Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

01/03/2009 - Jornal da Cidade de Bauru Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Comprou 3 playstations e só levou um

Por: Adilson Camargo


O universitário Fernando Choi, 23 anos, tentou por duas vezes comprar um playstation 2 (console de videogame) pela Internet e por duas vezes foi enganado. Pagou pelo produto e não recebeu. Ele só conseguiu pôr a mão no aparelho na terceira tentativa, quando procurou uma loja real e não virtual. Ele é um exemplo de que todo cuidado é pouco na hora de decidir comprar um produto em lojas que você nem sabe ao certo de existem ou se são confiáveis.

É preciso ficar atento também ao valor dos produtos, principalmente quando são vendidos por meio de sites de compra e venda online, em que a transação é feita geralmente entre pessoas físicas, como ocorre nos classificados. Quando a diferença entre o valor pedido e o valor cobrado nas lojas é muito alta, comece a desconfiar.

Não foi o que fez o universitário. Ele viu na Internet uma loja vendendo um playstation 2 pela metade do preço normal. Decidiu comprar pensando que estava fazendo um excelente negócio. Depositou o valor do produto na conta indicada no site e nunca teve retorno da empresa.

Passados alguns meses, encontrou uma outra loja, por meio do mesmo site de compra e venda online, vendendo o mesmo playstation 2 pela metade do preço. Fernando diz que se cercou de uma série de cuidados, entrou no site próprio da loja, procurou pelo CNPJ da empresa e decidiu arriscar novamente.

Fez novo depósito e ainda está esperando o produto chegar. Isso foi em abril do ano passado. Depois de mais essa decepção, decidiu que só iria comprar o tal do videogame quando tivesse dinheiro para ir a uma loja verdadeira e pudesse pegar o produto na mão. Foi o que aconteceu no fim do ano. Ele foi a São Paulo e lá encontrou o que estava procurando já há quase dois anos pelo mesmo preço das lojas virtuais fantasmas, ou seja, pela metade do valor de mercado. Mas desta vez, o aparelho estava nas mãos dele.

O mesmo também ocorreu com o estudante Felipe Carlos dos Rios, 22 anos. Ele queria um telefone celular moderno, com múltiplas funções, e achou um na Internet por um preço bem atrativo, também em um site de compra e venda. Não teve dúvidas. Entrou em contato com a loja, anotou o número da conta e fez o depósito. A entrega era para ser feita nos dias seguintes. Passaram-se mais de seis meses e nada. Ele registrou boletim de ocorrência, mas de nada adiantou.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 263 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal