Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

20/10/2006 - Jornal de Piracicaba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Gaeco denunciou o crime


O esquema de manipulação de jogos de futebol para favorecer apostadores foi desarticulado no dia 24 de setembro do ano passado, após denúncias apuradas pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial e Repressão ao Crime Organizado) do MP Estadual.
A fraude foi considerada milionária pelos promotores que cuidam do caso, José Reinaldo Guimarães Carneiro e Roberto Porto, já que o valor das apostas girava em torno de R$ 300 mil por partida. O dinheiro envolvia ainda a compra de árbitros, que cuidavam de tentar alterar o rumo de jogos no Campeonato Brasileiro de 2005.
Ao todo, dez jogos de futebol teriam sido afetados e foram anulados pelo STJD (Supremo Tribunal de Justiça Desportiva). Todos eles haviam sido apitados pelo árbitro Edilson Pereira de Carvalho, que confirmou o recebimento de dinheiro vindo de apostadores.
Por este motivo, o árbitro e o empresário piracicabano Nagib Fayad, o Gibão, apontado como o articulador do esquema, foram presos no mesmo dia pela Polícia Federal de São Paulo. Outro morador de Piracicaba, o também árbitro Paulo José Danelon, também teve o mandado de prisão expedida e se apresentou à Superintendência da PF. O esquema funcionava por meio de apostas, que eram realizadas em bancas semelhantes as do jogo do bicho e em sites especializados, um deles operado no Rio de Janeiro e outro em Piracicaba. Após acertar os resultados com os árbitros, os apostadores acessavam as páginas eletrônicas para realizar suas cotações. No dia 28 de setembro de 2005, Danelon, em depoimento à PF e ao Gaeco, chegou a admitir a venda de três partidas do Campeonato Paulista do ano passado: Corinthians 3 x 0 Ponte Preta, Guarani 1 x 1 Atlético de Sorocaba e Portuguesa Santista 0 x 1 União São João, recebendo R$ 30 mil de Fayad.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 441 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal