Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

06/03/2009 - Correio da Manhã Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Remédios falsos à venda na internet

Por: Cristina Serra

Alerta: Medicamentos contrafeitos rendem mais de 22 mil milhões de euros

A maioria dos medicamentos vendidos pela internet, destinados à impotência sexual, emagrecimento e tratamento do cancro, doenças cardíacas e foro neurológico, é falsificado.

O alerta partiu do presidente do conselho de administração da Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (Infarmed ), Vasco Maria, que falava na conferência internacional ‘Contrafacção e informação’. "A sofisticação da falsificação é maior e por vezes não é detectável a olho nu, só através de análises laboratoriais", explicou Vasco Maria, sublinhando que, em alguns casos, são detectadas impurezas "que podem colocar em causa a vida das pessoas".

Em 2008 foram apreendidos, em Portugal, 50 pacotes suspeitos de conter medicamentos falsos, encomendados pela internet. Resultado das análises: 43 continham impurezas, 31 com doseamento insuficiente do princípio activo e quatro nem sequer continham o princípio activo.

Rui Ivo, da Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica (Apifarma), reforça a preocupação do sector apresentando outras análises: 79 dos 85 medicamentos inspeccionados por um laboratório eram contrafeitos, o que significa que 92% eram falsos.

O risco é tanto maior quando aumenta a produção, estando o negócio a atrair redes internacionais. Segundo Vasco Maria, "as redes de droga estão a dedicar-se ao fabrico de medicamentos contrafeitos" porque "os lucros são de vinte mil por cento, movimentando um negócio de mais de 22 mil milhões de euros".

APONTAMENTOS

EUROPA

Em 2007 foram apreendidos 4081 milhões de medicamentos falsos nas alfândegas da União Europeia, um aumento de 51% em relação a 2006.

SITE OFICIAL

O Infarmed alerta os consumidores para comprarem medicamentos pela internet apenas nos sites autorizados pela própria autoridade nacional.

VENDA

A venda de medicamentos no mercado dos países de-senvolvidos é de um por cento e nos países em desenvolvimento atinge os 30 por cento.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 155 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal