Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

25/10/2006 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Hackers causam milhões de dólares em prejuízos a corretoras

Por: Jonathan Keehner e Kevin Drawbaugh


NOVA YORK - Hackers equipados com programas espiões ("spywares") estão dando milhões de dólares de prejuízo a corretoras de valores norte-americanas que operam serviços on-line de baixo custo.

A Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos ("SEC", na sigla em inglês) alertou no começo deste mês que criminosos estão assumindo o controle de contas on-line de corretagem, por meio desses programas, e operando-as de locais remotos.

A TD Ameritrade Holding se tornou na terça-feira (24) a mais recente corretora a confirmar o problema. A empresa informou que no terceiro trimestre o custo total de reembolso a clientes que tiveram suas contas saqueadas por hackers atingiu US$ 4 milhões.

O presidente-executivo da empresa, Joseph Moglia, disse à Reuters que todos os responsáveis por roubo de senhas de clientes da empresa usaram computadores públicos para praticar seus crimes. Nenhum deles invadiu o sistema de computação da companhia.

Ele afirmou também que o prejuízo de US$ 4 milhões "não é significativo". "Esse tipo de coisa recebe muita atenção, mas não está afetando os preços das nossas ações", comentou.

A concorrente E*Trade Financial também disse que foi bastante prejudicada pelo mesmo tipo de fraude. Na semana passada, anunciou que teve um prejuízo de US$ 18 milhões no terceiro trimestre, devido à ação de trapaceiros que roubaram identidades de clientes da empresa e movimentaram suas contas. "No trimestre, a E*Trade, como alguns de nossos concorrentes, teve uma alta significativa nos prejuízos causados por fraudes relacionadas a roubo de identidade", afirmou Jarrett Lilien, presidente da corretora, em entrevista coletiva por telefone.

Um porta-voz da empresa Charles Schwab, que trabalha no mesmo segmento, disse que a companhia não havia detectado "nada de incomum a ponto de merecer um comunicado especial".

Quase 25% das operações de varejo com ações nos Estados Unidos são feitas por investidores on-line que tem aproximadamente de 10 milhões de contas na internet, segundo o órgão regulador de corretoras, o National Association of Securities Dealers (NASD).

Em muitos dos casos de fraude descobertos recentemente, os piratas virtuais infectam os computadores das vítimas com um software espião que monitora a atividades do usuários e captura informações importantes, como senhas e números de contas. O programa então envia um email com a informação roubada para o hacker que o disseminou.

Com as informações, o hacker pode operar o portfólio de ações da vítima e embolsar os lucros. Contas on-line também podem ser sequestradas e usadas em esquemas de manipulação dos preços de ações, informaram autoridades da SEC.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 428 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal