Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

18/03/2009 - Diário do Pará Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Quadrilha de golpes do ICMS é capturada


A equipe da Superintendência Regional do Salgado conseguiu desbaratar uma quadrilha de estelionatários do Piauí e Maranhão que tinha como alvo principal caminhoneiros de transporte de cargas de dentro e fora do Pará. Eles vinham aplicando, com frequência, o “golpe do ICMS” (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviço). Três integrantes foram presos: Francisco de Assis de Lima Farias, 31, de Imperatriz (MA), que foi preso durante o flagrante em Castanhal; Luiz Carlos da Silva Santos, 45, de Itinga (MA), preso em Ananindeua, e Paulo Roberto Barroso, 38, autuado em Mãe do Rio. Roberto foi apontado como o chefe da quadrilha.

Na tarde da última segunda-feira (16), eles tentaram aplicar mais um “golpe do ICMS” contra um caminhoneiro de Erexim, Rio Grande do Sul, que não quis ser identificado. O caminhoneiro disse que a quadrilha se preocupa com detalhes e conhece melhor do que qualquer caminhoneiro a profissão e o comércio de transporte de cargas.

“Primeiro, eles te oferecem uma carga, um destino qualquer. Confirmam todos os dados junto ao motorista e até indicam um guia. No final, vem o golpe. Eles te pedem o adiantamento do ICMS e como você está agoniado para voltar para casa, acaba fechando o acordo”, relatou o caminhoneiro.

Neste caso, o caminhoneiro adiantou R$ 861,00 referentes ao ICMS do transporte da carga e descobriu que se tratava de um golpe pouco tempo depois. Ele contou com a ajuda de populares para prender o estelionatário.

“A guia estava comigo no caminhão para irmos apanhar a carga e ele (Francisco) passou a me enrolar. Pediu para que eu parasse próximo a um posto e quando ele percebeu que eu havia descoberto o golpe, ele pulou do caminhão. Não perdi tempo e saí correndo atrás dele. Consegui alcançá-lo e já cheguei ‘atropelando’. Passamos a brigar na rua, até que populares me ajudaram a prender esse bandido”, contou a vítima. A prisão do primeiro acusado ocorreu próximo ao posto Pombal, em Castanhal. Foi a partir da prisão de Francisco que o delegado da Polícia Civil Samuelson Igaki e o capitão Pontes, da Polícia Militar, chegaram aos outros dois acusados.

Toda a operação foi coordenada pelo superintendente Alberto Teixeira e teve o apoio do delegado de Mãe do Rio, José Ricardo Batista de Oliveira.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 214 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal