Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

10/01/2009 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Navio em que passageiros passaram mal tem golpe da passagem falsa

96 foram lesados em pacote no transatlântico em que 464 adoeceram. Empresa responsável por cruzeiro diz que foi "alvo de falsificação".

Noventa e seis pessoas compraram passagens falsas para o cruzeiro de nove dias que começaria neste sábado (10), no Rio com destino a Buenos Aires, e não puderam embarcar no navio MSC Sinfonia. Segundo as vítimas, os bilhetes foram emitidos com o mesmo número, numa fraude que, agora, classificam de "grosseira". O roteiro incluia Ilha Bela, em São Paulo, Punta del Leste, no Uruguai, e Buenos Aires, na Argentina.

As vítimas do golpe acusam de falsificação um funcionário de uma agência de turismo. Os clientes que compraram o pacote turístico da operadora Porto Rio foram impedidos de embarcar no MSC Sinfonia.

O G1 procurou entrar em contato com os responsáveis pela Porto Rio, mas ninguém foi encontrado. A empresa MSC, responsável pelos cruzeiros, admitiu, em nota oficial, que “foi alvo de um crime de falsificação de 25 vouchers de 25 cabines (de um total aproximado de 800 cabines)”. Os documentos de reserva teriam sido “falsificados por uma agência do Rio de Janeiro”, segundo a nota.

A MSC informa que vai tomar todas as medidas legais: “Esperamos que os responsáveis sem localizados e punidos”, conclui.

Delegacia de Copacabana investiga

Dezenove pessoas registraram queixa na polícia contra a empresa.Um inquérito foi aberto para investigar o caso.

“Vamos ouvir o dono da agência, vamos ouvir também o vendedor e vamos esgotar todas as possibilidades para elucidar esse fato”, anunciou o responsável pelas investigações, delegado adjunto da 12ª DP (Copacabana), Antônio Furtado.

O navio que começou na tarde deste sábado o cruzeiro é o mesmo em que durante uma viagem pela costa do Nordeste 464 pessoas tiveram sintomas de gastroenterite. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recolheu amostras da água e de alimentos para apurar o fato.

Neste sábado, em uma nova vistoria, a agência liberou o navio para o cruzeiro até Buenos Aires. Segundo a Anvisa, houve 173 novos atendimentos no trecho da viagem de Salvador para o Rio. Duas pessoas permaneciam em atendimento na enfermaria pela equipe médica do transatlântico ao atracar no pier da Praça Mauá, no Centro do Rio.

Os técnicos da agência não acreditam em novos casos e, sim,que houve a manifestação da doença incubada e que atacara o primeiro grupo antes da chegada à Bahia.

Ainda não foi feito o auto de infração porque os exames de laboratórios não foram concluídos. Se ficar comprovado que os passageiros consumiram comida estragada, a multa aos organizadores do cruzeiro pode chegar a R$ 2 milhões.

Sonho perdido com passagem falsa

A viagem de navio era um sonho que a família de Jeferson dos Santos, militar, iria realizar, depois de meses de planejamento. “Eu fui informado pela agência que as passagens são falsas, não consta nosso numero de embarque lá, nem a reserva, nada está constando pra gente. Perdemos dinheiro, é um sonho de família, de todo mundo, aniversário de casamento, tio, tia e do meu pai, que é militar e tinha o sonho de embarcar de novo em um navio”, contou, frustrado.

Tatiana Tamburini também ficou decepcionada. “Eu estou pagando essa passagem desde março de 2008. No inicio só meus pais queriam ir, depois a gente pagou a nossa parte, eu e a minha irmã. Agora só no ano que vem.”

Tatiana, que é funcionária pública, contou como foi feita a falsificação. “Ele fez uma clonagem grosseira, ele vendeu para uma família de quatro pessoas, aí clonou, e o mesmo número do tíquete ele vendeu pra mais 25 famílias.”

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 178 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal