Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

29/01/2009 - Jornal Nacional Globo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Desempregados são enganados por falsas empresas

É preciso ter cuidado ao recorrer a agências de emprego para conseguir uma colocação no mercado. Essas agências não vendem vaga de trabalho e se alguma oferecer isso, desconfie.

A edição desta quinta do Jornal Nacional começa com imagens de Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife. Debaixo de sol, três mil cidadãos se amontoaram numa fila de um quilômetro, que começou a se formar na noite de quarta. Eram candidatos a 510 vagas oferecidas pela prefeitura de professor temporário. O salário é de R$ 415.

A necessidade de encontrar uma vaga no mercado de trabalho produz filas e também muita frustração. Praticamente todos os dias, o Jornal Nacional recebe denúncias de cidadãos que foram enganados. Empresas que prometeram a chamada recolocação profissional, que cobraram algum dinheiro do desempregado e que não garantiram vaga nenhuma.

A reportagem que você vai ver agora foi uma sugestão de Rafael Rosa, de Três Corações, Minas Gerais, num e-mail que ele enviou ao Jornal Nacional.

Não dava nem pra desconfiar que era um golpe. “O escritório super bem montado, com equipe, uniforme", disse o publicitário Tiago Andre Vieira.

Na agência de emprego, Tiago fez entrevista, deixou o currículo e R$ 2,5 mil com a promessa de que a sonhada vaga de gerente de marketing era dele. “Passado o tempo, vi que não existia retorno, liguei para eles e a empresa não existia mais”, contou Tiago.

Procurar trabalho não é fácil. Para deixar o currículo de porta em porta se gasta muito tempo e dinheiro com transporte. É por isso que muitas pessoas fazem cadastro em agências de emprego, já que várias empresas recorrem a este serviço para contratar um funcionário. Mas é preciso ter cuidado para não ser enganado.

A consultora Elaine Saad, presidente da Associação Brasileira de RH, alerta: as agências de emprego não vendem vaga de trabalho. Se alguma oferecer isso, desconfie.

“A principal diferenciação da agência de empresa correta, que tem um trabalho adequado, é que ela nunca cobra do candidato para nenhum tipo de serviço, porque ela é remunerada pela empresa que quer a vaga”.

Segundo a Associação Brasileira de Recursos Humanos existem dois tipos principais de empresas que ajudam o desempregado: as agências de recrutamento recebem o currículo do candidato pela internet ou pessoalmente. Fazem avaliação e encaminham os selecionados para uma entrevista na empresa que ofereceu a vaga. O candidato não paga nada.

Já as consultorias oferecem orientações para quem procura um emprego, como a elaboração de um currículo e dicas para entrevista. Elas cobram pelo serviço, mas também não existe garantia de contratação.

Numa empresa de recrutamento, 12 pessoas disputam uma vaga de auxiliar de cadastro. Antes de mandar o currículo, Paulo e Rafael se informaram sobre a agência. “É uma empresa que a gente sabe, através de dicas, que é idônea”, afirmou Paulo de Tarso Duarte. “Procuro ir nas que têm bons nomes, bem indicadas, mais conhecidas”, disse Rafael Oliveira Silva.

Uma pesquisa que poderia ter evitado o prejuízo de Tiago. "Hoje eu faço isso em qualquer empresa, até comprando DVD na internet, eu vejo o que é a empresa. Serviu de lição".

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 149 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal