Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

24/12/2005 - O Povo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Vingança - Guerra entre clonadores de cartões

Por: Flávio Pinto


A tentativa de homicídio em foi vítima o estelionatário Nailton Carlos Moura, o ''Niltinho'', 29, levou a Polícia a constatar que bandidos clonadores de cartões estão em guerra. Desde a soltura do estelionatário Luís Mário Alves Bezerra - ocorrida em outubro passado -, o serviço de inteligência da Polícia Militar já constatou que dois integrantes do bando de Luís Mário foram executados e outros dois sofreram tentativa de homicídio.

O estelionatário foi solto por determinação do juiz da 4ª Vara do Júri, José Barreto de Carvalho Filho, que alegou na época ao O POVO que havia concedido a liberdade provisória de Luís Mário porque o processo em que estava sendo julgado já havia sido concluído e a lei o beneficiava a aguardar julgamento em liberdade. ''Além disso, o Ministério Público concordou com a liberdade'', disse o juiz na época.

As mortes, segundo investigações da inteligência da PM (cuja fonte O POVO, opta por não revelar, para que não haja retaliação), seriam por vingança. Quando ainda estava no presídio, Luís Mário teria jurado se vingar de pelo menos 15 comparsas que não teriam lhe ajudado durante o período em que esteve recolhido ao Instituto Presídio Professor Olavo Oliveira (IPPOO).

Niltinho teria sido o último estelionatário a ser vítima da quadrilha. Ele levou seis tiros quando saía do Shopping Iguatemi, na noite da última quinta-feira (22). Niltinho está em recuperação no Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro), sob escolta policial, numa enfermaria xadrez.

Entre os homicídios já atribuídos à quadrilha, depois da soltura de Luís Mário, está um praticado em Brasília e outro em Minas Gerais. De acordo com a inteligência da PM, Niltinho responde a vários processos na Justiça por estelionato, homicídios e uso de documento falso.

Além de Luís Mário, a inteligência da PM, já identificou como participantes do bando Adriano Marques de Paiva Lima, o ''Adriano Cocada''; Railton Teixeira Costa; Francisco Wellington de Sousa Vieira (irmão de André Panelada, apontado pela PM como um dos executores da quadrilha, mas que está preso em Caucaia); o policial civil Juscelino Lira Carvalho, e Cláudio Araújo Galvão, o ''Cláudio Marinheiro'' também conhecido por ''Pirão''. Este último foi preso há 15 dias, depois de ter tentado matar um dono de posto de combustíveis na cidade de Crateús, a 401 quilômetros de Fortaleza. Pirão foi preso com uma caminhoneta importada blindada avaliada em R$ 350 mil.

O POVO tentou ouvir o advogado Marcelo Brandão, responsável pela defesa de Luís Mário nos processos que ele responde na Justiça, mas seu aparelho celular estava desligado ou fora da área de serviço.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 3027 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal