Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

27/02/2009 - AFP Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

EUA: lavagem de dinheiro do tráfico na Bolívia causa 'grande preocupação'


WASHINGTON (AFP) — A Bolívia, que era considerada um país causador de "preocupação" para os Estados Unidos devido à grande quantidade de dinheiro lavado pelo narcotráfico dentro de suas fronteiras, foi reclassificada como de "grande preocupação", ao lado do Zimbábue e de Guiné-Bissau, segundo um relatório anual sobre a luta antidrogas divulgado nesta sexta-feira.

Os três países passaram, em 2008, de jurisdição de "preocupação" a "grande preocupação", aponta o documento, publicado pelo departamento de Estado.

A Bolívia, que cortou praticamente toda a cooperação no combate às drogas com os Estados Unidos, "passa por mudanças significativas por causa de suas políticas de permitir a expansão do cultivo de coca, limitar os esforços de erradicação e atenuar o controle sobre o mercado lícito de coca", adverte o relatório.

"Estamos preocupados com a crescente influência dos cartéis colombianos e mexicanos, e com a possibilidade de um aumento no número de crimes relacionados ao narcotráfico na Bolívia", acrescenta.

"Incentivamos o governo da Bolívia a expandir a erradicação nas Yungas, a redobrar seus esforços no Chaparé, a eliminar novos plantios de coca e a incrementar seus esforços para proibir drogas ilegais e precursores (químicos) em toda a Bolívia", indica o texto.

"Este esforço deve incluir o retorno da DEA (agência antidrogas americana) à Bolívia", sugirió el informe.

Em novembro do ano passado, a DEA encerrou oficialmente suas operações na Bolívia, após 35 anos de atuação direta, quando o presidente Evo Morales acusou seus agentes de intervir em assuntos internos do país.

Morales também acusou o embaixador americano de envolvimento com supostos complôs para organizar um golpe de estado da oposição, expulsando o diplomata em setembro.

As acusações do presidente boliviano são "falsas" e "totalmente infundadas", segundo o relatório do departamento de Estado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 145 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal