Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

20/02/2009 - Correio da Bahia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Operação da polícia apreende mais de quatro mil cheques roubados


Uma operação dos agentes da 7ª DP e policiais da 39ª CIPM (Companhia Independente da Polícia Militar) desarticulou uma quadrilha acusada de roubar carros de transportadoras no interior do estado da Bahia e Ceará nesta quinta-feira (19), em Salvador. Sete homens, entre eles três cearenses, foram presos e com eles os policiais encontraram mais de 4.800 cheques roubados de diversos bancos e cidades.

Segundo o chefe do serviço de inteligência da 7ªDP, Portela, durante uma abordagem a dois homens, no shopping Aeroclube, foram encontrados diversos cheques, que seriam depositados em um banco da região.

A partir destes dois rapazes, Antônio Luis dos Reis Gentil Pereira, 20, e Carlos de Santana da Silva, 21, que eram usados como 'laranjas' para fazer o depósito, começou o desmonte da quadrilha. Antônio e Carlos prestaram depoimento e foram liberados.

Mário Henrique Santana Anjos, 21 e André Luis Silva dos Santos, 25, foram presos em seguida, em hotel em Ondina, (Pier Sul) acusados de recrutarem as pessoas para efetivarem o depósito. 'Os recrutadores davam R$50 para as pessoas fazerem o depósito. Diziam que estavam ocupados, sem tempo, mas ocultavam dos `laranjas` que os cheques eram roubados', explica Portela.

Depois da prisão de Mário e André, a polícia chegou a três cearenses, que estavam hospedados no mesmo hotel, onde encontram os 4.800 cheques roubados, além de um notebook, comprovante de depósito bancário e talões de cheque. Manoel Souza da Silva, 33, Francisco Edinei Irineu Magalhães, 25 e Francisco Lewilson Viana da Silva, 33 naturais do Ceará estavam em Salvador há 10 dias para curtirem o carnaval.

Como funcionava

A quadrilha roubava carros da transportadoras no interior da Bahia e Ceará. 'Como, geralmente, apenas um carro recolhe os malotes bancários dos municípios, os assaltantes ficavam de olho e realizavam o crime', explica a delegada titular da 7ª DP, Maria Dail.

Segundo Dail, após roubarem os cheques, os homens falsificavam a númeração, assinaturas, datas de compensação e até pediam novos talões. Para cometer o crime, os assaltantes usavam uma máquina semelhante a utilizada em supermercado para o preenchimento dos cheques. 'Eles digitavam o valor e a data de compensação e a máquina preenchia automaticamente, o que facilitava a falsificação'.

'Se a numeração do cheque era de 0 a 20, eles fraudavam para 20 e 40' detalha o chefe de serviço de inteligência da 7ª DP.

Os três cearenses e os baianos Mário e André responderão por estelionato e formação de quadrila. Eles estão presos da 7ª DP (Rio Vermelho) a disposição da Justiça.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 209 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal