Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

03/02/2009 - AFP Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Três milhões de pessoas vítimas da fraude Madoff, 4.500 na América Latina


MADRI (AFP) — As vítimas pela fraude do finacista americano Bernard Madoff podem chegar a três milhões em todo mundo e a 4.500 na América Latina, afirmou nesta terça-feira o escritório de advogados espanhola Cremades&Calvo Sotelo, que acrescentou que a cifra de 50 bilhões de dólares fraudados pode aumentar.

"Nossos cálculos são que pelo menos três milhões de pessoas foram afetadas pelo caso Madoff, três milhões de particulares que podem estar direta ou indiretamente afetados pelo caso", declarou Javier Cremades, presidente da firma.

Cremades apresentou nesta terça-feira as cifras recolhidas por 30 firmas de advogados de todo o mundo procuradas pelas vítimas de 25 países desse esquema de pirâmide e que representam bancos, 'hedge funds', colégios profissionais, fundações, universidades e clientes particulares.

A estimativa de mais de 50 bilhões de euros fraudados pode ser, incluisve, maior, segundo o advogado.

Na América Latina existem mais de 1.500 afetados podem ser pelo menos o triplo, ou seja, 4.500, na Argentina (mais de 400), Chile, Brasil, Uruguai, Peru, Colômbia, Bolívia, México e Bahamas, segundo os dados coletados por estas 30 firmas.

A firma Cremades&Calvo Sotelo e outra americana abriram recentemente um processo coletivo nos Estados Unidos contra o líder bancário espanhol, Santander, um dos mais expostos à fraude, cujos clientes têm um exposição total de 2,33 bilhões de euros (três bilhões de dólares).

Na semana passada, o Santander foi o primeiro banco a propor a seus clientes particulares a indenização total de suas perdas, num montante de 1,38 bilhão de euros (1,82 bilhão de dólares) em forma de títulos de seus investimentos iniciais.

Mas Cremades afirmou ter pedido ao juiz encarregado que paralise a oferta do Santander enquanto tramita o processo aberto.

Os demais atingidos no resto do mundo procedem principalmente dos Estados Unidos, Alemanha, Áustria, Espanha, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Reino Unido, Suíça, França, Israel, Taiwan e África do Sul.

"Dos 3 milhões de afetados, aproximadamente 30% deles ainda não sabem que foram prejudicados pelo caso Madoff porque a exposição de seus invetimentos é através de um fundo de pensão de uma companhia ou uma exposição marginal de um 'hedge fund'", explicou Cremades.

Os 30 escritórios de advogados calculam que neste caso de fraude estão atuando cerca de 300 firmas jurídicas e 45.000 advogados em todo o mundo para cuidar de até 15.000 processos judiciais.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 154 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal