Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

01/04/2009 - TV Canal 13 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

TCE-PI detecta irregularidades nos hospitais. Existe fraude nos plantões


Durante o período de março a dezembro do ano passado, o Tribunal de Contas do Piauí realizou auditoria de natureza operacional nos hospitais e unidades mistas de saúde do município de Teresina.

Foram analisados o desempenho, a economicidade e eficiência dos serviços de saúde prestados à população. Durante a auditoria, os técnicos observaram critérios como planejamento, elaboração do orçamento, avaliação de resultados, estrutura física, humana, tecnológica e material.

De acordo com relatório final apresentado pelos auditores existe aspectos positivos e negativos constatados durante a auditoria.

A carência de médicos, especialmente pediatras, anestesistas, neurologistas e dermatologistas, está entre as principais dificuldades observadas.

Ainda com relação ao atendimento médico, a auditoria detectou que há problemas nas trocas de plantões e que alguns médicos permanecem muito tempo na sala de repouso, mesmo havendo pacientes à espera de socorro. Os baixos salários pagos aos profissionais de saúde são apontados como a causa do desinteresse desses profissionais em trabalhar para o município, justificando a carência de médicos, sobretudo em algumas especialidades.

Os auditores traçaram um cenário de ameaças e oportunidades para o bom desempenho dos hospitais municipais. Entre as ameaças estão a crescente demanda de pacientes do interior , bem como de outros Estados, sobrecarregando a estrutura; a defasagem na tabela do SUS, que paga baixos valores para consultas e exames; ausência de gerador de energia; e higienização precária em alguns hospitais, como o do Monte Castelo, Promorar e Matadouro.

O número insuficiente de cotas de consultas e exames para atender a demanda também foi relacionado como um fator de dificuldade para os pacientes da rede municipal de saúde.

Os aspectos positivos ressaltados no relatório são a observância da distância mínima entre os leitos hospitalares, centros cirúrgicos bem equipados, equipe técnica capacitada e comprometida e interligação com outros programas governamentais, como Programa Saúde da Família e Vacinação.

A existência de um local confortável para acomodar as mães cujos filhos estão internados no CIAMCA foi destacada como boa prática observada, assim também como a prática do Hospital do Dirceu Arcoverde de vender as embalagens vazias de soro fisiológico, o que gera recurso extra para o hospital e contribui para o desenvolvimento sustentável.

O relatório conclui com algumas sugestões a serem observadas pela gestão do sistema, que inclui a elaboração do Plano Municipal de Saúde, a instituição das Comissões de Ética Médica e de Controle de Infecção Hospitalar em cada unidade, o controle efetivo do cumprimento das escalas de plantão dos médicos, com a aplicação de sanções adequadas aos médicos faltosos ou que não cumprem suas jornadas, a contratação de maqueiros e de farmacêuticos para as farmácias dos hospitais.

O trabalho de auditoria foi feito ainda na gestão do ex-presidente, João Orlando Ribeiro Gonçalves, mas foi concluído só agora, na gestão do atual presidente, Firmino Filho, que já respondeu ao TCE, aprovando na íntegra o relatório da auditoria, e comprometendo-se a implementar todas as recomendações da equipe. Segundo relatórios elaborados pelos hospitais, algumas estão em fase de andamento e outras já foram implementadas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 244 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal