Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

24/01/2009 - Gazeta de Ribeirão Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Cadastros além do ideal

Por: Guilherme Tavares

Dobro de moradores. O número de pacientes cadastrados na rede pública de saúde municipal é maior do que a população.

O número de pacientes cadastrados na rede pública de saúde como moradores de Ribeirão Preto é o dobro da população estimada da cidade. Segundo dados da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), cerca de 1,1 milhão de usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) estão registrados no sistema da Prefeitura. Entretanto, a população estimada da cidade pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade) em 2008 é de 563 mil habitantes. A falha acarreta em utilização inadequada dos leitos públicos e em sobrecarga nos atendimentos.

De acordo com a secretária da Saúde, Carla Palhares, uma das prováveis causas para a incompatibilidade dos números é o fato dos pacientes da região registrarem-se como munícipes de Ribeirão Preto para tentarem vagas mais fácil nos atendimentos ou internações por leitos do SUS. “A cidade é referência em atendimentos de várias especialidades. Isso faz com que muita gente saia da sua cidade, mesmo que seja na região, para procurar atendimento em Ribeirão.”

Além disso, há possíveis falhas no sistema. Acredita-se que há muitos pacientes que já morreram que ainda estão com os cadastros ativos na SMS. A estimativa é que dos 1,1 milhão de cadastros em Ribeirão apenas 30% sejam de usuários efetivos do SUS.

A aposentada Elza (nome fictício) precisou de uma radiografia em 2002, enquanto consultava em Ribeirão Preto. Para agilizar o procedimento, deu um endereço de Ribeirão Preto e conseguiu fazer o exame. “Estava com dor no joelho e queria saber o que era. Na hora falei um endereço que me veio à cabeça.”

De acordo com dados do Ministério da Saúde, cerca de 70% da população brasileira tem o SUS como único acesso aos serviços de saúde. Cidades como Campinas, por exemplo, que tem população estimada em 1,1 milhão de habitantes, 700 mil pacientes estão cadastrados no SUS.

Ribeirão faz parte da Direção Regional de Saúde 13 (DRS-13), que tem ainda outros 25 municípios e uma população total estimada em 1,173 milhão de habitantes.

Ainda conforme a secretária da Saúde, os pacientes da região com registros falsos de moradores de Ribeirão acarretam em uma utilização desigual dos leitos do SUS. “A quantidade de pacientes de Ribeirão que ocupam leitos públicos é maior do que a das outras cidades. Mas na verdade são pacientes da região que estão registrados no sistema como moradores daqui”, disse a secretária.

Solução pode ser cartão único

Para tentar solucionar o problema, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) estuda fazer um recadastramento de todos os pacientes para então implantar o cartão nacional do SUS em parceria com os outros municípios da regional. Com o registro, os pacientes ficariam cadastrados tanto em Ribeirão quanto em Brasília sob um número válido em todo o País.

“Precisamos implantar o cartão para recadastrar os usuários de Ribeirão e depois levar isso para toda a regional”, disse Carla Palhares, secretária da Saúde de Ribeirão. Para melhorar a informatização dos sistemas, a SMS vai licitar a instalação de uma rede de fibra ótica para interligar todas as unidades de saúde do município, tanto municipais quanto estaduais. Conforme Palhares, o Hospital das Clínicas (HC) vai fornecer o material e a Prefeitura vai instalar o equipamento. (GT)

POPULAÇÃO

1,173 Milhão de habitantes moram nas 26 cidades da DRS-13

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 221 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal