Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

24/03/2009 - Tudo Agora / Info Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Criminosos virtuais conseguem mais de 170 mil dólares através do Google e Yahoo!

Por: Bruno Ferrari

Palavras com erro de digitação, como “obamma” e “liscense”, eram compradas no Google Adword.

O adware, aparentemente inofensivo para o funcionamento do computador, é uma forma que algumas empresas de índole questionável encontraram para ganhar dinheiro na web tempos atrás. Os usuários eram forçados a clicar em anúncios pagos e essas companhias faturavam um a mais. A empresa de segurança Finjan mapeou alguns criminosos usando o mesmo principio para ganhar dinheiro de forma ilegal na internet.

Basicamente, os criminosos criavam sites fakes de antivírus e inseriam códigos em bancos de dados para que ferramentas de buscas enviassem os internautas para as páginas falsas. Por meio de técnicas de SEO, os criminosos melhoravam a eficiência do golpe. Palavras com erro de digitação, como “obamma” e “liscense”, eram compradas no Google Adword, o que induzia os desavisados a clicarem em banners com pagamento por clique.

De acordo com a Finjam, a tática deu certo e os mecanismos de buscas mais utilizados exibiram durante dias anúncios falsos de antivírus em suas páginas. As páginas receberam 1,8 milhão de usuários durante os 16 dias em que a empresa de segurança mapeou o golpe. Foram arrecadados um total de 172 mil dólares, o equivalente a 10,8 mil dólares por dia.

Segundo Yuval Ben-Itzhak, CTO da Finjan, os cibercriminosos estão criando técnicas cada vez mais sofisticadas, como roubo de dados de clientes para chantagear as empresas, e a venda de software desonestos na web.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 173 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal