Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

07/03/2009 - O Povo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Quatro policiais civis são acusados de estelionato

Por: Flávio Pinto

Um caso de tentativa de extorsão, que culminou na captura de quatro agentes motivou reunião da cúpula da Polícia Civil. Havia, com os detidos, leitores de cartões magnéticos.

Uma tentativa de extorsão seguida de sequestro relâmpago acabou na prisão em flagrante de quatro policiais civis, sendo acusados de estelionato. Dois deles seriam lotados na Delegacia de Polícia Civil de Camocim, a 373 quilômetros de Fortaleza. Temendo represália, a vítima da extorsão desistiu de registrar boletim de ocorrência (BO) na delegacia. Mas, ao serem abordados por agentes do 30º Distrito Policial, no Conjunto São Cristóvão, foi apreendida dentro do carro em que se encontravam uma mochila que continha dois aparelhos leitores de cartões e alguns cartões magnéticos.

A prisão dos policiais levou toda a cúpula da Polícia Civil a se reunir na sala do delegado Lúcio Pontes, diretor do Departamento de Inteligência Policial (DIP), por mais de três horas. A prisão ocorreu por volta das 15 horas, mas até as 18 horas, a decisão tomada era de que os acusados seriam postos em liberdade por falta de provas. Mas às 20 horas, após a perícia do Instituto de Criminalística (IC) comprovar que os equipamentos apreendidos serviriam para alterar dados bancários, os policiais receberam voz de prisão.

O exame realizado pelos peritos na delegacia atestou que os equipamentos foram utilizados horas antes da detenção. Todos foram autuados por formação de quadrilha e portarem apetrecho para falsificação, que caracteriza estelionato.

O delegado Bruno Figueiredo, responsável pela prisão, revelou ao O POVO, somente o primeiro nome dos acusados. Seriam eles: Valberto, Vagner, Olavo e Wellington. Os dois últimos são lotados em Camocim, sendo que Olavo já responde a procedimento administrativo e estaria afastado da função. Depois, todos foram conduzidos para a Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), sendo autuados em flagrante.

De acordo com os responsáveis pela prisão, na tarde de ontem, os quatro policiais presos estariam em dois veículos, um Logus e um Palio. Eles teriam sequestrado um morador do Conjunto São Cristóvão com o objetivo de fazer com que a vítima efetuasse saques em caixas eletrônicos. A família da vítima acionou o 30º DP e alguns minutos depois, os carros em que estavam foi interceptado.

Todos eles negaram o crime e tentaram se justificar a seus superiores dizendo que o material apreendido seria parte de objetos que haviam sido apreendidos com um informante que os levariam a um estelionatário no Conjunto São Cristóvão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 394 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal