Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

09/11/2006 - Jornal da Paraíba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Paraibano é acusado de fraude contra o Detran

Por: Esdras Marchezan


A Polícia Civil de Alexandria, no Rio Grande do Norte, está investigando a atuação de um grupo de pessoas das cidades de Alexandria e Catolé do Rocha na Paraíba, num esquema irregular de emissão de Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Os documentos seriam emitidos regularmente na Circunscrição de Trânsito (Ciretran) em Alexandria, porém os candidatos não eram submetidos a todos os testes exigidos na legislação de trânsito.

Três pessoas foram identificadas até o momento como envolvidas no esquema e um deles, o proprietário da Auto-Escola Nossa Senhora dos Remédios, em Catolé do Rocha, Glauco de Sousa Maia, está foragido desde que sua prisão preventiva foi decretada pela comarca de Alexandria. Os outros dois homens apontados na investigação – Gildenir Figueiredo da Silva, funcionário da auto-escola, e José Augusto de Nobre Lima, ‘Dedé de Alexandria’ despachante – foram presos na semana passada e liberados em seguida por decisão judicial. Neste esquema, mais de 20 documentos teriam sido emitidos junto ao Detran/RN.

O delegado de polícia de Alexandria, Olavo Filho, explicou que a investigação começou há mais de um mês após a polícia tomar conhecimento de que alunos de uma auto-escola de Catolé do Rocha estariam sendo levados para Alexandria para obter as carteiras de habilitação sem serem submetidos a todos os testes exigidos por lei. A irregularidade acontecia com o intermédio do despachante José Augusto. “Os documentos são quentes (legais), mas a irregularidade está no processo como eles eram conseguidos. Por que esses alunos da auto-escola não tiravam a carteira no Estado da Paraíba? Preferiam se dirigir até Alexandria para fazer este processo. Isso é estranho”, frisa.

Para o delegado, o despachante da Ciretran em Alexandria receberia alguma coisa em troca do proprietário da auto-escola. Ele suspeita que há mais pessoas envolvidas no esquema e reforça que, pelos elementos inseridos nos autos, há provas suficientes para indiciar os três homens por crimes como estelionato, falsidade ideológica e formação de quadrilha. As investigações também estão concentradas na atuação do grupo na Ciretran em Pau dos Ferros/RN.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 675 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal