Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

23/03/2009 - Midiamax Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Setor imobiliário alerta sobre vendas irregulares de lotes


Foi desmantelado na última quarta-feira (18) um esquema de venda irregular de lotes em Campo Grande. Os estelionatários fingiam ser proprietários de uma área na Vila Marly e ofereciam lotes por preços entre R$ 4 mil e R$ 6 mil.

A área, que tem mais de 19 mil metros quadrados, situada no cruzamento das Ruas Marluce e Lindóia, foi comprada em outubro do ano passado. O proprietário mandou seu topógrafo fazer a conferência da medição do terreno em uma sexta-feira e na quinta-feira da outra semana se deparou com uma rua recém-aberta e pessoas comercializando os lotes.

Com um esboço de desmembramento, feito a mão, os estelionatários ofereceram lotes em um raio de um quilômetro da área, por preços de R$ 4 mil, R$ 5 mil e R$ 6 mil, dependendo do posicionamento. Exigiam sinal de R$ 1 mil e ofereciam descontos para quem pagasse a vista.

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis – Seccional Mato Grosso do Sul - recebeu a denúncia, esteve no local, prisões foram feitas e agora, fica o alerta.

Diante dessa situação, a entidade faz um alerta. “O CRECI/MS dispõe de consultas sobre os corretores de imóveis e só quem tem registro no Conselho pode atuar”, avisa. Além disso, é preciso saber sobre a situação do imóvel e exigir o RI (Registro Imobiliário), garantia de regularidade do empreendimento, diz o presidente do CRECI/MS, Eduardo Francisco Castro.

Após denúncia do proprietário da área, o secretário executivo do CRECI/MS, Carlos Eduardo Scarcelli, e o Coordenador de Fiscalização, Marcos Paulo Todesquini, foram ao local onde encontraram pessoas vendendo lotes sem serem corretores de imóveis, o que caracteriza exercício ilegal da profissão.

Policiais militares também estiveram no local. Duas pessoas foram presas. Foi feito boletim de ocorrência e os suspeitos devem responder pelos crimes de estelionato, invasão de área privada, além do exercício ilegal da profissão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 172 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal