Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

20/01/2009 - Convergência Digital Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Biometria conquista a confiança dos brasileiros


Mais de dois terços dos consumidores (67%) pesquisados ao redor do mundo confiam nos leitores de impressão digital para validar suas identidades em bancos, agências governamentais e outras organizações, de acordo com a pesquisa conduzida pela Unisys Corporation, e divulgada nesta terça-feira, 20/01. Na preferência dos usuários, esse método de identificação ficou em segundo lugar, atrás, por apenas 1%, das senhas pessoais.

O resultado no Brasil não foi diferente, revela a empresa. A maioria da população – 71% – também prefere a impressão digital como método biométrico de identificação. Na escala de preferência, senha pessoal ficou em segundo lugar, com 67%, e em terceiro, com 60%, leitura de íris.

Em relação à faixa etária, brasileiros a partir de 55 anos são os menos dispostos a utilizar identificação biométrica. Reconhecimento por foto foi o método mais rejeitado, com apenas 34% de aceitação. Por outro lado, jovens entre 18 e 34 anos são os mais dispostos a usar soluções biométricas, variando de 72% a 77% o índice de aceitação para impressão digital e senha pessoal.

O estudo sobre dispositivos biométricos revelou ainda que:

- Os leitores de impressão digital estão bem à frente na confiança do consumidor em relação a outras soluções biométricas menos conhecidas, como leitores faciais (44% alegam que se sentem confortáveis com esse método) e de vasos sangüíneos da mão (38%);

- Consumidores da Malásia, Austrália e Reino Unido são os que mais aceitam todos os métodos biométricos estudados na pesquisa. Além disso, esses três países são mais propensos a aceitar métodos geralmente impopulares em outras partes do mundo; e

- Os moradores de Hong Kong desconfiam de diversos métodos de autenticação, inclusive números de identificação pessoal (PINs) e senhas escolhidas pelo usuário. No entanto, são mais suscetíveis em aceitar o uso de impressões digitais como método de identificação.

A Unisys revela que o levantamento foi conduzido em paralelo à última edição do Índice de Segurança, que também constatou que a fraude com cartão bancário e o roubo de identidade continuam a ser as principais preocupações da maioria dos consumidores do mundo todo.

O uso fraudulento de cartões de crédito e débito foi indicado como primeiro ou segundo maior receio em 11 dos 13 países pesquisados. O roubo de identidade ficou em primeiro ou segundo lugar em dez países. Mais de 12 mil pessoas, entre eles, brasileiros, foram ouvidas para a realização do material.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 193 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal