Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

25/10/2006 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

MP denuncia fundadores e quer fechar templos da Renascer em SP


O Ministério Público de São Paulo denunciou à Justiça, sob acusação de falsidade ideológica, os fundadores da Igreja Renascer em Cristo. De acordo com a denúncia do MP, o apóstolo Estevam Hernandes Filho, a bispa Sônia Hernandes e o bispo promaz Jorge Luiz Bruno teriam montado uma igreja paralela, chamada Internacional Renovação Evangélica, para atuar como "laranja" da Renascer, livrando a insitituição original de processos.

Na denúncia, o promotor criminal Marcelo Mendroni pede o fechamento de todos os templos da igreja no estado, com o objetivo de evitar que fiéis continuem sendo "enganados ou prejudicados" com a ação da Renascer, como afirma o MP. A igreja já responde a mais de cem ações de cobrança de dívidas, a maioria trabalhista.

Segundo a denúncia, a Internacional Renovação Evangélica, criada em 2004 por Jorge Luiz Bruno, não existe fisicamente. No endereço indicado na ata de fundação, na Zona Leste de São Paulo, funciona um templo da Renascer.

A relação entre as igrejas foi descoberta, segundo reportagem da "Folha de S.Paulo", depois que uma seguradora começou a investigar causas de um acidente de helicóptero. O aparelho, segurado pela empresa, caiu em 2005 em um haras da filha do casal Hernandes.

A seguradora descobriu que a apólice estava em nome de uma empresa pertencente a um integrante da Renascer. Já o piloto, Márcio José Borba de Melo, morto no acidente, era funcionário da Internacional Renovação Evangélica.

Em setembro, fundadores da Renascer foram denunciados por estelionato, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. A denúncia foi acatada pela Justiça e tramita na 1ª Vara Criminal, que determinou quebra do sigilo bancário e bloqueio de bens do casal Hernandes.

A assessoria da igreja Renascer afirma que os acusados só irão se pronunciar após o departamento jurídico da instituição ter analisado a denúncia.

A reportagem do G1 voltou a procurar a assessoria de imprensa da igreja no início da tarde desta quarta-feira (25), que reiterou que as denúncias estão "nas mãos do corpo jurídico da empresa".

Reafirmou ainda que neste momento a igreja não tem posição oficial sobre as acusações do Ministério Público. Questionada sobre a existência da Internacional Renovação Evangélica, a assessoria de imprensa disse não possuir informações sobre essa igreja.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 486 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal