Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

07/04/2009 - Só Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Sete foram presos na operação caminhão fantasma em Mato Grosso


Dando continuidade a operação “Caminhão Fantasma”, que desarticulou uma quadrilha que desviava caminhões com cargas de grãos de soja, policiais civis e militares de Alto Araguaia e Alto Taquari prenderam no último sábado, o motorista Erilio dos Santos, 37, e o outro agenciador da quadrilha, Rogério da Silva Coimbra, 31 anos. Os dois são da cidade de Rondonópolis.

A operação, que iniciou na quinta-feira (02) já levou sete pessoas para prisão. Destas, 4 são de Rondonópolis - dois motoristas e dois agenciadores - e três de Alto Araguaia, todos funcionários de uma empresa de logística de transporte, instalada em Alto Taquari. “Os acusados são balanceiros e faziam o trâmite criminoso na ferrovia de transportes, 'esquentando' as notas falsas apresentadas, sem receberem as cargas 'fantasma' descritas nas notas”, explicou o delegado Claudinei Lopes, titular da Divisão de Crimes contra o Patrimônio (Depatri) do Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc) de Rondonópolis.

A polícia já identificou o oitavo integrante da quadrilha, que emitia as notas falsas. Ele também reside em Rondonópolis.

Erilio foi autuado em flagrante por crimes de formação de quadrilha e comunicação falsa de crime. Ele simulou ter sido vítima de roubo, onde a carreta carregada com 37.500 quilos de soja teria sido roubada no dia 30 de março, tendo a suposta vítima sido liberada somente no dia 03 de abril.

Conforme o delegado Claudinei Lopes, essa atitude chamou a atenção dos investigadores, pois vítima de roubo de carreta costuma ficar no cativeiro em poder dos assaltantes, por, no máximo, 24 horas. Outras contradições foram apuradas e o motorista acabou confessando o esquema, levando os investigadores até um posto de combustíveis, na saída para Cuiabá (próximo ao antigo aeroporto). Lá foi encontrada a carreta que acabou indicando o local de descarregamento da carga desviada.

A carga foi localizada no dia 31 de março em uma fazenda do município de Alto Garças. A carga recuperada foi devolvida a empresa/vítima. O motorista confessou o esquema e disse que receberia R$ 4 mil. O mesmo valor foi pago ao comparsa Elias Olegário da Silva, 52, conhecido por “Parafuso”, preso e autuado em flagrante por policiais da delegacia de Alto Taquari em 02 de abril.

Com Elias foi apreendido um cheque de R$ 3,5 mil, preenchido e assinado por Valdenir Pereira Neves, 29, o “Brother”, agenciador que mantinha os primeiros contatos com os motoristas, intermediando os desvios e vendas das cargas apropriadas. Na conta de Valdenir foram constatados depósitos no total de R$ 200 mil. Ele teve a conta bloqueada e R$ 70 mil sequestrados pela justiça de Alto Taquari.

Elias Olegário da Silva é um dos motoristas e não agenciador, como divulgado anteriormente.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 201 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal