Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

22/01/2009 - Diário de Cuiabá Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpista que usava 5 nomes é preso


Policiais civis de Várzea Grande prenderam um homem que usa cinco nomes diferentes e é acusado de aplicar vários golpes, principalmente em garagens de revenda de carros usados. Em princípio, os policiais acreditavam que o nome verdadeiro dele fosse Bras Esteves de Oliveira, de 57 anos, mas o delegado Douglas Turíbio deverá fazer uma nova consulta a respeito do nome.

Bras de Oliveira foi preso anteontem de manhã, no centro de Várzea Grande, após aplicar mais um golpe em uma revendedora de carros usados. Para conseguir comprar um Palio, ele apresentou um holerite falso, emitido por uma empresa-fantasma, que apresentava rendimento mensal de R$ 2.192,10.

O representante da loja desconfiou da trama e acionou a polícia, pois uma revendedora em Cuiabá não teve a mesma sorte e perdeu um carro no mesmo golpe. O golpista usava também os nomes falsos de Braz Nunes da Silva, Acácio Kempe, Ziquiel de Almeida e Antonio Alckimin. “Precisamos fazer uma checagem minuciosa, pois se trata de cinco nomes e todos usados em golpes. Então, será necessário o confronto das impressões digitais com os documentos”, explicou o delegado.

Durante a prisão, o acusado chegou a oferecer aos policiais cerca de R$ 1,3 mil para o deixarem em liberdade. Diante dos fatos, o delegado o prendeu em flagrante por falsidade ideológica, tentativa de suborno, uso de documento falso, estelionato e posse de munição. Na casa dele, os investigadores apreenderam carteiras de identidade e habilitações com nomes falsos, munições calibre 38 e uma balança de precisão.

A polícia acredita que ele faça parte de uma quadrilha de estelionatários, já que as identidades eram montadas com base em nomes checados no Sistema de Informações de Segurança (Infoseg), cujo acesso era feito por intermédio de um advogado de Goiás. (AR)

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 336 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal