Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

01/04/2009 - Diário de Cuiabá Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpista cobrava por emprego irreal

Por: Adilson Rosa

8 pessoas foram na conversa do “agenciador de empregos”, que conseguiu “tomar” deles cerca de R$ 1 mil; Polícia não crê que dinheiro seja devolvido.

O vendedor Leônidas de Souza, de 40 anos, foi preso em flagrante na manhã de ontem, acusado de “vender” vagas no serviço público federal. Para viabilizar um “emprego público” ao interessado, ele exigia que o “candidato” lhe entregasse um envelope contendo fotocópias de documentos pessoais e R$ 137 em dinheiro.

Na semana passada ele aplicara esse golpe no Bairro Bela Vista, mas ontem se deu mal ao voltar ao local do crime, pois foi cercado pelas vítimas, que acionaram a Polícia Militar e o denunciaram como autor de um golpe. Até agora sabe-se que oito pessoas caíram no golpe do “agenciador de empregos”.

Depois de preso, ele foi levado à Delegacia do Complexo do Planalto, onde foi autuado em flagrante por crime de estelionato.

De acordo com o relato das vítimas, o golpista lhes dissera que não seria necessário se submeterem ao concurso público, uma vez que havia muitos desistentes, e quem lhe pagasse o valor exigido estaria habilitado a ocupar uma das vagas. Frente à possibilidade concreta de ocupar uma sinecura, as pessoas entregaram os documentos e o dinheiro ao golpista. Quem pagou, deveria ser contratado para trabalhar no Ibama e também na Universidade Federal de Mato Grosso.

O golpe foi aplicado na semana passada, após o golpista abordar uma vendedora de espetinhos. “Ele me disse que eu iria melhorar de vida. Era só entregar-lhe os documentos e pagar a taxa. É claro que não desconfiei de nada. A lábia dele é muito boa”, admitiu.

A partir do momento em que a vendedora de espetinhos foi convencida pelo golpista, ela própria acabou conseguindo a adesão de mais sete pessoas. Mas quando ele começou a exigir mais dinheiro, as pessoas desconfiaram. “A contratação seria a partir do dia 5, embora não tenha dito o local exato. Como não mudou a data, mas apenas pediu mais dinheiro, a gente desconfiou que tudo não passava de uma esperteza dele”, explicou.

Pelas contas das vítimas, só no Bairro Bela Vista o espertalhão arrecadou mais de R$ 1 mil entre os moradores da região. O dinheiro, no entanto, não foi localizado com o golpista e tudo indica que as vítimas ficarão no prejuízo. Policiais militares que participaram da prisão acreditam que outras pessoas também tenham caído na lábia do falsário. Com a prisão dele, mais vítimas poderão procurar a Polícia.

Um dos policiais lembrou que o ingresso no serviço público só ocorre por concurso ou através de exame seletivo, este em raríssimas situações. “As pessoas tem que ficar mais atentas porque o número de golpistas na praça é muito grande”, frisou.

Na Delegacia, o vendedor negou as acusações. Alegou que, ao chegar ao bairro Bela Vista, na manhã de ontem, foi ameaçado por várias pessoas. “Olha, alguém mostrou um facão para mim. Isso sim, é o que aconteceu. Não enganei ninguém”, garantiu. Ele se referia ao momento de tensão, quando foi cercado pelas vítimas – todas revoltadas com o golpe.

O vendedor acrescentou que sua atividade principal é desempenhar a função de cobrador, mas disse que também faz serviços gerais.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 209 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal