Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/03/2009 - Diário do Nordeste Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Mulheres presas ao tentar aplicar golpes no comércio


Duas mulheres foram presas por inspetores da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) quando tentavam fazer compras no Centro de Fortaleza com documentos falsos. No momento da prisão, Ira Maria Martins, 38; e Maria Eliane Alexandre de Sousa, 39, estavam com carteiras de identidades falsas, cartões bancários, seis aparelhos celulares, além de extratos bancários e comprovantes de renda.

As duas mulheres foram autuadas em flagrante por tentativa de estelionato, falsificação de documento público e particular e falsidade ideológica.

De acordo com o delegado Jaime Paula Pessoa Linhares, titular da DDF, há algumas semanas as duas mulheres estavam sendo investigadas após denúncias de comerciantes. Na tarde da última quinta-feira os policiais obtiveram a informação de que estavam tentando efetuar compras em uma loja na Praça do Ferreira. Ao chegar ao local efetuaram a prisão.

Linhares acredita que as acusadas estavam se preparando para aplicar um golpe maior no comércio. Segundo o delegado, além das RGs falsas, foram encontrados comprovantes de rendimento e declarações de imposto de renda.

Com as acusadas foram encontrados também recibos de cartões de vários estabelecimentos onde as mesmas efetuaram compras, como lojas de confecções e salões de beleza. As acusadas disseram na delegacia que haviam comprado os documentos falsificados pela quantia de R$ 500,00.

Preparação

Causou estranheza ao titular da DDF, a facilidade com que as cédulas de identidades foram adquiridas pelas acusadas. “Vamos averiguar como essas pessoas tiveram acesso a esse material (cédulas)”, ressaltou.

Os telefones celulares encontrados em poder das acusadas, serviam, segundo o delegado Jaime Linhares, para que elas pudessem confirmar os dados informados às lojas.

Além de nomes falsos, as duas mulheres também passaram por uma transformação visual, com mudanças na cor e tamanho dos cabelos, segundo as investigações da DDF. Para Linhares, as mudanças físicas fazem parte da preparação dos acusadas para aplicação das golpes. “Elas estavam há, pelo menos, um mês se preparando, antes de começar a atuar de forma intensa”, disse.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 170 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal