Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

20/01/2009 - Diário de Cuiabá Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Acusado havia tentado sair da cadeia com alvará falso


Em maio de 2008, um alvará de soltura falsificado quase concedeu liberdade a Luiz Galha, que estava detido por tráfico de drogas no Presídio Professor Jacy de Assis, em Minas Gerais. Ele e mais duas pessoas de Mirassol D´Oeste foram acusadas de transportar 58 quilos de cocaína em uma carreta, de Mato Grosso para Ituiutaba (MG).

O documento teria chegado ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais no dia 19 de dezembro, mas uma funcionária descobriu junto ao Superior Tribunal de Justiça que o alvará não era verdadeiro.

Na época, a advogada que fazia a defesa do condenado a oito anos de prisão era Rúbia Ferreti Valente, também presa ontem na Operação Alfa. Ela prestou depoimento, mas negou qualquer participação na falsificação do alvará. (KR)

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 198 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal