Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

06/03/2009 - Correio da Bahia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Farmácias fraudam programa de venda de remédios mais baratos


Drograrias conveniadas ao programa Farmácia Popular, criado pelo Governo Federal para deixar alguns remédios mais baratos, cometem fraudes para atrair mais clientes e ter mais lucro.

A parceria com farmácias e drogarias da rede privada com o governo foi criada em 2006 e anticoncepcionais, remédios para hipertensão e diabetes podem ser comprados com até 90% de desconto.

O percentual de desconto vira um reembolso que a farmácia recebe do Ministério da Saúde. Para ser vendido com o preço mais barato é necessário que o paciente assine a nota fiscal no balcão, mas essa exigência tem sido descumprida por muitas empresas.

O serviço de entrega à domícilio, sem qualquer assistência farmacêutica, tornou a fraude ainda mais fácil. Nessa briga para conquistar mercado, as drogarias particulares inscreveram até pacientes que já recebem a medicação de graça dos postos de saúde. Isso tem levado o governo a gastar duas vezes para fazer o mesmo tratamento.

O próprio sindicato que representa as farmácias já denunciou 17 empresas ao Ministério da Saúde. O diretor de assistência farmacêutica do Ministério da Saúde, José Miguel do Nascimento, disse que o programa da Farmácia Popular nasceu da ideia do cofinanciamento, quando o usuário paga, no mínimo, 10% do preço do remédio.

Segundo ele, quando as farmácias não cumprem a portaria do programa, é aberto processo administrativo que pode terminar com o descredenciamento da drogaria.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 246 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal