Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

23/01/2009 - Folha das Vertentes Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Mais um são-joanense cai em golpe do bilhete premiado


O velho golpe do bilhete premiado fez mais uma vítima em São João del-Rei. Uma pessoa, que não quis se identificar, perdeu R$ 10 mil no último dia 15.

De acordo com o Boletim de Ocorrência (BO) da Polícia Militar (PM), a vítima relatou que havia sido abordada, na Avenida Presidente Tancredo Neves, Centro da cidade, por uma mulher de cor negra, que alegou estar procurando por uma pessoa de nome “Salim”, para receber a importância de mil reais, referente a um bilhete premiado. Neste instante, outra mulher de cor clara, bem aparentada, identificando-se por “Maria Clara”, fingiu se inteirar do assunto e pegou o suposto bilhete premiado. Ela simulou um telefonema para uma agência da Caixa Econômica Federal e aparentou que alguém do Banco lhe dizia que o bilhete valia R$ 161.600.000,00.

A primeira golpista ofereceu o bilhete, à venda, pelo valor de R$ 20 mil e “Maria Clara” disse que pagaria R$ 10 mil e a vítima arcaria com a outra metade. Os policiais militares souberam, ainda, que a vítima, juntamente com “Maria Clara”, foram até uma agência bancária, onde foi feito o saque de R$ 10 mil. O dinheiro foi repassado para a mulher de cor negra e a vítima ficou com o falso bilhete premiado.

Apesar da tentativa de rastreamento feita pela PM, as duas mulheres fugiram.

Falso funcionário

Já em 14 de janeiro, uma pessoa informou, à PM, que um cidadão foi à sua casa dizendo ser funcionário da Prefeitura Municipal de São João del-Rei, que trabalha no combate à dengue. O golpista entrou na residência e, posteriormente, cobrou a quantia de R$100,00, indo embora em seguida.

A PM reforça que muitos estelionatários se fazem passar por funcionários de empresas como Cemig, Copasa, Damae, Prefeitura Municipal e outras. É necessário pedir a identificação funcional e, antes de deixá-lo entrar na casa, telefonar para a empresa e perguntar se está prestando serviço oficial. Em qualquer dúvida, ligar para a PM, através do telefone 190.

Alerta

Sobre os golpes mais comuns, como o do bilhete premiado, a Assessoria de Comunicação da PM afirma que é necessário prestar atenção nos seguintes indícios: as pessoas que praticam estelionato são educadas, falantes e com grande capacidade de criar situações envolventes; as vítimas não são escolhidas ao acaso, pois os golpistas observam aquelas que têm certeza que sacaram dinheiro em Bancos e caixas eletrônicos ou que acabaram de receber os salários; a exigência de pagamento antecipado de qualquer quantia para recebimento de empréstimos financeiros, carta de crédito de consórcio, venda de veículos ou imóveis pode ser um golpe contra o consumidor.

“Os cidadãos devem suspeitar de pessoas que oferecem prêmios tentadores como bilhetes premiados de loterias, jóias e recompensas. Se achar na rua objetos, folhas de cheques, cartões, carteiras, imediatamente solicite apoio da PM para o devido registro. E tente fazer negócios pessoalmente e não por telefone”, alertou.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 173 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal