Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

24/03/2009 - Midiamax Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Caso Agehab: delegada prevê ao menos 50 envolvidos no golpe

Por: Jacqueline Lopes, Celso Bejarano Júnior e Valdelice Bonifáci


A delegada titular da Dedfaz (Delegacia de Repressão a Crimes Fazendários), Rosely Aparecida Molina, que conduzia desde o mês de janeiro investigação sobre suposta comercialização de casas da Agehab (Agência Estadual de Habitação) já retomou o trabalho. Há pelo menos 50 pessoas envolvidas no caso, entre vítimas e suspeitos, e o inquérito já reúne 300 páginas.

A delegada havia sido afastada do caso desde a semana passada porque o suposto chefe do esquema, Ademar Pereira Mariano, disse para agentes da PRF (Polícia Rodoviária Federal) quando foi preso no dia 15 de março por dirigir com CNH falsa na BR-262 que a delegada havia recebido dinheiro para facilitar a comercialização ilegal. A delegada, que desde o começo do ano já investiga a venda ilegal de casas do governo estadual. prefere não aprofundar no assunto e prepara defesa e o advogado dela deverá se pronunciar sobre o caso.

O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Vantuir Jacini, disse ontem que a delegada tem a missão de retomar as investigações. Ela já ouviu vítimas da quadrilha que, segundo apurado até agora, teria aplicado um golpe de cerca de R$ 700 mil.

Em conversa rápida com o Midiamax a delegada disse que não há prazo para o relatório policial ficar pronto e que não poderá dar entrevistas e detalhes sobre o caso. A medida é uma exigência da DGPC (Diretoria Geral da Polícia Civil).

Ademar Mariano, preso no dia 15 de março na BR-262 e desde o dia 17 está na delegacia de Terenos. Ele teria dito, ainda segundo a polícia que a trama da venda de casas populares teria sido obra do deputado federal Vander Loubet (PT) para prejudicar as intenções políticas do senador Delcídio do Amaral, também petista, mas adversário político do ex-governador, Zeca do PT o qual o deputado é ligado. Delcídio e Zeca devem disputar a direção do PT regional.

As casas seriam oferecidas por Mariano para filiados petistas. Ainda conforme a polícia, ele dizia ao favorecido que era o senador que facilitaria a entrega do imóvel. A delegada investiga o caso.

Cobrava-se um tanto pelo “benefício”. O golpista calcula ter arrecadado R$ 100 mil com a fraude, posta em prática desde o ano passado.

O deputado federal chamou o caso de “fantasioso”. O governador André Pucinelli (PMDB) também considera o caso uma estória que acabou tendo repercussão durante a semana.

A Corregedoria da Polícia Civil segue com as investigações sobre policiais citados pelo suposto estelionatário. Kátia Medeiros, escrivã, que prestava serviços na Sejusp também foi citada por Mariano como envolvida no suposto esquema. Agora, sob investigação, a servidora trabalha na DGPC (Diretoria Geral da Polícia Civil). O secretário disse que Kátia está gestante, de licença médica e, pelo menos por enquanto, ficará afastada do trabalho. A reportagem buscou contato na delegacia de Terenos e a informação é de que o suspeito continua preso em cela comum.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 275 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal