Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Buscas no Site
Buscar
Em     
quinta-feira,
8 de dezembro de 2016
Atualizado em: 19/11/2016
Monitor das Fraudes
Fórum de Discussão e Alertas


Veja abaixo as experiências, denúncias e comentários publicados até agora

NOTAS: Os endereços de email publicados nesta página têm o "@" automaticamente substituído por "(ARROBA)" para limitar a possibilidade de uso dos mesmos por parte de "Spammers".
O autor, os colaboradores e os administradores do site não avalizam de forma alguma o conteúdo e teor das mensagens deixadas neste fórum que são, portanto, de exclusiva responsabilidade de quem, livremente, as escreveu.
Este fórum é um lugar para pessoas responsáveis. Leia as regras do fórum para conhecer os mecanismos de controle e defesa, antes de deixar uma mensagem ou se achar que está sendo injustiçado.


Para publicar sua experiência ou comentário clique AQUI.



Publicado no dia: 14/06/2006 às: 00:00
Nome:  Valéria Rocha
Cidade/País:  Belo Horizonte/Brasil
E-mail:  financeiro(ARROBA)inconfidencia.com.br
Assunto:  BFA Dante Assessoria Empresarial Lda
Comentário:  
Por favor, se alguém teve alguma proposta de emprego enganosa com essa empresa de São José dos Campos, na rua das Arraias, 80, por favor me enviem as suas experiências.

Atenciosamente,
Valéria


Publicado no dia: 13/06/2006 às: 00:00
Nome:  joao
Cidade/País:  sao paulo
E-mail:  
Assunto:  Nova forma de roubo de dados utiliza o Google
Comentário:  
http://tecnologia.terra.com.br/interna/0,,OI1041385-EI4805,00.html

Nova forma de roubo de dados utiliza o Google

Últimas de Vírus & Cia

» Ataques por mensagens instantâneas atingem nível recorde
» Nova forma de roubo de dados utiliza o Google
» Homem é preso por hackear serviços de VoIP nos EUA
» Firefox 2.0 terá ferramenta contra fraudes online

Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

A Universidade de Massey, na Nova Zelândia, publicou um artigo em seu site alertando os administradores web para os riscos da crescente modalidade adotada pelos hackers para o roubo de informações através do popular sistema de busca Google.
Pesquisadores descobriram que o risco de manter em servidores web informações confidenciais ou privadas está cada vez maior, já que o sistema de busca cadastra qualquer página e arquivo encontrado dentro de um servidor na sua base de pesquisa, deixando tais dados acessíveis através de determinadas palavras.

Um software escrito pelos pesquisadores, que realizava cerca de 170 buscas específicas no Google, foi rodado diariamente por três meses, a fim de encontrar informações confidenciais e alertar os administradores de sites da Nova Zelândia, Austrália, Estados Unidos e República Tcheca.

A descoberta é que qualquer pessoa com um pouco mais de conhecimento é capaz de realizar uma dessas buscas e que a modalidade conhecida como "Google Hacking" possui até tutoriais que podem ser encontrados através do próprio sistema.

Nenhuma empresa teve seus dados divulgados no artigo, mas a instituição anunciou que em seus servidores existem cerca de 50 falhas acessíveis através do "Google Hacking". Para ajudar na resolução do problema a universidade afirmou já estar trabalhando em medidas de segurança que possam ser utilizadas por administradores de sites. O artigo completo, em inglês, está acessível através do atalho snurl.com/qu6a.

Existe, porém, desde 1994, um protocolo para excluir da varredura de uma aranha de busca determinados itens dentro da árvore de arquivos de um website. Tal regra é respeitada pelas máquinas de busca mais conceituadas, especialmente pelo Google. Trata-se da configuração de um arquivo denominado "robots.txt" no diretório raiz do site.

Maiores informações, em inglês, sobre o referido padrão podem ser obtidas na Wikipédia, pelo atalho snurl.com/qvfy. Infelizmente, no entanto, poucos são os webmasters que têm conhecimento deste recurso, gerando a vulnerabilidade mencionada no artigo da equipe de Massey.




Publicado no dia: 10/06/2006 às: 00:00
Nome:  Leila
Cidade/País:  SAO PAULO
E-mail:  leila(ARROBA)ig.com.br
Assunto:  ROUBO DO CARTAO DE CREDITO
Comentário:  
Reportagens
- Crime Virtual -

"Eu Roubei um cartão de crédito"

Daniele A.C. tem 22 anos, é estudante de Economia e se apaixonou por computadores quando namorava um analista de sistemas. O namoro terminou, mas o mundo virtual virou sua obsessão. No início, para testar seus conhecimentos, Daniele criava vírus e os espalhava. Depois conheceu um grupo de hackers e se tornou pirata da Internet. Daniele contou como roubou um cartão de crédito e comprou uma coleção de CDs. Leia a seguir, seu depoimento ao repórter Carlos Henrique Ramos, da Revista da Web - Editora Abril (2002):

"Eu sou uma hacker! Estudo de manhã, passo a tarde inteira na faculdade e chego em casa por voltas das 8 horas da noite, esgotada, querendo cama e travesseiro. Ainda dou uma morgadinha antes da mutação. No silêncio da madrugada quando toda minha família está capotada, eu me transformo numa pirata da Internet. Ao meu lado uma caneca de café forte e amargo não dá chance para o sono. O único barulho que se ouve é o do teclado. Às vezes penso por que faço isso. Poderia dormir mais tempo, evitar as olheiras, levar uma vida mais saudável. Mas esse mea-culpa termina assim que ligo a máquina. Tenho orgasmos cibernéticos, só em pensar que invadirei algum site. A trama, a estratégia, a organização, a execução. É tudo muito excitante.

Sou do bem. O hacker verdadeiro é do bem, uma pessoa curiosa. Eu me defino como uma pichadora online - termo que a categoria rejeita com fúria. Mas num passado recente, a adrenalina manchou minha ficha cadastral. Até já perdi a conta das vezes em que implorei perdão a Deus. Rezei à beça, juro! Na pele de um cracker, o hacker do mal, cometi um roubo virtual, roubei um cartão de crédito. Sem pedir licença, entrei no computador de um cara, fucei a vida dele e, por fim, surrupiei o número de seu cartão para comprar uma coleção de CDs de música clássica, no valor de 400 reais. Se pedisse o dinheiro para os meus pais, com certeza conseguiria, porque temos um padrão de vida confortável. Fiz isso só para me sentir poderosa, a bambambã do pedaço.

O crime foi meticulosamente bolado para não deixar vestígios. Cuidei de todos os passos, agi consciente e friamente. Eu queria fazer aquilo, me preparei para aquilo e estudei todas as possibilidades e os riscos. Naquela noite, a chuva castigava a cidade e prejudicava a navegação. Conectada, iniciei a execução do plano. Logo de cara, enviei um rastreador de IP (o protocolo da Internet, o número que identifica o usuário na rede). Em segundos, vários deles aterrissaram no meu monitor. Depois, localizei os IPs que estavam com as portas virtuais abertas. Isso só é possível porquem existem falhas na elaboração do Windows, o sistema operacional utilizado pela maioria dos internautas. Iniciei a invasão. Rapidamente, chupei o maior número de arquivos, antes que minha vítima se desconectasse. Mas naquela altura, a máquina dele estava infectada. Eu já estava lá dentro.

E dei sorte. Os arquivos roubados escancararam a privacidade do cara. No primeiro documento aberto, o currículo. Na última empresa em que trabalhou, recebia salário de 6.000 reais. Tinha até o último holerite. Salarião! Descobri seu endereço, RG, CPF, telefone, nome da filha, mãe e sogra. Isso demorou alguns dias, é claro, porque aparece muita porcaria também. O cara até atacava de poeta. Li e-mails, conversa nos chats, vi operações bancárias, saldo de contas correntes e o cartão de crédito. Quando encontrei aquele Visa, a data de validade, o limite, as mãos coçaram. Além do titular, o cartão estava também em nome da mulher dele. Pensei: vou comprar os CDs que vi anunciados no jornal. Aí startei a fase mais trabalhosa do assalto. Estudei o perfil da vítima por um mês seguido, ao mesmo tempo que a paciência controlava meus impulsos. Precisava ter certeza de que ele não havia percebido minha presença e verifiquei todas as possibilidades. Tudo corria bem.

O grande dia se aproximava. Faltava amarrar todas as pontas de um novelo cada vez mais desenrolado. Foi aí que conheci um outro lado da minha personalidade: a obsessão. O pior é que ela se manifestou na maldade. Não sou obcecada por estudar, mas tive a manha de enforcar aulas só para vigiar o lixo dele. Existe coisa mais cafajeste? Disfarçava-me, prendia o cabelo, e ficava circulando na rua. Ora de carro, ora a pé. Começei a achar que necessitava de tratamento. Fui lá três vezes, sem nunca ter tido a chance de cumprir a missão. O meu desejo era revirar os sacos pretos e mergulhar ainda mais na rotina da minha vítima. Cheguei ao cúmulo de pensar em me vestir de mendiga. Desencanei. Aí era insanidade demais.

O caminho estava aberto. De posse de todos os dados do cartão de crédito, fiz o assalto por telefone. Antes, certifiquei-me de que a venda poderia ser feita via Embratel e procurei um orelhão do outro lado da cidade. Se desse algum problema, era só desligar que ninguém iria me localizar. Disquei e fiz o pedido. A menina do telemarketing me perguntou se iria retirar o pacote no local ou poderia mandar pelo correio. Optei pela primeira, óbvio. Identifiquei-me como a dona do cartão, forneci o número, a data de validade, o RG e o CPF. Depois que a compra foi autorizada, disse que uma portadora pegaria os CDs. Em alguns dias fui até a empresa, peguei a mercadoria e assinei um comprovante. Falsifiquei a assinatura da mulher do bocó, com caneta própria, para não deixar impressões digitais ou qualquer tipo de rastro. Um crime perfeito! Saí de lá com vontade de gritar para todo mundo: eu sou f...

A facilidade me surpreendeu. Não tive medo na hora, mas tremia por dentro. Modéstia à parte, fui perfeita, calculista (eu me amo!). Voltei para casa em estado de graça, eufórica, excitada. Tão logo entrei no meu quarto, coloquei o CD de Franz Lizt no aparelho e liguei o computador para encerrar aquele capítulo da minha vida. Foi fácil, mas não dá mais pra continuar na cola do cara. Apaguei tudo o que tinha dele na minha máquina. No momento em que deletava os arquivos, tomava consciência do que havia feito. Por alguns instantes, senti um arrependimento profundo, pois havia acabado de cometer um roubo. Procurei sufocar a crise de consciência.

No início da madrugada, lá estava eu novamente enviando meus rastreadores de IP. Apareceu um monte na tela. Como sabia os caminhos e atalhos da invasão, começei tudo de novo, mas desisti da empreitada no meio do caminho. Sepultei a carreira de cracker. É muita sacanagem. Porém, ficou a certeza de que é muito fácil botar os pés no computador dos usuários. Eles nem percebem, principalmente porque os anti-vírus não são atualizados constantemente. Agora, como hacker, gosto mesmo é de me divertir. Faço a festa nos sites do governo. Meu sonho é chegar à Nasa. A coleção de CDs está num local especial e visível na minha estante, como um grande troféu."


--------------------------------------------------------------------------------

PROTEJA-SE:

1) Manteha o anti-vírus sempre atualizado. Em nossa seção de downloads, você encontra anti-vírus de qualidade, testados e aprovados por nossa equipe.

2) Ao se cadastrar num provedor de acesso, verifique os mecanismos de segurança oferecidos. Pergunte se existe um sistema adequado para identificar quem está solicitando o acesso e veja se há uma política de criação e manutenção de senhas e de privacidade. Se o provedor for eficiente, muitos ataques direcionados ao seu computador param nele.

3) Evite ao máximo executar arquivos anexados ao e-mail, como .exe, .pif, .vbs e .scr.

4) Não realize downloads em sites que você não confie plenamente.

5) Nunca jogue informações do computador no lixo. Parece estranho, mas o trashing é uma das técnicas mais utilizadas pelos crackers. O primeiro passo, antes de o cracker atacar, é descobrir tudo sobre você, inclusive revirar o latão de lixo do prédio em que você morra atrás de informação, como o extrato do cartão de crédito.

6) Evite revelar informações confidenciais no telefone, via e-mail ou fax.

7) Dados pessoais, cartão de crédito, endereço e similares devem ficar guardados à parte, num disquete


Publicado no dia: 09/06/2006 às: 00:00
Nome:  maria do rosario sousa costa lopes
Cidade/País:  sobral/ceará
E-mail:  xantirosario(ARROBA)yahoo.com.br
Assunto:  quiseram me dar um golpe
Comentário:  
recebi o seguinte e-mailYou can now email me at: konna_dem04(ARROBA)yahoo.com

From konna dem.


Avenue 16 Rue 13

Treichville Abidjan

Ivory coast

PLEASE,

Permit me to inform you of my mind, Because I have make up my mind to write to you this way. however is not mandatory nor will I in any manner compel you to

honour against your will. I am Konna Dem, 22 years old and the only son of my late parents Mr and Mrs DEM. My late father was a highly reputable

business merchant in a cocoa who operated in the capital of Ivory Coast during his days. Unfortunately I lost him mysteriously died in France during one of his business trips abroad last year octomber 2005. though his sudden death was linked or

rather suspected to have been masterminded by an uncle of his who travelled with him at that time. But God knows the truth. My mother died when I was just 4 years old, and since then my late father took me so special.

Before his death on Octomber 9th/2005 he called the secretary who accompanied him in hospital and told him to call me,on my arrival to the hospital my father told me that he deposited the sum of six million US Dollars. (6 000,000 USD) left in suspense account in one of the leading bank in Africa.He further told me that he deposited the money in his name,and I as the next of kin and finally issued a written instruction to his lawyer whom he said is in possession of all the necessary legal document to all his properties.

I am just 22 years old and a University undergraduate and really don’t know what to do. Now I want an account overseas where I can transfer this funds. This

is because I have suffered a lot of set back as a result of family enemity and incessant political crisis here in Ivory coast.

Please, I am in a sincere desire of your humble assistance in this regards. Your suggestions and ideas will be highly regarded.Now permit me to ask these few question:

1.Can you honestly help me as your new family?

2.Can I completely trust you?

3.what percentage of the total amount in question will be good for you after the money is in your account?

Please, Consider this and get back to me through my personal mailbox at:(konna_dem0(ARROBA)yahoo.com)

Urgent call in my Hotel room 225 08035689

Thank you so much.

My sincere regards,

Konna Dem.

- konna dem .UM PICARETA TENTANDO ME DAR UM GOLPE. TENHAM CUIDADO COM MENSAGENS DESTE TIPO.


Publicado no dia: 09/06/2006 às: 00:00
Nome:  lucia
Cidade/País:  SAO PAULO
E-mail:  
Assunto:  GOLPE DO EMAIL......SPAM....
Comentário:  
Recebi um e-mail como se eu mesma o tivesse enviado e não tem nenhum arquivo, apenas um número: 969. Não entendi nada. Vocês já ouviram falar disso?” — foi a pergunta enviada por uma visitante da Linha Defensiva ao Dúvida do Leitor.

É importante entender que o campo “De” dos e-mails é muito fácil de ser falsificado. Tanto que diversas fraudes online utilizam o nome de diversas empresas e marcas conhecidas para tentar enganar o usuário. Esses e-mails não são enviados por essas empresas, mas sim por servidores comprometidos (invadidos) que não pertencem à essas empresas. Os servidores são configurados para enviar e-mails falsos, sempre colocando um endereço de e-mail que parece ser da empresa usada no golpe no campo ‘De’.

Existe uma tecnologia chamada Sender Policy Framework que tenta combater esses e-mails que possuem o campo ‘De’ forjado, mas poucos servidores de e-mail fazem o uso dela atualmente e, por este motivo, ela ainda não funciona com 100% de eficiência. Seu uso, felizmente, está crescendo.

Isso tudo significa que o e-mail com números, supostamente enviado por você, não foi enviado por você. A empresa de segurança F-Secure, em seu blog, comentou sobre as mensagens e sugeriu que os e-mails estavam sendo enviados por algum spammer para verificar a qualidade da lista de e-mails: se algum dos endereços voltar com qualquer erro, o e-mail será removido da lista para que ele (o spammer) tenha uma lista composta de apenas endereços válidos. Não se tinha certeza, no entanto, que era essa mesmo a causa.

Um documento publicado pela Symantec finalmente resolveu o mistério. Os e-mails com números são enviados por uma variante do conhecido vírus Beagle. Diferente de muitas outras variantes do Beagle, o Beagle.FC foi feito somente para capturar endereços de e-mail e, como inicialmente sugerido, ele verifica se os endereços são válidos ou não enviando mensagens contendo apenas números. Isso significa que, caso você tenha recebido um e-mail desses, seu endereço de e-mail foi capturado por spammers que enviarão mensagens indesejadas para o seu endereço.

Você não está infectado: o vírus faz o download de uma lista de e-mails de um servidor remoto, o que significa que mesmo que a pessoa infectada não lhe conheça, ela enviará e-mails para você como se fosse você, sem saber. Depois de capturar os e-mails e verificá-los, o vírus se desinstala do sistema automaticamente. Isso significa que, mesmo que você esteve infectado, você provavelmente não está mais.

O e-mail em si não possui qualquer código malicioso: ele não tenta infectar seu micro com spywares, ele não tem os famosos “web bugs” nem qualquer anexo ou link que poderia levar para um trojan. Ele foi enviado apenas como teste pelo vírus para ver se o seu e-mail era válido e ainda funcionava.

Se você recebeu e-mail um e-mail desse tipo, saiba que você não está sozinho, mas que seu e-mail está na lista de algum spammer que, dentro de alguns dias, provavelmente começará a lhe enviar e-mails ainda mais incômodos.



Publicado no dia: 09/06/2006 às: 00:00
Nome:  XXXXXXXXXXX
Cidade/País:  São Paulo/Brasil
E-mail:  geizaaline(ARROBA)bol.com.br
Assunto:  FRAUDE LENS MARTAN
Comentário:  
Fui abordada por telefone por um rapaz com nome de ALAN,fazendo-me a proposta tão sonhada de emprego,e pedindo-me que fosse a essa empresa, logo no dia seguinte, para acertar o local, data de início, etc.
Desconfiada, literalmente, "vasculhei"sites da internet, e percebi que essa empresa, estava nas listas negras sobre RH.
Chegando lá, tudo muito suspeito, fui atendida por uma moça com o nome de CLÁUDIA, que disse-me que a empresa me pagaria um valor, pelo menos 2 vezes mais que o mercado normalmente paga,me fez perguntas completamente desnecessárias, e completou dizendo que no 1ºmê seria retido 20% do meu salário e mais 20% do segundo salário. Por fim, além disso, teria que deixar mais R$ 800.00 para que eles MONITORASSEM meu CV!!!!!!
Ah! Antes disso, tive que fazer uma redação, permandecendo só na sala, porém, a impressão que tive, é que algo ou alguém me vigiava, praticamente um "BIG BROTHER" do FRAUDE!!!!!
Saí de lá horrorizada com a frieza, e a abordagem cruel que eles fazem com esses candidatos, inclusive eu, que encontram-se desempregados.
Essa empresa está localizada num bom bairro, impressiona, mas o que ele têm a oferecer é simplesmente NADA, ou melhor, tentam roubar o sonho de um emprego!!!!
GENTE, DIVULGUEM ESSES RELATOS EVITANDO QUE OUTRAS PESSOAS INOCENTES CAIAM NESSE GOLPE!!!!!!! ISSO Ë CASO DE POLÍCIA!!!!!!!!

Publicado no dia: 08/06/2006 às: 00:00
Nome:  Visitante
Cidade/País:  RJ
E-mail:  
Assunto:  Falsas empresas de RH
Comentário:  
Marcus, excelente link que você nos proporcionou. Acho extremamente interessante ler aquela página por inteiro para entender bem como estes sujeitos todos operam e também para entender que não são imunes a ações na justiça, como, alias, provaram as recentes prisões na Av. Paulista em SP.

Publicado no dia: 08/06/2006 às: 00:00
Nome:  Marcus
Cidade/País:  BR
E-mail:  marcusvally(ARROBA)yahoo.com
Assunto:  em tempo
Comentário:  
No site ao qual me referi na mensagem anterior, os senhores encontrarão dezenas de processos movidos em São Paulo, incluindo número e autor, todos contra a Human Desenvolvimento Ltda... vulgo, HCO, HDOI ou Human Coaching, vale a pena conferir para instruir eventuais processos que possam estar sendo movidos contra a polinominal empresa ou seus pares. Sucesso e esperemos ver mais pares do Sr. Deffune presos.

Publicado no dia: 08/06/2006 às: 00:00
Nome:  marcus
Cidade/País:  BR
E-mail:  marcusvally(ARROBA)yahoo.com
Assunto:  RH, claro
Comentário:  
Achei este depoimento no site do midia independente (http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2003/04/252310.shtml), acho que pode ajudar a quem ainda tem alguma dúvida, vejam o depoimento:
"Pessoal,

Meu nome é Sandro, moro em SP, sou Psicólogo, atuando em RH e, felizmente, ex-funcionário da Dow Right de Campinas - SP. Presenciei 3 meses de premeditada picaretagem, ousadia e falta de ética com as pessoas, principalmente com o desempregado, que já está fragilizado no mercado de trabalho e com a auto-estima reduzida. Nunca conheci tantos desonestos num lugar só! Minha sugestão é: FUJAM de qualquer assédio de supostos "headhunteres". 90% deles são picaretas! Sempre que receber uma ligação de alguma consultoria, pergunte antes de qualquer coisa, se os serviços da tal empresa são pagos pela empresa-cliente ou pelo candidato. E é claro, que se for pelo candidato, CAI FORA, com um NÃO bem firme!!! Tudo que é oferecido por uma empresa de recolocação você pode fazer por meios próprios. Pesquise na Internet, em livros ou fale com amigos da área de recursos humanos e eles lhes darão dicas sobre os Processos Seletivos nas empresas. Você não precisa pagar por essas informações. Além disso, contatos com empresas supostamente clientes você mesmo pode fazer. Passe dias e noites na Internet, veja anúncios em jornais, vá em agências de emprego ou consultorias que não cobrem do candidato, peça indicações aos amigos e tudo o que for preciso para conquistar um emprego. Só não pague! Na minha opinião, isso é anti-ético.

Enfim, quem precisar de alguma ajuda ou dica é só me escrever.

Sucesso a todos!

Sandro Molina
sandro.molina(ARROBA)bol.com.br
"


Publicado no dia: 08/06/2006 às: 00:00
Nome:  VAGNER PEREIRA SILVA
Cidade/País:  P.LEOPOLDO
E-mail:  vpsilva(ARROBA)uai.com.br
Assunto:  DANTE BRASIL
Comentário:  
Gostaria de obter informações sobre a Dante Brasil. Razão Social e CNPJ, e saber se alguém já processou esta empresa.


Total: 2687 mensagens  - Página 151 de 269
10 Anteriores  INÍCIO  FIM  Próximos 10

Login
Usuário:
Senha:
     
Patrocínios





NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados.   Design by D.Al. Eventos | "O Monitor" | Humor | Mapa do Site | Estatísticas | Contatos | Aviso Legal | Principal