Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

30/03/2009 - Extra Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Partido expulsa deputado citado em relatório de investigação sobre a Ciretran de Cachoeiras de Macacu

Por: Marco Antônio Martins e Marcos Nunes


RIO - A suspeita de envolvimento do deputado Marcos Abrahão em fraudes descobertas pela Corregedoria do Detran na Ciretran de Rio Bonito não é um fato isolado. Em outra ação da Corregedoria, agora no posto de Cachoeiras de Macacu, o parlamentar é citado em irregularidades como falsificação de documentos, inserção de dados falsos no Detran e até indícios de favorecimento eleitoral.

O Partido Social Liberal (PSL) enviou ao Tribunal Regional Eleitoral um documento comunicando que Marcos Abrahão foi desligado do partido. O documento, datado de 26 de março, é assinado pelo presidente da executiva regional do PSL, Antônio Manoel de Souza.

Diz o documento que o deputado foi "devidamente notificado da decisão deste diretório em 06/03/2009". Os dirigentes do partido não ligam o desligamento de Abrahão às investigações do Detran. Em fevereiro, o Ministério Público estadual e a Assembléia Legislativa já haviam recebido o relatório da Corregedoria do Detran.

As irregularidades em Cachoeiras de Macacu foram descobertas em 2007. Uma operação da Corregedoria revelou que 33 veículos foram emplacados e tiveram os documentos emitidos, sem vistoria. Motoristas pagariam propinas a funcionários, que variam de R$ 150 a R$ 250. Relatório do delegado Fabiano Gama informa que eleitores do parlamentar não deveriam ter os veículos reprovados na vistoria. O delegado indiciou seis pessoas: "Os indiciados transformaram o posto num balcão de negócios", escreveu no relatório. Testemunhas apontaram Abrahão como o responsável pela indicação de Dario Busquet, chefe da Ciretran na época.

Procurado pelo Extra, o deputado não foi encontrado. Às 17h45m, os repórteres ligaram para o celular dele. Um homem atendeu e disse ser filho de Abrahão. Ele pediu que ligasse às 20h. No horário indicado, ninguém atendeu.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 265 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal