Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

05/02/2009 - Veja Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Novo corregedor da Câmara é acusado de fraude


O deputado Edmar Moreira (DEM-MG), novo corregedor da Câmara, é alvo de um inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) por suspeita de apropriação ilegal de contribuições ao INSS feitas por seus empregados em uma empresa de vigilância. Ele foi denunciado à Justiça em dezembro de 2007 pelo procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza, segundo reportagem publicada nesta quinta-feira pelo jornal Folha de S. Paulo.

Souza acusa Moreira de se apropriar de impostos descontados dos funcionários da F. Moreira Empresa de Segurança e Vigilância Ltda. Os valores não foram repassados ao governo. De acordo com a Previdência, o montante chega a 1 milhão de reais (valor de 2005, incluindo o imposto não pago, juros e multas). Caso o relator do processo, Eros Grau, aceitar a denúncia, Moreira terá que responder a processo criminal por apropriação indébita.

No inquérito, a defesa admitiu a dívida e justificou o não-pagamento alegando que "a empresa vem passando por dificuldades decorrentes de constantes atrasos em seus recebimento". Segundo o jornal, a F.Moreira foi a principal doadora das últimas campanhas do deputado. Em 2002, por exemplo, declarações entregues ao Tribunal Superior Eleitoral indicam que a empresa bancou 61% da campanha de Moreira (168.000 reais).

Em entrevista à Folha, o novo corregedor disse que já pagou os valores que devia e mostrou irritação diante da suspeita que pesa sobre ele: "Eu estou condenado? É tráfico de droga, eu matei, eu roubei? Relativo ao processo, não tem nada. Já paguei", disse.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 194 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal