Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

17/03/2009 - Midiamax Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Marun não acredita em complô político:'é mais um estelionato'

Por: João Prestes


O secretário estadual de Habitação, Carlos Marun, confirmou que foi procurado no fim do ano passado, não lembra precisamente se em novembro ou dezembro, pelo senador Delcídio do Amaral (PT), dando-lhe ciência de que seu nome estaria sendo usado indevidamente em um suposto esquema de venda de casas populares.

Marun disse que já havia uma investigação em curso sobre a venda de casas da Agehab, mas até então não tinha conhecimento de que o nome do senador era usado pelos estelionatários. “Chegavam notícias de que casas estavam sendo negociadas”. A investigação apontava para Ademar Pereira Mariano como operador do esquema. Ele acabou preso na sexta-feira (13), com documentos falsos, pela PRF.

Em depoimento na polícia, Mariano revelou que tudo não passava de um esquema para prejudicar o senador Delcídio na eleição interna do partido, que acontece em novembro, e disse que o deputado federal Vander Loubet (PT) estaria por trás do caso. Vander nega.

Marun disse que teve acesso a alguns contratos vendidos por Mariano e viu se tratar de falsificação grosseira. “Alguns têm até o logotipo errado”. Com base nessa impressão, o secretário disse estar certo que não há envolvimento de nenhum servidor da Sehab (Secretaria Estadual de Habitação) no esquema.

O secretário também não acredita se tratar de complô político, como diz Mariano. “Não passa de mais um estelionato, como outros tantos que vez por outra são descobertos”.

A Sehab atua quase sempre em parceria com os municípios, que são encarregados de cadastrar as pessoas a serem contempladas com as casas. Apenas em alguns projetos, em Campo Grande, em convênio direto com a Caixa Econômica Federal, a inscrição é feita pela própria Secretaria.

Desde o início de 2007, segundo Marun, já foram entregues, estão em obras ou contratadas a construção de 24 mil casas populares.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 203 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal