Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

30/03/2009 - Gazeta Brazilian News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Perigo na web


A internet, assim como a vida real, está cheia de perigos, é preciso cuidado por onde se anda e desconfiar de estranhos. O perigo é ainda maior na web social, onde as pessoas tendem a baixar à guarda em nome de “amizade” .

Você se orgulha de ter centenas de amigos cadastrados no Orkut (orkut.com) e de ir a todos os orkontros de sua comunidade? Até já teve relacionamentos iniciados na Web? Revela informações íntimas ou dados importantes para seus “amigos” virtuais? Cuidado, você pode estar se expondo demais, correndo riscos desnecessários.

Cuidado com as informações
Segundo o especialista em segurança da Symantec, Lúcio Costa de Almeida, “o usuário de sites de relacionamento deve evitar colocar quaisquer informações que possibilitem pessoas alheias a seu relacionamento o identificarem na internet. Informações como: telefone; endereço; local onde trabalha; fotos de locais com objetos pessoais ou que demonstre suas posses, como carros, casa ou mesmo seus cômodos, devem ser evitadas´.

A proteção em sites de relacionamento varia em cada página, não há como ter um padrão de segurança, pois os mecanismos de configuração são muitos e diferentes. “O melhor é evitar fornecer as informações pessoais. Caso realmente haja necessidade de informar estes dados, a recomendação é restringir ao máximo o acesso de pessoas comuns a estas informações, usando os mecanismos oferecidos pelo serviço de relacionamento”, disse.

Amigos desconhecidos
E para quem insiste em ser incluído na sua relação de amigos do Orkut? “A melhor abordagem é aguardar um pouco antes de aceitar este novo indivíduo dentro de seus relacionamentos. Tente verificar quem o indicou e somente após a confirmação de que este não foi indicado, opte por recusar quaisquer solicitações feitas”, alertou o especialista da Symantec.

Atenção com visitantes
Outra coisa que o especialista em segurança indica é que o internauta evite os vínculos desconhecidos. O vínculo desconhecido é a opção do Orkut que faz você ver quem entrou no seu perfil, mas deixa que outros saibam que esteve no perfil deles. “A única recomendação válida é a de evitar navegar por vínculos que não tenham afinidades com o perfil do usuário”.

Nada de encontros
É verdade que existem casos que acabaram em casamento. Porém, muitos outros terminaram mal; exemplos não faltam, até de seqüestros e assassinatos que foram planejados por quem usa a web para fins criminosos. “Marcar encontros com pessoas desconhecidas pela internet é uma atividade de alto risco. Principalmente porque não existe garantia de que a pessoa com quem o encontro foi marcado é o que diz ser. A internet permite que cada um crie uma identidade e essa pode não condizer com a identidade real deste indivíduo. Nesse ponto, temos sérios problemas que podem afetar a segurança pessoal de cada um”, afirmou Almeida.

Caso recente
Há duas semanas, o brasileiro Marcelo Alves foi preso sob a acusação de estupro de uma jovem de 20 anos, no condado de Orange County que teria conhecido pela internet.

Com olhos e cabelo escuro, Alves apresentou-se, segundo as investigações, com um nome diferente, e disse à sua vítima, pela internet, que seria loiro de olhos azuis, chegando a enviar fotos de outra pessoa para a jovem. A conversa entre os dois, pela internet, durou duas semanas, e Alves convidou a jovem para jantar em sua casa, segundo a polícia.

O encontro com a jovem foi marcado em uma casa vazia, um imóvel avaliado em $3,5 milhões. Quando a vítima chegou ao local, um homem usando máscara e armado com uma faca, a atacou e a estuprou. Segundo a polícia, ele teria ameaçado atacar a família da jovem, caso ela apresentasse queixa. Ele manteve a jovem na casa durante 30 minutos.

Outros riscos
Fora isso, há sempre o risco de golpes via email, sites de relacionamento e mesmo páginas falsas. O especialista acredita que é uma tendência até aumentarem. “Acredito que essa seja uma tendência para as novas ameaças. Hoje, com o grande número de informações disponíveis, já é possível abordar indivíduos apenas com as informações existentes na internet. Dessa forma, antigas práticas são atualizadas para que também possam ser usadas em conjunto com as informações obtidas através da internet”.

Sem padrão
E o pior de tudo: não há um comportamento padrão que indique que você está se aproximando de um golpista. “A pessoa pode se passar por amigo(a) durante muito tempo e aos poucos obter informações através da técnica de Engenharia Social. Desta forma o melhor é sempre filtrar seus relacionamentos”.

Internet: terra sem lei?
Mas aí fica a dúvida: será que não há lugar seguro na web? “Infelizmente não podemos afirmar que haja um site de relacionamento seguro. Pessoas podem mudar de atitude a qualquer momento. Com isso, podem também fazer uso de suas informações pessoais quando quiserem”, alertou Almeida.

Do outro lado existem pessoas
Então é hora de sair correndo e não mais acessar páginas de relacionamento? O especialista acredita que não. “O problema não é o site de relacionamento e sim, as pessoas que o acessam”. Então é ficar de olho e sempre pesquisar muito sobre quem está querendo se tornar seu amigo virtual. As regras são as mesmas que para o mundo ´real´, desconfie de estranhos que aparecem do nada, saiba por onde você anda e não se exponha mais que o necessário.

Cuidados especiais com o relacionamento Online:
Levante o máximo de informações que você puder logo no princípio.
Com muito charme, faça as mais diversas perguntas desde o primeiro contato, e procure anotar todas as respostas. Isso permitirá que futuramente você volte a fazê-las. Caso haja contradições, desconfie.

Comece por um questionário básico: nome, apelido, idade, cidade onde nasceu, cidade e bairro em que mora, profissão, empresa em que trabalha e por que procura alguém via internet. Essas perguntas te ajudarão a descobrir quem essa pessoa realmente é. Suspeite de pessoas que vacilam ou negam responder perguntas de identificação pessoal.

O próximo passo é descobrir um pouco sobre o estilo de vida dessa pessoa. Pergunte preferências pessoais como cores e alimentos. Saiba a escola em que estudou, se tem animais de estimação, esporte preferido, estilo musical, filmes que marcaram sua vida, pergunte qual seu "livro de cabeceira" etc. Essas perguntas ajudam a identificar afinidades, além de serem ótimas para a checagem dos dados, posteriormente.

Os relacionamentos na rede devem ser agradáveis e saudáveis, por isso não use termos baixos e nem troque e-mails com mensagens muito íntimas. Se você se sentir ofendido em alguma mensagem que receber, denuncie ao administrador do site.

Conhecendo a aparência física.
Exagerar ou enganar online é muito fácil. Por isso, é necessário que se tenha muita cautela em relação às intenções, ao estado civil e aparência do pretendente. Aproveite o papo e, com muita graça, faça inúmeras perguntas sobre as características físicas do pretendente antes de pedir as fotos - cor de cabelo, pele e olhos, tipo físico, cicatrizes e sinais, peso, altura, uso de óculos, brincos ou piercings etc. - e não esqueça de anotar as respostas. Peça uma foto nítida e recente. Se a pessoa se recusar a mandar, isso é um sinal de perigo. Se a pessoa aceitar mandar a foto, mas sempre vier com desculpas, isso é porque ela tem algo a esconder. Procure comparar a foto com as descrições passadas anteriormente. Caso haja discrepância, parta para outra.

Fale ao telefone e continue a conhecer seu correspondente.
Confiança leva tempo para ser conquistada. Dê seu telefone e nome verdadeiro apenas quando se sentir completamente confortável com seu pretendente. Espere que ele aja da mesma forma.

Peça o telefone residencial. Celulares e telefones de empresas não são 100% confiáveis mas são um começo.

Uma ligação telefônica também pode revelar muito sobre uma pessoa, principalmente sobre suas habilidades sociais. Gírias, erros e vícios de linguagem podem dar boas pistas. Nessa fase, use todo o seu charme para procurar saber mais sobre os hábitos da pessoa, sempre anotando todas as perguntas e respostas. Pergunte sobre hobbies, locais, lojas, perfumes e pratos preferidos, nomes de amigos e familiares etc.

Depois de algumas ligações, se você ainda se sentir insegura ou desconfiar que o interlocutor não é sincero, comece os testes. Com seu arquivo pessoal organizado desde o primeiro contato em punho, comece a fazer perguntas sutis e cheque as respostas. Caso a pessoa caia em contradição, saia dessa enquanto há tempo!

Não tenha pressa.
Conhecer alguém online e marcar um encontro logo pode ser perigoso. Dê um tempo para se conhecerem melhor e saber melhor quem a pessoa é. Se o pretendente te pressionar para marcar logo o encontro, isso é um sinal de perigo. Se você achar que já é o momento, tente agendar o encontro com regras estabelecidas e deixe claro que se preocupa com a sua segurança. Não há vergonha em ser cauteloso e temer por sua integridade. Espere o mesmo da outra pessoa.

Antes do encontro:
1. Sempre pergunte nome completo, endereço e telefone e cheque estes dados.
2. Procure verificar onde a pessoa trabalha ou estuda. Deixe claro que quanto mais souber sobre ela, mais a vontade vai estar neste encontro e maiores as chances de que se torne um momento agradável, que é o objetivo de ambos afinal.

No primeiro encontro:
1. Sempre conte a alguém onde você está indo e quando voltará. Deixe com essa pessoa nome e telefone da pessoa com quem você vai se encontrar. Se o pretendente te pedir para manter o encontro em segredo, isso é um grande sinal de perigo.
2. Sempre marque encontro em um lugar público e, se possível, que você freqüente e conheça pessoas. Fique perto de algum grupo e em lugar iluminado. Se puder, leve um(a) amigo(a) com você.
3. Encontrem-se no local e não dependa da pessoa para voltar para casa. Assim, você poderá sair a hora que quiser, principalmente em situações de perigo.
4. Leia o arquivo pessoal antes do encontro e preste muita atenção na conversa. Se você achar que a pessoa está mentindo tome cuidado redobrado.
5. Por mais simpática e agradável que a pessoa seja, nunca a leve para casa após o primeiro encontro. Lembre-se sempre que trata-se de um estranho. Nos próximos encontros, use o bom senso.
6. Seja esperto e esteja seguro nas suas iniciativas.
7. Saiba em quem você está apostando. Informação é a chave do sucesso.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 207 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal