Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

03/04/2009 - O Globo Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia prende mais 7 acusados de fazer 500 vítimas em golpe de emprego em SP


SÃO PAULO - A polícia prendeu no fim da tarde desta quinta-feira mais sete acusados de integrar uma quadrilha que enganou pelo menos 500 pessoas com golpe de emprego no centro de São Paulo. Foram presos cinco homens e duas mulheres.

Todas as vítimas estavam desempregadas e foram atraídas pela promessa de receber uma remuneração de R$ 600 a R$ 1.900. Os golpistas não exigiam experiência. Apenas que os candidatos vendessem um convênio médico em troca de uma vaga. O prejuízo é estimado em R$ 1 mil por trabalhador.

A empresa de fachada Meta Negócios LTDA. funcionava na Rua Xavier de Toledo, 316, no 11 andar, na região central de São Paulo. Outros 12 envolvidos no golpe - sete mulheres e cinco homens - já haviam sido presos. As vítimas eram atraídas por anúncios e panfletos com ofertas de empregos de supervisores de vendas, auxiliares de escritório, auxiliares de vendas e de vendedores.

Todos eram aprovados na primeira etapa. Porém, antes de ser contratado, era necessário passar pela última fase: vender um dos quatro cartões de fidelidade oferecidos pela empresa, que custam entre R$ 610 e R$ 1.200. Os produtos, em tese, dariam ao comprador descontos em exames laboratoriais, tratamentos ortodônticos, estético e implantes dentários.

O candidato tinha um prazo de apenas cinco horas para fazer a venda. Geralmente, para não perder a oportunidade do emprego, oferecia para algum parente ou amigo. Quando o candidato à vaga chegava com a venda feita, os selecionadores inventavam mais uma prova, e a pessoa era novamente reprovada.

- Eles induziam as pessoas a oferecer (os cartões) para parentes próximos. O candidato tinha que vender até as 14h e entregar o dinheiro para os criminosos, no máximo, às 19h - disse a delegada Elizabeth Galvão, do 3 DP (Santa Ifigênia), onde o caso foi registrado.

Depois de ser reprovado, o candidato ainda tinha mais uma chance de agarrar o "emprego": tentar uma nova venda dos cartões de desconto saúde. Muitos deles, apesar da falta de dinheiro, voltavam a apelar para a ajuda da família. Até que a venda fosse concluída, os golpistas seguravam a carteira de trabalho dos selecionados. E para que tudo parecesse sério, era feito até um contrato.

A quadrilha foi descoberta depois que 29 desempregados resolveram prestar queixa no 3 DP (Santa Ifigênia). A polícia procura outras vítimas, já que foram apreendidas carteiras de 500 trabalhadores no escritório da Xavier de Toledo.

A polícia acredita que dois dos presos, José Balbino de Souza Espindola, de 29 anos, e Alex Sandre Schildt da Silva, de 31, são proprietários do escritório de fachada. Os demais seriam funcionários deles. Todos foram autuados em flagrante e vão responder por formação de quadrilha e estelionato.

A polícia diz que o bando tem outros escritórios espalhados pela capital. Um deles foi identificado na Rua Braúlio Gomes. Já o cartão que era negociado pertence, segundo a polícia, a outros golpistas. Seria mantido pela empresa Hinfinit, cujos proprietários respondem a mais de 100 inquéritos relacionados ao golpe do emprego. O DIÁRIO procurou a Hinfinit, por telefone, mas o número está fora de serviço.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 476 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal