Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

27/03/2009 - Portal Amazônia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF desmonta esquema de falsificação de documentos em Manaus

Por: Raphael Cortezão


MANAUS – A Polícia Federal no Amazonas apreendeu, ontem (26), em Manaus, dezenas de documentos falsos, cinco discos rígidos de computador (HDs) e CDs com os arquivos utilizados nas falsificações de certificados escolares e de formação de vigilantes. Segundo a PF, mais de 60 pessoas já foram indiciadas por falsidade ideológica, desde junho de 2008.

Dois mandados de busca e apreensão foram cumpridos, ontem, em uma lan-house, no bairro Nossa Senhora das Graças, zona Centro-Sul, e em uma residência, no bairro Redenção, zona Centro-Oeste. A ação faz parte da operação Scriptorium, que investiga um esquema de falsificação de documentos desde junho do ano passado.

Nos locais, a PF apreendeu vários documentos falsificados, além dos arquivos digitalizados de carimbos e assinaturas que eram impressos em impressora jato de tinta comum. Os responsáveis pelo material foram indiciados e vão responder ao processo em liberdade.

De acordo com o delegado da Delegacia de Controle de Segurança Privada (Delesp), Marcelo Dias, as fraudes foram identificadas na documentação apresentada por vigilantes que passam por cursos de habilitação ou reciclagem em vigilância.

- Nós percebemos que vários certificados de escolaridade e de curso de vigilante entregues na Polícia Federal eram visivelmente falsificados, alguns de forma grosseira, e passamos a indiciar essas pessoas. Por meio delas, chegamos aos que confeccionam esses certificados falsos – explicou Dias.

Mais ações

O delegado informou ainda que não há estimativas de quantas pessoas estão envolvidas na prática ilegal, e por isso, as ações da operação Scriptorium devem continuar. Segundo ele, a qualquer momento novos mandados de busca e apreensão podem ser expedidos.

O nome da operação, de acordo com a PF, foi inspirado no trabalho dos monges copistas da Idade Média. Scriptorium era o nome do setor onde os monges reproduziam obras literárias e documentos históricos. Quanto melhor a qualidade da cópia, mais famoso era o scriptorium.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 185 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal