Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/01/2009 - O Estado de São Paulo / Ag. Estado Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Espanha cita banco brasileiro em fraude de US$ 600 mi

Por: André Lachini


LONDRES - A polícia espanhola deteve nesta quarta-feira seis pessoas suspeitas de uma fraude de US$ 600 milhões contra a Bolsa de Valores de Londres. O caso envolveria um banco brasileiro, cujo nome não foi revelado. A fraude ocorreu em 2003 na Langbar International Ltd., empresa que era listada no Mercado de Investimentos Alternativos da bolsa londrina.

O Escritório de Fraudes Graves (SFO, na sigla em inglês) do governo britânico começou as investigações no final de 2005 depois de a Langbar, antes conhecida como Crown Corporation Ltd., ter informado à Bolsa de Valores de Londres, em novembro de 2005, que uma auditoria feita por contadores da Kroll Associates não localizou 370 milhões de libras esterlinas, que a empresa acreditava que estariam depositados em um banco brasileiro.

As seis pessoas foram detidas hoje em Madri, Barcelona e Alicante e eram associadas à Crown Corp. (atual Langbar). O nome dos detidos não foi divulgado. Todos são homens com idades entre 56 e 76 anos. Um é de nacionalidade argentina e os outros são espanhóis, informou o SFO.

Segundo as investigações, os seis detidos enganaram os investidores quanto aos recursos que a Crown Corp tinha disponíveis para supostamente investir em projetos em empresas no Canadá e nos EUA. A companhia foi listada na bolsa londrina em outubro de 2003. As seis pessoas teriam se aproveitado da venda das ações que tinham na Crown Corp.

"Através de operações complexas no mercado de ações, como falsificações, os detidos conseguiram inflar o valor das ações de uma empresa no mercado financeiro, sem depósitos que dessem sustento a esse valor, e tiveram lucro com a venda dos papéis", disse a polícia espanhola.

A Langbar iniciou um processo contra o ex-dirigente da Crown, Mariusz Rybak, e outros executivos, no final de 2007. Rybak e os acusados concordaram em pagar 30 milhões de libras esterlinas à Langbar em abril do ano passado. As informações são da Dow Jones.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 195 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal