Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

06/11/2006 - Valor Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Cartão de crédito sem contato chega à América Latina

Por: Altamiro Silva Júnior


MONTERREY - Os cartões de crédito que permitem transações sem contato chegaram à América Latina na semana passada, depois de vários testes nos Estados Unidos e na Ásia

As operações começaram pelo México, com cartões da bandeira MasterCard.

O Brasil deve ser o próximo da região a receber esses plásticos, que permitem transações em menos de um segundo, sem senhas ou assinaturas.

Os primeiros testes da MasterCard com os cartões sem contato - chamados pela bandeira de Pay Pass - começaram em 2003 em Orlando e Dallas, nos Estados Unidos.

Em 2005, chegaram ao Japão e Canadá e em seguida a outros países, como Reino Unido, China, Turquia e até no Líbano.

A bandeira tem 10 milhões destes cartões no mundo, número ainda pequeno perto dos seus 818 milhões de cartões.

Os plásticos sem contato são aceitos em 32 mil estabelecimentos, em sua maioria lojas de comida rápida (como o McDonald ? s) e de conveniência, além de farmácias, cinemas e comércios dentro de estádios.

Para quem freqüenta estádios, aliás, a MasterCard inventou uma pulseira que funciona como cartão de crédito.

Dentro dela, há o chip que permite a transação sem contato.

A pulseira está sendo testada em 20 estádios americanos.

No México, os cartões sem contato começaram a ser aceitos no último dia 1º, em 22 lojas da rede McDonald ? s da cidade de Monterrey, no norte do país.

Os plásticos serão emitidos pelo Banamex, maior emissor de cartões MasterCard no México, que prevê inicialmente lançar 10 mil cartões sem contato na cidade.

" O objetivo é aumentar o número de transações de baixo valor com cartão, que hoje são feitas em dinheiro " , diz Antonio Perdomo Esquivel, diretor de cartões do banco.

Ele acredita que, no médio prazo, as transações em torno de US$ 15 podem crescer em 30%.

No McDonald ? s, as transações com cartões subiram entre 12% a 18% nos Estados Unidos, conta Victor Carpizo, diretor de produtos da rede no México.

Segundo o executivo do Banamex, a partir de 2007, a rede de aceitação dos cartões sem contato será ampliada para outros locais do México e outros tipos de comércio.

Para iniciar as operações, as negociações entre o banco, a MasterCard e o McDonald ? s levaram seis meses.

O Banamex, segundo Perdomo, arcou com os custos.

Para o Brasil, Ricardo León, vice-presidente do novas operações da MasterCard, disse ao Valor, que a tecnologia está sendo apresentada para os bancos e redes de comércio.

Já Luis Palacios, da CPI Card Group, um dos maiores fabricantes de cartões dos Estados Unidos, e que forneceu os plásticos para o Banamex, diz que sua empresa conversa com quatro bancos locais para oferecer os cartões sem contato.

Na entrevista coletiva para o lançamento dos cartões, realizada em uma loja do McDonald ? s de Monterrey, a principal preocupação dos jornalistas foi sobre as fraudes com o cartão, já que ele permite transações sem assinatura ou senhas.

Segundo German Gudiño, diretor de marketing da MasterCard no México, são 10 milhões de cartões já emitidos e nenhuma notificação de fraude até agora.

Somente as transações abaixo de US$ 25 é que não precisam de senha ou a assinatura do portador.

Acima deste valor, é necessário.

Em média, as transações têm ficado em US$ 20.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 381 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal