Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

13/03/2009 - Jornal Coletivo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Trio preso com cheque falso na boca do caixa

Por: Ludmila Mendonça

Tentativa de estelionato ocorreu em um supermercado do Lago Norte, onde o fiscal percebeu e chamou a PM.

Três homens foram presos, ontem à noite, tentando passar um cheque falso em um supermercado localizado na Shin EPPN, canteiro central, Conjunto 6, do Lago Norte. De acordo com a polícia, o bando já praticou inúmeros estelionatos em Brasília e costumava agir do mesmo modo com frequência.
A polícia identificou os autores como Nilson Benvindo Ramos, 40 anos, Ivan Soares de Souza, 40 anos, e Demis César Martins Santos, 30 anos. Segundo o delegado-adjunto da 9ª DP (Lago Norte), Wisllei Salomão, Ivan fez umas compras no supermercado e na hora de pagar tentou passar um cheque falso. A caixa percebeu a irregularidade no cheque e falou que não era verdadeiro. “Com medo de ser pego, Soares tomou o cheque da mão da moça, rasgou e foi embora”, conta o delegado.

Funcionários do estabelecimento chamaram a PM que, imediatamente, identificou o bando que estava saindo do local num veículo Peugeot 206 de placa DZK-1589-SP. Ao serem abordados, os três confessaram que o cheque era falso. Ivan disse ao policial militar que tinha comprado o cheque de um amigo em Ceilândia. Eles foram levados para a 9ª DP, onde prestaram depoimento.

O delegado diz que os investigadores descobriram vários outros golpes praticados pelo grupo. “Eles aplicavam golpes sempre dessa forma e com o mesmo carro. Várias vítimas vieram reconhecê-los e todas contaram histórias parecidas”, diz Wisllei. O bando já tem várias passagens pela polícia. Nilson tem sete passagens por estelionato, duas por receptação, uma por uso de documento falso e outra por posse de droga. Ele já tinha também um mandado de prisão preventiva. Ivan responde por lesão corporal, ameaça e ainda por lesão corporal culposa no trânsito. Já Demis tem em sua ficha cinco estelionatos, duas por uso de documento falso e uma lesão corporal culposa no trânsito. Eles vão responder por tentativa de estelionato e se condenados podem pegar até cinco anos de prisão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 364 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal