Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

03/04/2009 - Diário de Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PJ intercepta rede que vende facturas falsas

Por: Clicínio Lima


Três detidos e 21 arguidos pela suspeita da prática de crimes de falsificação de documentos, fraude fiscal e associação criminosa são o resultado de uma investigação transnacional

0 montante de facturas falsas emitido por uma associação criminosa agora desmantelada chegou a atingir os cinco milhões de euros, anunciou ontem a Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC) da Polícia Judiciária (PJ). As empresas que as adquiriam usavam-nas para aumentar ficticiamente o volume de despesas perante a máquina fiscal, fazendo assim baixar o IRC. Entre emissores daqueles documentos falsos e receptadores, foram detidos três suspeitos, sendo 21 no total constituídos arguidos.

A associação criminosa actuava na zona da Grande Lisboa. Por cada factura falsa auferia 3 a 4 por cento sobre o seu valor. A distribuição era feita através dos "vendedores de facturas", uma nova profissão que, segundo fonte policial, está a crescer. A mesma fonte garante que também é cada vez maior o número de empresários que adquire facturas falsas para suportar despesas fictícias.

Para a emissão das facturas, os suspeitos socorriam-se de sociedades comerciais, quase sem actividade, que os próprios constituíam com recurso a testas de ferro. Por outro lado, usavam também a designação e elementos identificativos de diversas outras empresas, sem o conhecimento delas.

A UNCC actuou em conjunto com a unidade anti-fraude da Direcção-Geral das Contribuição e Impostos, tendo a investigação durado cerca de dois anos. Com a prática destes alegados crimes, os suspeitos provocaram "um prejuízo para o Estado superior a um milhão de euros", adiantou ontem a UNCC.

No combate à fraude tributária, fiscal e aduaneira, a Judiciária criou mais de duas dezenas de equipas mistas cujos resultados estão espelhados, por exemplo, na constituição de 206 arguidos, nove detenções e na realização de 321 buscas e apreensões, em 2008.

Ligada à emissão de facturas falsas está também "fraude carrossel" do IVA. Esta fraude implica a existência de várias empresas, algumas delas fantasma, que, supostamente, realizam transacções entre si. Uma delas, por praticar transmissões intracomunitárias de bens, não liquida IVA. No entanto, deduz o IVA ao Estado, suportado nas supostas aquisições de bens. A PJ, em 2008, interceptou valores de fraude ao IVA na ordem dos 11 milhões de euros.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 183 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal