Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

10/03/2009 - Diário de Canoas Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Cédulas falsas ainda causam prejuízo a comerciantes da região

Por: Luísa Medeiros

Qualidade das imitações do Real têm surpreendido autoridades e exige cautela.

Novo Hamburgo - O dia-a-dia do comércio é assim: um descuido na hora de aceitar cédulas sem conferir sua autenticidade pode significar prejuízo ao empreendedor. E a qualidade das imitações do Real têm surpreendido comerciantes e autoridades, o que exige cautela ainda maior de quem recebe as cédulas.

Na loja de eletrodomésticos onde o Dilamar Pauletti é gerente, a atenção é constante mas, mesmo assim, algumas vezes os caixas são pegos de surpresa. Foi o que aconteceu na sexta-feira da semana passada, quando a loja recebeu uma nota falsa de 50 reais, detectada na hora de depositá-la no banco. "O volume manuseado é tão grande que acabou passando despercebida", lamentou Pauletti.

Ele comentou que apesar de o fluxo de notas falsificadas ter diminuído desde o início do ano passado, o cuidado é sempre redobrado. "O uso das formas eletrônicas de pagamento nos auxiliou nessa diminuição, embora tenhamos que pagar mais tributos. É o ônus pela segurança", disse.

Em primeiro lugar, no momento de receber a nota, uma das dicas dadas pelo Banco Central do Brasil é compará-la com outra em caixa.

Quem passa nota falsa está cometendo crime

O titular da 3.ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (3.ª DPRM), Mauro Vasconcellos, alerta para o fato de que, assim como a falsificação de cédulas é crime, quem tentar colocar uma nota falsa em circulação depois de tomar conhecimento de sua falsidade, também está sujeito às penalidades legais. Está previsto pelo artigo 289 do Código Penal, com pena de três a 12 anos de prisão, a falsificação de cédulas de dinheiro. Já para aquele que recebeu a nota, mesmo que de boa fé, caso tente repassá-la, pode ser condenado a uma pena que varia de seis meses a dois anos de detenção.

A atenção para possíveis falsificações também deve ser uma tônica na hora de retirar dinheiro de caixas eletrônicos. O Banco Central orienta que, no caso do recebimento de cédulas suspeitas em um terminal de auto-atendimento, é indispensável retirar um extrato que comprove o saque, preferencialmente no mesmo terminal, e encaminhar-se ao gerente da agência para pedir providências. Caso não obtiver solução satisfatória, com o gerente do banco, ou o fato ocorrer fora do horário bancário, ele deve procurar uma delegacia de polícia mais próxima (civil ou federal) para registrar uma possível ocorrência.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 204 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal