae - Serviço Municipal de Águas e Esgotos alerta a população para um golpe que está sendo realizado na cidade. Uma pessoa, que se identifica como funcionário da autarquia, pede para vistoriar as instalações da residência e, em seguida, cobra R$ 300,00 para efetuar a troca de hidrômetro, entre outras peças. Mas é preciso ficar esperto. O diretor-geral do Semae, Dílson Del Bem, esclarece que nenhum funcionário está orientado a realizar este procedimento. “Em primeiro lugar, nós só verificamos o interior das casas se solicitado previamente pelo proprietário. Além disso, nunca é cobrado pelo serviço na hora da execução.” Os servidores da autarquia sempre estão vestidos com o uniforme, que é azul e têm o símbolo do Semae, e usando crachá. “A orientação para os contribuintes é para que, se alguém quiser fazer vistoria no interior do imóvel, o morador peça a identificação e notifique imediatamente o serviço 195, para que possamos tomar as devidas providências”, completou o diretor-geral. Segundo o diretor do Semae, um dos casos ocorreu no Jardim Camila, na última semana. A dona de casa, Jacira Crispim, de 80 anos, desconfiou da conversa e disse que não tinha o valor na hora. “Mesmo assim, fiquei com medo de que o rapaz anunciasse um assalto e dei R$ 130,00. Perdi o dinheiro.”, contou. O indivíduo disse que voltaria outro dia para pegar o restante e realizar o serviço. Para mais informações ou dúvidas, as pessoas devem ligar para o telefone 195. A Polícia Militar também deve ser acionada em caso de suspeita de crime, pelo telefone 190. Ambas as igações - Semae e PM - são gratuitas.

  • Sefaz alerta para golpe sobre cobrança de impostos - 23/11/2006
    A Polícia Civil e a Secretaria de Fazenda identificaram mais um golpe no Distrito Federal. Disfarçados de fiscais do órgão, dois homens têm percorrido residências onde moram pessoas de baixa renda em Ceilândia, Samambaia e Brazlândia. Eles apresentam carnês falsos do Imposto Territorial e Urbano (IPTU) e exigem o pagamento dos moradores. Várias vítimas caíram no conto e quitaram o “débito”. Até agora, já foram identificados três casos. Um em cada uma das cidades citadas acima. Em Ceilândia, por exemplo, a dupla de farsantes abordou uma senhora de idade. Os dois queriam que ela pagasse R$ 160 relativos ao imposto. Os argumentos da mulher de que era isenta não adiantaram. Os homens só foram embora quando ela entregou R$ 40. E prometeram voltar depois. Para evitar novos casos, a Secretaria de Fazenda está preparando uma cartilha que será distribuída aos contribuintes. “A Secretaria não faz esse tipo de cobrança. Os pagamentos são feitos apenas na rede bancária”, avisou a subsecretária da Receita do órgão, Cordélia Ribeiro. Ela lembra também que os carnês de IPTU são enviados no começo do ano. “Quem passar por essa situação deve entrar em contato com a polícia e registrar ocorrência”, orientou. Quem estiver em débito com o governo deve procurar uma das agências de atendimento da Secretaria ou os postos de atendimento do programa NA HORA. A página da Secretaria de Fazenda na internet www.fazenda.df.gov.br, também pode ser consultada para a emissão do Documento de Arrecadação (DAR) sobre o imposto devido.
    Investigação: Os casos estão sendo investigados pela Delegacia de Ordem Tributária (DOT). O delegado Watson Warmling confirmou que sua equipe está a procura dos criminosos, mas não quis dar muitos detalhes para não atrapalhar os trabalhos. Ele disse que os falsários, quando detidos, vão responder pelo crime de estelionato. A pena de reclusão varia entre um e cinco anos. “Vítimas deste tipo de fraude devem entrar em contato com a polícia pelo telefone 197”, ensinou. Os nomes e os endereços das pessoas abordadas não foram divulgados.

  • Sanepar alerta sobre golpe de falso funcionário - 23/11/2006
    Um morador de Bela Vista do Paraíso, no Norte do Estado, registrou denúncia de que pessoas estão se fazendo passar por funcionários da Sanepar, com crachás e uniformes falsos, para entrar na casa das pessoas. Segundo as denúncias, os falsos funcionários entram nos imóveis com pretextos como encontrar vazamentos ou analisar a qualidade da água. Em alguns casos, pedem documentos dos clientes para atualização cadastral. Suspeita-se que essas pessoas possam ser vendedores de filtros de água. Segundo o gerente regional da Sanepar em Arapongas, Luiz Alberto da Silva, para forçar a venda, é comum alguns vendedores de filtros demonstrar aos cidadãos uma reação química que torna a água amarelada. “Eles pingam um reagente na água que identifica a presença de cloro. Após essa reação, a água se apresenta amarelada, mas não há qualquer problema de qualidade. Pelo contrário, se há presença de cloro é porque a água está protegida”, destaca. O gerente também lembra que funcionários da empresa não estão autorizados a entrar nos imóveis para vistorias. “Além disso, no momento, não estamos fazendo atualização cadastral na região”, explica Luiz Alberto. A empresa alerta que qualquer situação como ess deve ser denunciada à polícia local.

  • PF alerta: e-mail em nome do Delegado Daniel Gomes Sampaio é golpe - 17/11/2006
    O Departamento de Polícia Federal (PF) esclareceu, por meio de comunicado à imprensa que o e-mail que circula na web em nome do Delegado Daniel Gomes Sampaio é falso. O scam traz como texto uma suposta advertência ao usuário de que ele teria acessado sites ilegais e que deveria clicar em um link para evitar abertura de inquérito policial. A PF reiterou que não se comunica com usuários por meio eletrônico e informamou ainda que estão sendo tomadas as providências necessárias para detectar a origem do e-mail em circulação. O comunicado recomenda ainda que o usuário não acesse o link, pois o mesmo poderá instalar um programa espião no computador da vítima.

  • Banco Central do Paraguay alerta sobre notas falsas - 27/10/2006
    O Banco Central do Paraguay emitiu um alerta sobre a existência de notas falsas de 50.000 Guaranis, série C emissão do ano 2005, com características inexistentes em notas autenticas. Estelionatários estão tentando trocar estas notas por dólares ou reais. São contatados empresários e investidores oferecendo margens de lucro muito altas e alegando necessidade de sigilo na operação. O “Monitor das Fraudes” já registrou tentativas e casos deste tipo no Brasil.


  • ANTT alerta para golpe contra caminhoneiros - 29/09/2006
    A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) está alertando para uma nova modalidade de golpes aplicados conta caminhoneiros: a emissão ilegal de boletos bancários, para pagamento, junto ao Banco Itaú S/A, para emissão do Registro Nacional do Transportador Rodoviário de Cargas. Ocorre que o registro é emitido gratuitamente. “O falso documento apresenta cópia grosseira das siglas do Ministério dos Transportes, DNIT, ANTT e CNT, na tentativa de dar credibilidade ao boleto”, alerta a agência. A ANTT oficiou ao Banco Itaú para suspender imediatamente o recebimento da cobrança, bem como às autoridades competentes para adoção das medidas legais e judiciais cabíveis.

  • Procon de Ubatuba alerta contra fraude de banco - 21/09/2006
    O PROCON (Órgão de Defesa do Consumidor) de Ubatuba está alertando a população sobre as facilidades de empréstimos oferecidas pela empresa BANCO CRED TEC. Nas últimas semanas várias pessoas procuraram o Procon de Ubatuba informando que foram lesadas pelo banco.Para solicitar o empréstimo a pessoa ligava para o número (11) 6852-3133 e para a liberação do dinheiro era necessário um depósito antecipado no banco para aprovação de ficha cadastral. Após o depósito, o solicitante ligava novamente para saber da liberação do empréstimo e nunca mais tinha retorno.Segundo o coordenador do Procon de Ubatuba, Henrique Zwibelberg, as pessoas eram informados do crédito financeiro oferecido pelo BANCO CRED TEC por meio de um comercial veiculado em uma rádio do Litoral Norte. “As pessoas antes de contraírem qualquer empréstimo devem buscar mais informações junto ao Procon, pois assim orientamos quando a idoneidade da instituição”, explicou Zwuibelberg.O Procon de Ubatuba funciona na avenida Dona Maria Alves, 890, das 8 às 18 horas. Os telefones são (12) 3833-3022/3832-6509.

  • Alerta sobre o BBB7 - 13/09/2006
    Falsos e-mails com convite para se inscrever na sétima edição do "Big Brother Brasil", da Globo, têm sido espalhados. O interessado precisa mandar uma lista de documentos e um vídeo para um endereço da Globo. Por trás disso, há um golpe que pode resultar na invasão da conta bancária da vítima. A Globo afirma em seu site que não envia informações sobre as inscrições do programa por e-mail. Tudo sobre a atração está no site oficial. "Tenha cuidado com as falsas mensagens que circulam pela internet. Caso você seja escolhido, o contato será feito por uma pessoa responsável pela produção do programa, utilizando um dos seus telefones de contato indicado na inscrição", diz o site do "BBB 7".

  • SBT alerta sobre golpes que utilizam o nome da emissora - 12/09/2006
    O SBT alerta sobre trotes que usam o nome da emissora para conseguir dados pessoais e dinheiro. O golpe começa com uma mensagem enviada ao celular ou mesmo um telefonema avisando sobre supostos prêmios que o dono do aparelho teria ganhado da emissora, como automóveis e carros. O golpista diz que por ter participado de uma promoção do SBT, a pessoa foi contemplada com o prêmio e para recebê-lo precisa efetuar um depósito em conta bancária. Como variante os golpistas solicitam que sejam fornecidos os numeros de alguns cartões telefônicos pré-pagos. A assessoria de imprensa da emissora informa que o SBT nunca exige pagamentos para entrega de prêmios e que tudo não passa de um trote. A emissora garante que não entra em contato com os ganhadores de suas promoções via mensagens de celular.

  • Alerta sobre variantes do novo "Golpe da Lista Telefônica" - 17/08/2006
    Recebemos várias denúncias relativas a variantes de um novo golpe aos danos de empresas, que poderíamos chamar de “golpe da lista telefônica”. O esquema geral tem como finalidade tentar conseguir um pagamento indevido através de subterfúgio ou ameaça a uma empresa alegando existir uma divida em conseqüência de publicação de anúncios ou publicidades em listas telefônicas. Entre as variantes mais comuns tem o telefonema recebido por uma suposta empresa de cobrança, uma advocacia ou por um cartório de títulos informando do protesto iminente caso não seja pago o valor (normalmente algo entre 1.000 e 3.000 R$) de uma nota por serviços publicitários ou publicação em lista telefônica. Em outra variante os golpistas ligam e solicitam dados da empresa para atualização “gratuita” na lista telefônica. Depois e alguns dias chega um boleto para serviços de publicação na lista telefônica indicando que se não pago em até X dias será encaminhado para protesto.

  • Golpe da Falsa Multa de Transito - 14/08/2006
    Uma nova modalidade fantasiosa de golpe nos foi relatada. Os golpistas ficam próximos de cruzamentos onde há os "Dedo-duros eletrônicos", aqueles que registram se você passou no sinal vermelho ou não, ou outros pontos críticos de transito. Estão equipados com uma pequena câmera digital e fotografam as traseiras dos carros que passam infringindo as leis de transito (ou as vezes não). Depois de posse das placas e das fotos, com a ajuda de despachantes, descobrem os endereços e nomes dos proprietários desses veículos. Usando um computador e uma impressora laser idem, imprimem boletos com o mesmo aspecto das multas reais, só que os dados para liquidação são de uma conta de um laranja. A vítima recebe pelo correio, pode ficar na dúvida se passou ou não, mas acaba pagando no banco ou via internet, normalmente sem verificar no site do Detran se essa multa existe mesmo. Ele pode até conferir depois de uns dias e constatar que o seu cadastro está limpo (pode até elogiar a rapidez e a eficiência do Detran). Antes de pagar qualquer multa de trânsito, entre no site do Detran e veja se ela existe mesmo.

  • Embratel alerta sobre falsas cobranças pela internet e ligações de pessoas não autorizadas - 02/06/2006
    E-mails falsos de cobranças de contas telefônicas estão sendo enviados para as caixas postais de diversos usuários dos serviços de telefonia fixa. As falsas mensagens cobram por serviços supostamente prestados, ameaçando os clientes com a inclusão de seus dados em serviços de proteção ao crédito. Alguns desses e-mails trazem, na parte superior, a identificação gráfica do site da Embratel e a logomarca da empresa, além dos quadros "Fale Conosco", "Mapa do Site" e "English". A mensagem também pode conter um Código Verificador para que o destinatário seja induzido a abrir "seu extrato". A Embratel esclarece que nunca envia a seus clientes cobranças por e-mail e que essas mensagens contém programas propagadores de vírus, além de ter como finalidade obter informações do cliente para futuros golpes. Um comunicado oficial da empresa, alertando sobre esse golpe, está disponível no site www.embratel.com.br. Além das mensagens, a Embratel também alerta para não serem fornecidos dados pessoais ou de linhas telefônicas particulares a pessoas não autorizadas, que telefonam para residências comunicando falsas promoções de sorteios de bens materiais, em troca de compra de cartões de recargas para celulares, inclusive com ameaças à segurança dos usuários. A Embratel informa que essas ligações são realizadas de forma ilícita, não fazendo parte de seus procedimentos. As autoridades foram alertadas para tomar as providências necessárias a fim de identificar os responsáveis, não só pela realização dessas chamadas como pelo envio de mensagens falsas pela internet, e apurar as responsabilidades civis e penais vinculadas a essas práticas. A empresa alerta seus clientes para que apaguem os e-mails e ignorem as abordagens telefônicas. Os canais de comunicação da Embratel estão à disposição dos clientes. O telefone da Central de Atendimento é 103 21.

  • INSS alerta para novo golpe contra aposentados - 26/05/2006
    Aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) devem ficar atentos para um novo golpe que já fez vítimas no Rio de Janeiro e Minas Gerais. Os fraudadores abordam os titulares de benefícios e apresentam-se como servidores do INSS ou como representantes do banco onde o segurado recebe o benefício e pedem para verificar alguns documentos, inclusive o cartão magnético. Ao devolver os documentos, eles já trocaram o cartão, mas o aposentado só percebe quando vai ao banco, no mês seguinte, para receber o benefício e descobre que em seu nome existe empréstimo com desconto em folha. Em Petrópolis (RJ), pelo menos cinco golpes foram aplicados por um casal que ora se apresenta como sendo funcionários do banco, ora como servidores do INSS. Só após ficarem sabendo que foram feitos empréstimos em seus nomes é que os segurados procuraram a polícia. Os segurados não estão conseguindo reaver o dinheiro porque os bancos consideram que o empréstimo foi feito de forma legítima, com o cartão magnético autêntico e a senha que só o titular do benefício deveria conhecer. Já a Agência da Previdência Social em Itabira (MG) tem recebido segurados aflitos, queixando-se que tiveram seus cartões magnéticos roubados na área de auto-atendimento dos bancos ao aceitarem o auxílio de pessoas que se diziam funcionários. Após efetuarem o saque, essas pessoas trocam os cartões, mas os aposentados também só ficam sabendo quando vão receber o pagamento no mês seguinte. Nas duas situações, os aposentados estão incorrendo em erro já apontado pela Ouvidoria-Geral da Previdência Social, ao entregar documentos, cartões magnéticos ou senhas sigilosas a desconhecidos. O alvo preferencial dos fraudadores, neste caso, é o empréstimo consignado com desconto em folha. "Nada pode garantir a segurança do aposentado se ele próprio não tomar certas precauções, jamais oferecendo seu cartão ou a senha do banco a terceiros, o que inclui parentes e amigos. Muitos casos que chegam ao conhecimento da Previdência de pessoas que não autorizaram o empréstimo têm por trás parentes, conhecidos ou amigos que se oferecem para ajudar ou que, de alguma forma, têm acesso ao cartão e à senha da pessoa", explica a ouvidora-geral, Neiva Renck Maciel. Ela ressalta que a notícia de ocorrência de casos assim na própria família é mais um motivo para que os aposentados e pensionistas fiquem atentos à ajuda de estranhos. "Nestas situações, a melhor coisa que os aposentados podem fazer é se precaver, de preferência, antes de serem lesados", emendou.

  • Receita alerta para e-mail falso em nome da Fiscalização - 03/05/2006
    A Receita Federal volta a alertar os contribuintes sobre a ocorrência de novas mensagens eletrônicas falsas, desta vez em nome do coordenador-geral de Fiscalização, Marcelo Fisch.Diante disso, a Receita pede para que o usuário não abra nem responda e-mail de origem desconhecida. Esclarece, ainda, que não envia qualquer mensagem de correio eletrônico sem autorização do contribuinte.As mensagens são transmitidas por quadrilhas especializadas em praticar crimes pela Internet. Os criminosos tentam obter ilegalmente informações fiscais, bancárias e cadastrais do contribuinte.No e-mail falso em nome da Coordenação-Geral de Fiscalização (Cofis) da Receita, os golpistas informam que constam na Receita pendências cadastrais do contribuinte e alertam para que elas sejam solucionadas sob pena de multa.Para dar maior credibilidade à tentativa de fraude, as quadrilhas utilizam também nomes e timbres oficiais. Estimulam o contribuinte a responder questionamentos ou a instalar programas nos computadores utilizados. Para não cair no golpe, o contribuinte deve ficar atento às seguintes recomendações: 1. não abrir arquivos anexados, pois normalmente são programas executáveis que podem causar danos ao computador ou capturar informações confidenciais do usuário;2. não acionar os links para endereços da Internet, mesmo que lá esteja escrito o nome da SRF, ou mensagens como "clique aqui", pois não se referem à Receita Federal; e3. excluir imediatamente a mensagem.Para obter mais informações sobre a fraude, o contribuinte pode procurar as unidades da Receita, acessar a página na internet (www.receita.fazenda.gov.br) ou entrar em contato com o Receitafone (0300-789-0300).

  • SUSEP alerta sobre golpe da Previdência Privada - 23/03/2006
    Golpistas estão usando o nome de entidades e empresas do setor de seguros (muitas vezes em liquidação ou liquidadas) para extorquir participantes de antigos planos de previdência. De posse dos dados cadastrais de ex-contribuintes os golpistas entram em contato para informar sobre um título de 30 a 70 mil R$ que a vítima teria direito a resgatar. Para liberar o dinheiro os golpistas exigem um depósito prévio.Você pode ajudar na luta a este crime informando a SUSEP, sempre que suspeitar de qualquer ação criminal deste tipo, pelo tel. 0800 218484.

  • Golpe do Falso Seqüestro de um familiar - 15/01/2006
    Este golpe já vem acontecendo ha algum tempo, mas ultimamente se intensificou a freqüência de casos. O golpe funciona assim, os criminosos ligam para um familiar dizendo que outro familiar foi seqüestrado e que se não for depositada uma quantia (normalmente entre 2mil e 5mil R$) imediatamente será ferido ou morto. O teatro muitas vezes inclui gritos no fundo do telefonema e fornecimento de detalhes da pessoa supostamente seqüestrada para convencer o interlocutor. Na realidade a pessoa não é seqüestrada, mas recebeu logo antes um telefonema de alguém que com alguma desculpa (participação num concurso ou programa televisivo, sorteio, cadastramentos de algum tipo etc...) conseguiu obter varias informações pessoais (que serão usadas depois pra convencer que a pessoa é mesmo seqüestrada), inclusive o telefone do familiar. Muitas vezes ficam ligando direto no numero do suposto seqüestrado para manter ele ocupado de forma que não seja possível para os familiares fazer contacto. Em outra variante os golpistas ligam antes para o celular do suposto sequestrado e, dizendo ser da companhia telefônica e com a desculpa de fazer controles contra clonagem ou algo do tipo, solicitam que deixe o telefone desligado por 1 ou 2 horas. Nestes casos ganhe tempo, verifique através de outro numero onde está a pessoa supostamente seqüestrada ... use qualquer recurso para conseguir falar com ela. Descobrirá que não é seqüestrada e que está muito bem. Nesta altura o conselho é que ligue para a policia denunciando o fato e deixando eles tomarem as medidas cabíveis.

  • Falsos anuncios de Financiamentos de Bancos e Financeiras - 15/12/2005
    Vários Bancos e Financeiras informaram que estão sendo veiculados anúncios relativos a falsos financiamentos com condições comerciais extremamente atraentes e envolvendo o nome das instituições abaixo listadas. São estas: Unión-Brasil S.A. Adm.Bens e Participações (atual denominação do Banco Unión-Brasil S.A.), Banco BVA S.A., Banco Sofisa S.A., Banco Rede S.A., Banco Fibra S.A. e outros... A finalidade dos anúncios falsos é atrair interessado aos quais será aplicado um golpe através da cobrança de taxas ou custos adiantados (com deposito).

  • Golpe do Cartão de recarga do Celular Pré-Pago - 17/11/2005
    Vários relatos, inclusive por parte das autoridades policias, denunciam esta nova onda de golpes. Na pratica os criminosos ligam para a vítima e utilizam desculpas variadas para fazer com que esta compre alguns cartões de recarga de celulares pré-pagos e repassem os códigos para os golpistas. Entre as desculpas utilizadas pelos golpistas tem falsas promoções das companhias telefônicas, supostos concursos a premio (muitos frequentes são falsos consursos de grandes empresas como a Nestlé e de companhias telefônicas, muitas vezes o suposto prêmio é um carro), para participar dos quais precisa fornecer os números dos cartões, ameaças e chantagens (tipo “seqüestramos seu filho e vamos liberar somente se nos fornecer os números etc...") normalmente sem fundamento, supostos telefonemas de assistência técnica das empresas de telefonia celular etc ... È importante lembrar que através dos números dos cartões de recarga, os golpistas poderão utilizar os créditos comprados pela vítima e recarregar seus próprios celulares. A policia informa que a grande maioria destes golpes tem como finalidade abastecer de créditos celulares utilizados por criminosos dentro das prisões. Caso seja vítima deste golpe denuncia imediatamente a policia fornecendo os números dos cartões de recarga fraudados e o telefone de onde se originou a ligação.

  • Golpe do emprego no Banco (Fonte "O Estado de SP") - 28/10/2005
    A polícia está à procura de uma mulher que tem aplicado este golpe em garotas à procura de trabalho. Ela se apresenta como psicóloga e diz que trabalha no setor de recursos humanos de uma agência bancária, na Av. Paulista. Depois de tomar dinheiro da vítima, recomenda que vá à agência do banco, para entregar a documentação a uma funcionária chamada "Paula". No banco, a vítima descobre que a tal funcionária não existe e que foi enganada. Quatro vítimas já registraram queixa no 78º Distrito Policial, nos Jardins. No entanto, a polícia suspeita que o número de moças que foram enganadas passe de 20. De acordo com a polícia, em um caso ela exigiu R$ 1.500 da vítima, argumentando que é para comprar um uniforme e a moça poder trabalhar imediatamente. O dinheiro, diz, seria reembolsado pelo próprio banco em três dias. De acordo com policiais, a golpista obtém informações sobre vítimas em potencial em salões de cabeleireiras de bairros. Algumas vítimas têm trocado informações, pela internet, e estão dispostas a fazer o reconhecimento, assim que alguma suspeita for apanhada pela polícia.

  • Golpe do Recadastramento (Alerta do INSS) - 25/10/2005
    O Ministério da Previdência fez um alerta hoje a aposentados, pensionistas e beneficários do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) sobre o golpe do recadastramento. Pessoas que se fazem passar por funcionários do INSS visitam as residências dos segurados e tentem "roubar" dados sigilosos, como número da conta bancária e senha.O órgão informou que seus servidores não irão às residências do segurados durante o recadastramento e aconselhou os beneficiários a não receber ninguém dentro de casa, não fornecer documentos nem números e avisar a polícia caso sejam procurados.

  • MF faz novo alerta sobre fraude com títulos públicos - 16/11/2004
    1. O Ministério da Fazenda volta a alertar a sociedade quanto à utilização de títulos públicos na tentativa de fraudes contra a Administração Pública e pessoas de boa-fé. Títulos prescritos e certificados de custódia, apesar de não possuírem valor algum, têm sido negociados no mercado sob a pretensa utilização como garantia, caução e até mesmo em pagamento de tributos.
    2. Atualmente, todos os títulos públicos federais válidos são escriturais, registrados em sistema centralizado de liquidação e de custódia autorizado pelo Banco Central do Brasil – BACEN. A Lei nº 10.179, de 6.2.01, e o Decreto nº 3.859, de 4.7.01, disciplinam as operações e características dos títulos de responsabilidade do Tesouro Nacional.
    3. Quanto à utilização em garantia de empréstimos, o art. 61 da Lei Complementar nº 101, de 2000, Lei de Responsabilidade Fiscal – LRF, dispõe:
    Art 61. Os títulos da dívida pública, desde que devidamente escriturados em sistema centralizado de liquidação e custódia, poderão ser oferecidos em caução para garantia de empréstimos, ou em outras transações previstas em lei, pelo seu valor econômico, conforme definido pelo Ministério da Fazenda.
    4. Assim sendo, apenas os títulos públicos escriturais podem ser aceitos em caução para garantia de empréstimos ou em outras transações assemelhadas. Nesses casos, a aceitação dos títulos será, obrigatoriamente, por seu valor econômico informado pelo Tesouro Nacional.
    5. Os títulos cartulares da dívida pública interna, ou seja, emitidos em papel, não possuem valor, pois se encontram prescritos. Dentre esses títulos, enquadram-se as apólices emitidas desde o século XIX até meados do século XX. O Decreto-Lei nº 263, de 28.2.67, e o Decreto-Lei nº 396, de 30.12.68, estabeleceram datas-limite para apresentação desses papéis para resgate e anteciparam seus vencimentos para as datas ali determinadas. A partir daquelas datas, iniciou-se a contagem do prazo da prescrição qüinqüenal (Decreto nº 20.910, de 6.1.32, e a Lei nº 4.069, de 11.6.62), ou seja, de cinco anos.
    6. Nessa mesma condição encontram-se os títulos públicos cartulares emitidos de 1968 até início da década de 80: as Obrigações do Tesouro Nacional – OTN, Letras do Tesouro Nacional (cartulares, emitidas na década de 70) – LTN e as Obrigações Reajustáveis do Tesouro Nacional – ORTN, dentre outros. Esses títulos, em geral, possuíam prazo de vencimento de um ano desde a emissão. Cinco anos após o vencimento, os títulos prescreveram.
    7. Existem no mercado pessoas negociando LTN cartulares supostamente emitidas entre 1970 e 1973, denominadas LTN roxa, azul etc, cujos vencimentos teriam sido repactuados para 2003 em diante. Alegam tratar-se de títulos válidos, inclusive já escriturados. Embora os interessados aleguem amparo legal para essas emissões, esses títulos não existem.
    8. Além de títulos públicos prescritos, tem-se verificado a entrega à Administração Pública de documentos privados denominados "certificados de custódia" como caução em garantia de licitações e contratos e tentativas de pagamento de tributos.
    9. Esses certificados são papéis que, conforme indicado nas cártulas, possuem determinado valor de face, lastreado por títulos públicos não identificados. Há indícios de que esses títulos sejam apólices da dívida pública prescritas e, portanto, os certificados de custódia não possuem valor algum.
    10. No que concerne a pagamento de tributos, à exceção do Título da Dívida Agrária – TDA (que pode ser utilizado para pagamento de parcela do Imposto Territorial Rural – ITR), nenhum título da dívida pública pode ser utilizado com essa finalidade. A Lei nº 10.179/01, em seu art. 6º, disciplina que: "a partir da data de seu vencimento, os títulos da dívida pública (...) terão poder liberatório para pagamento de qualquer tributo federal, de responsabilidade de seus titulares ou de terceiros, pelo seu valor de resgate". Entretanto, não existe qualquer título público nessa situação.
    11. Resumidamente, alertamos o seguinte:
    a) os títulos da dívida pública federal válidos são apenas os escriturais, registrados em sistemas centralizados de liquidação e de custódia autorizados pelo BACEN;
    b) os títulos escriturais apenas podem ser aceitos em cauções para garantia de empréstimos, contratos ou em outras transações assemelhadas, pelo seu valor econômico informado pelo Tesouro Nacional;
    c) todos os títulos públicos da dívida interna cartulares (apólices) estão prescritos, não possuem valor;
    d) não existem LTN "emitidas" entre 1970 e 1973 com vencimentos repactuados;
    e) os "certificados de custódia" não possuem valor;
    f) nenhum título da dívida pública pode ser usado para pagamento de tributos, exceto TDA, para pagamento de ITR.
    12. Informações adicionais sobre o assunto poderão ser obtidas na Internet, no endereço http://www.pgfn.fazenda.gov.br/default.asp?Centro=apolices.asp.

CAPÍTULO  Próximo


Login
Usuário:
Senha:
     
Patrocínios





NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados.   Design by D.Al. Eventos | "O Monitor" | Humor | Mapa do Site | Estatísticas | Contatos | Aviso Legal | Principal