Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

24/03/2009 - Só Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpes de estelionato em Sinop reacendem alerta entre autoridades

Por: Leandro J. Nascimento


Um morador de Sinop teve prejuízo de R$ 4 mil, após ser vítima de estelionatário. Ele justifica que ainda no último dia 3 de fevereiro abasteceu seu carro em um posto no bairro São Cristóvão, pagando R$ 92,40 em cheque. Pouco tempo depois, descobriu que o valor havia sido alterado para R$ 4 mil. A quantia foi depositada em uma conta de Cuiabá. Anexo ao boletim de ocorrência confeccionado pela Polícia Civil, foi anexada a folha de cheque adulterada. Não é a primeira ocorrência desta natureza registrada em Sinop.

No início do mês, um empresário sinopense procurou a Polícia Civil. Trabalhador do segmento de postos de combustíveis, ele argumentou ter repassado a um cliente troco no valor de R$200, em cheque. Entretanto, pouco tempo depois, percebeu que o valor havia sido alterado para R$15 mil. Cópias do cheque original e alterado também foram entregues às autoridades.

Situações como esta reacendem o alerta emitido pela polícia. Entre as orientações, durante o preenchimento de cheques, é procurar escrever tanto números quanto a grafia, de maneira a impossibilitar fraudes. Isto é, com os caracterers próximos uns aos outros.

Outros golpes também foram denunciados em Sinop. Em janeiro, representantes de uma empresa o procuraram a delegacia informando que receberam cobrança pela contratação de serviço que não foi contratado nem feito. Os R$ 497 deveriam ser repassados a uma empresa de São Paulo, de lista telefônica.

As circunstâncias descritas assemelham-se a outras já declaradas por pessoas que denunciaram o golpe da mesma "empresa". Empresários recebem uma ligação pedindo para que confirmem dados ao serviço de lista telefônica. Pouco tempo depois, recebem a cobrança pela suposta estelionatária.

Segundo a polícia, empresários devem suspeitar de cobranças indevidas e não pagarem boletos, mesmo sob ameaça de serem inclusos no Serasa, SPC, por exemplo.

A Polícia Civil de Sinop deve apurar a constitucionalidade da suposta empresa de São Paulo, por meio do CNPJ. Averiguam também acionar a polícia paulista para intervir no caso.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 155 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal