Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

03/02/2009 - A Tarde Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Compra de abadás requer cuidados

Por: Danile Rebouças e Alexandre Santos

Marca d´água garante autenticidade dos abadás.

A compra de abadás com cartões de crédito clonados é o delito de maior ocorrência nesta época do ano, de acordo com o delegado titular da Delegacia de Repressão a Estelionatos e Outras Fraudes (Dreof), Márcio Alan Assunção. “No período do verão, os estelionatários utilizam os clones para curtir. Compram abadás, gastam com hospedagens e até mesmo com passagens aéreas”, diz.

Segundo o delegado Assunção, a maioria das vítimas não registra queixa. Portanto, o cidadão deve estar atento ao uso do cartão de crédito, procurando sempre os sites oficiais de venda e evitando fazer compras em lan houses e máquinas de empresas que trabalham em rede, pois o número do cartão pode ficar gravado. O delegado afirma, contudo, não ter registro de ocorrência de casos de abadás falsos.

Cambistas – A expectativa de aumento da ocupação hoteleira em 10% e o registro de aumento das vendas de abadás (até 15%) no Carnaval de Salvador incentivam a ação de cambistas, que também apostam na folia. A partir da semana que antecede o Carnaval, o Aeroclube costuma ser habitado pelos vendedores informais e por foliões tentando encontrar algo mais em conta.

Quem vende no mercado informal afirma ser lícito, mas nem sempre o produto é confiável. Ricardo, 33 anos, trabalha como cambista há 15 anos. Ele afirma ter comprado os abadás logo no início das vendas. “O produto é garantido já que esse é o meu trabalho. Quando não dá certo o investimento, o prejuízo é meu”, defende.

Ano passado, Ricardo disse ter tido prejuízo de R$ 12 mil, mas isso não o desanima. Ele já investiu R$ 10 mil para o Carnaval deste ano. “É um mercado de risco, temos que contar também com a sorte”. Ricardo trabalha em sociedade com outros colegas e, a partir do dia 15, começa a ir às ruas atrás de clientes.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 157 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal