Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

08/03/2009 - Jornal da Cidade de Bauru Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Ao comprar imóvel, investigue o dono

Por: Adilson Camargo

Além de se preocupar com o valor e a documentação, o comprador tem de apurar se o bem não está penhorado

Quando estamos à procura de um imóvel para comprar, as preocupações básicas são três: o preço, se há impostos atrasados e se a escritura está em ordem. São pontos importantes para a concretização de um negócio, mas só isso é pouco. O questionamento tem de ir além. Tem de incluir, entre outros detalhes, informações sobre a vida pessoal de quem está vendendo o imóvel. Essa é uma forma de evitar dores de cabeça futuras e até, em caso extremo, perder o imóvel.

De acordo com o corretor Daniel Addad, que está há 14 anos no setor imobiliário, às vezes acontece de uma pessoa ter os bens penhorados pela Justiça e, diante disso, ela decide vender o que tem antes que lhe seja tomado. É um golpe que tem sido aplicado há muito tempo e tem feito muitas vítimas. Dando seqüência à série de reportagens do JC, iniciada no domingo passado, sobre golpes, fraudes e armadilhas que rotineiramente infernizam a vida do cidadão de bem, relatamos a seguir mais alguns truques que os malandros têm usado para se aproveitar da boa-fé das pessoas. Com isso, o jornal procura alertar para o problema e dar dicas de como não se tornar uma presa fácil desses aproveitadores.

Por exemplo, uma maneira de não cair no golpe do imóvel penhorado pela Justiça é saber se existe algum processo de execução correndo contra o dono. O próprio Addad disse que já cancelou vários negócios praticamente fechados por causa dessas pendências. Proprietário de uma corretora de imóveis, junto com Eduardo Volpe, ele relata que tem uma assessoria jurídica que fica rastreando esses processos o tempo todo para que não haja prejuízos para os clientes nem para a empresa. “Temos contato com todas as alçadas para saber se o vendedor tem algum processo correndo contra ele”, informa.

Ele frisa que quando um imóvel é colocado à venda por um preço bem abaixo de seu valor real é sempre bom ficar atento. Pode ser que o vendedor esteja realmente precisando do dinheiro com rapidez, mas pode ser também que ele esteja querendo se livrar do imóvel antes que ele seja confiscado pela Justiça.

Volpe ressalta que é importante investigar até mesmo o dono anterior do imóvel quando o dono atual está se desfazendo do bem em um prazo de tempo muito curto. “Pode até ser um excesso de zelo, mas é um cuidado que precisa ser tomado”, alerta.

Addad afirma que quando o juiz dá a ordem de execução da sentença de penhora, não importa com quem está o bem penhorado. Se o bem pertencia ao sentenciado quando a decisão judicial foi tomada, ele será confiscado independentemente de quem seja seu dono. “Às vezes, uma pessoa compra o imóvel de boa-fé e quando se dá conta, está sem o bem e sem o dinheiro”, comenta o corretor.

Ele fala que a vítima do golpe tem o “direito de regresso”, ou seja, de reaver o que foi pago pelo imóvel, mas até isso acontecer a pessoa terá muita dor de cabeça. Para evitar ser vítima de mais essa armadilha, a recomendação é não se preocupar apenas com a parte comercial do negócio e de infra-estrutura. Investigue a vida do dono.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 204 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal