Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

21/10/2006 - Diário de Cuiabá Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia descobre novo golpe na praça

Por: Adilson Rosa


A prisão do vendedor Geverson Delgado Alves, de 30 anos, pode levar a Polícia a esclarecer um golpe novo na praça, cujo alvo são os proprietários de carros financiados e com prestações vencidas. A quadrilha localiza os donos e, com um mandado de busca e apreensão falso, tomam o automóvel. Em alguns casos, a vítima tem duplo prejuízo pois a financiadora também cobra pelo veículo. Anteontem de manhã, Geverson foi flagrado tentando apreender um Mondeo, no bairro Altos da Boa Vista, em Cuiabá.

Usando uma carteira falsa do Tribunal de Justiça ele se identificou como oficial de Justiça e abordou o dono do carro com a firme intenção de levar o veículo. O golpista já havia, inclusive, contratado um guincho para levar o carro apreendido. Além dele, mais duas pessoas teriam arquitetado o golpe, mas os demais integrantes do bando ainda não foram localizados.

“O golpe só não se concretizou porque um policial aqui da Delegacia mora próximo e, ao ser chamado pela vítima, desconfiou do oficial de Justiça. Analisou os documentos e levou o golpista para a Delegacia onde acabou autuado em cinco crimes”, explicou o delegado Douglas Turíbio, titular do Complexo.

Segundo o delegado, primeiro a quadrilha descobre quem é proprietário de carro financiado e que está com a prestação atrasada. O próximo passo é procurar o Detran para saber quais carros estão com o mandado de busca e apreensão decretado. Com esses dados em mãos os golpistas estão aptos a agir.

“O bando falsifica o mandado (de busca e apreensão) e recolhe o veículo por conta. Acreditamos que esse seria o primeiro caso desse novo tipo de golpe na Capital, mas não descartamos a hipótese de algum dono de carro ter sido vítima dos estelionatários”, explicou.

O golpe, no entanto, pode estar sendo aplicado em outros Estados. Numa pasta que estava com Geverson, os policiais apreenderam vários logotipos da Justiça de Tocantins e Goiás. “O que ele estava fazendo com esses documentos ainda não sabemos, mas com certeza, coisa boa não é”, completou o delegado.

A carteira de oficial de Justiça estava em nome de Emerson Modesto Nunes. O TJ de Mato Grosso informou ao delegado, através de um ofício, que esse pessoa não trabalha lá, confirmando as suspeitas de fraude.

Na Delegacia, Geverson disse que estaria apreendendo o carro para um homem identificado como Nelson e acrescentou que após entregar-lhe o veículo, receberia R$ 800 de gratificação.

“É a primeira vez que fiz isso. Era só entregar o carro e receber o dinheiro”, explicou ele, que foi autuado pelos crimes de estelionato, falsificação de documentos público e particular, além de falsa identidade e usurpação da função pública.

Anteontem à tarde, os policiais foram até o endereço fornecido pelo vendedor, mas não o localizaram. Ele seria o chefe do bando que estaria iniciando atividades nesse ramo.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 411 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal