Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

02/03/2009 - EPTV.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Apreensões de falsos remédios crescem 600%

Consumidor deve evitar compra em bancas e internet.

As apreensões de remédios falsos, contrabandeados ou sem registro cresceram cerca de 600% em 2008, segundo dados da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Os medicamentos mais falsificados são os indicados para disfunção erétil, e aqueles mais caros, como os receitados contra o câncer.

A vendedora Juliana Rocha toma mais cuidado ao comprar um medicamento agora, já que há cerca de 2 anos comprou um sem saber a procedência e agora precisa tratar de uma gastrite, fruto do remédio falso.

Tomar remédio sem origem pode causar sérios danos à saúde. “Pode causar outros males, como no sistema nervoso e infarto do miocárdio”, disse o médico Ricardo Destro.

O delegado da polícia federal, Adílson Bezerra, lembra que é difícil identificar um remédio falsificado. “Nós temos dificuldade em identificar”, afirmou.

Especialistas alertam para uma série de medidas que precisam ser feitas antes de comprar um medicamento. Primeiro, só comprar em farmácias, jamais em bancas ou pela internet.

Depois, verificar se a embalagem está lacrada. Ver se existem rasgos ou rasuras. O nome do farmacêutico responsável precisa estar impresso na embalagem. Toda caixa de remédio deve ter um espaço para que, com uma moeda, você raspe o local e veja a marca do medicamento. A bula não pode ser cópia.

A falta de um farmacêutico nas drogarias também facilita a pirataria. Em breve, as farmácias terão um dispositivo eletrônico que facilitará a informação da população sobre os remédios e agilizar a fiscalização.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 183 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal