Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

07/02/2009 - Diário do Grande ABC Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Prefeitura de SP afasta servidoras em investigação sobre merenda


A Secretaria Municipal de Educação de São Paulo informou na noite de sexta-feira que afastou do cargo a diretora técnica do Departamento de Merenda Escolar, Beatriz Aparecida Edmea Tenuta. A diretora, recém-nomeada pelo prefeito Gilberto Kassab (DEM), trabalhou de 2005 a 2007 para a SP Alimentação – uma das empresas investigadas pelo MP (Ministério Público) na fraude da merenda.

Além de Beatriz, as nutricionistas Joana D’Arc Pereira Mura e Rosmary da Silva também foram afastadas, pois, segundo o MP, prestavam consultoria à Aberc (Associação Brasileira de Empresas de Refeições Coletivas). A reportagem não localizou as servidoras ontem. O diretor-superintendente da Aberc, Antonio Guimarães, negou qualquer relação com funcionários da Prefeitura. “Temos uma comissão técnica operacional. Só conheço a Joana D’Arc. Rosmary não sei quem é".

Empresas usaram mesmo método – As seis empresas que fornecem merenda às escolas da rede municipal em São Paulo e são investigadas por suspeita de cartel tiveram conduta idêntica no dia da licitação em que ganharam os contratos. O Ministério Público, que levantou a suspeita, quer que a Prefeitura de São Paulo suspenda os contratos e volte a preparar a alimentação de todos os alunos - hoje ela é responsável pela menor parte da rede.

O pregão – tipo de licitação pelo qual a Prefeitura fez a contratação – dividiu as escolas a serem atendidas em seis lotes. Todas as empresas entregaram propostas de preços em dois deles. Cada uma tinha o menor – e, portanto, melhor – preço para um dos lotes. No segundo, as ofertas tinham valor mais elevado.

Pelas regras do pregão, as empresas poderiam apresentar contrapropostas nos lotes em que tinham, inicialmente, cobrado mais caro. Nenhuma delas, porém, deu lance menor para tentar levar o contrato. Logo após conhecer o valor apresentado pelas concorrentes no lote em que perdeu, cada uma das empresas desistiu de participar da disputa.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 164 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal